O clareamento dental pode ser a solução para aquelas pessoas que buscam ter os dentes brancos. Isso é mais que uma questão estética, uma vez que influencia diretamente na autoestima do indivíduo, assim como em diferentes aspectos da vida, desde o pessoal até o profissional.

Entretanto, esse procedimento requer diversos cuidados que são necessários para que o tratamento tenha um efeito prolongado, assim como para que os objetivos do paciente sejam atingidos.

De qualquer forma, é muito importante realizar o clareamento com acompanhamento de um profissional. Dessa forma, é possível garantir a eficiência do procedimento, além de garantir que os tratamentos realizados não vão prejudicar a saúde bucal do indivíduo.

Confira mais esclarecimentos sobre o que é o clareamento dental, assim como sobre quais alimentos podem prejudicar a eficácia desse procedimento.

O que é o clareamento dental?

Por mais simples que o clareamento dental pareça ser, esse não é um procedimento exclusivamente estético e requer critério, assim como orientação de um dentista, sendo do plano de saúde odontológico ou não.

Atualmente, podemos contar com diferentes maneiras de garantir um sorriso perfeito. Seja através do clareamento a laser, das lentes de contato ou das facetas de porcelana.

Apenas um profissional qualificado sabe dizer com segurança a concentração ideal do produto para cada caso, assim como a frequência e a maneira correta para a aplicação do gel, garantindo o grau de branqueamento que o paciente deseja.

É normal ocorrer um escurecimento dos dentes com a idade, uma vez que há um maior desgaste do esmalte dentário, tornando a dentina que tem uma coloração amarelada visível.

Entretanto, há outras causas para o escurecimento dos dentes, como o consumo em excesso de alimentos altamente pigmentados, má higiene bucal, tabagismo e até mesmo fatores genéticos.

Caso seja necessário procurar por um especialista para avaliar a necessidade de realizar o clareamento dental, é possível encontrar na internet graças às estratégias de marketing digital na odontologia que esses profissionais vêm utilizando, garantindo uma maior facilidade em encontrar dentistas qualificados e que realizam o procedimento que você procura.

Verdades e Mitos sobre o Clareamento dental

Como é o caso em qualquer procedimento estético e odontológico, alguns cuidados são necessários durante e após o clareamento. 

Por esse motivo, é sempre importante ter atenção a todas as recomendações do profissional, para que o resultado do clareamento dental não seja prejudicado.

Clareamento dental pode deixar o dente enfraquecido?

Mito. Quando realizado por um profissional de qualidade e com os produtos e quantidade adequado, o clareamento não altera a estrutura do dente, apenas as substâncias impregnadas.

É muito importante ter estabelecido com o profissional que realizou o seu procedimento sobre os cuidados de cada um. Por exemplo, o clareamento a laser pode pedir precauções diferentes das facetas de porcelana.

É necessário evitar alimentos com corantes?

Verdade. Independente do alimento ou bebida, ser com corante natural ou artificial. Tanto durante como logo após o clareamento, é necessário evitar alimentos que sejam altamente pigmentados.

Os principais entre eles são:

  • café;
  • refrigerante de cola;
  • chocolate;
  • açaí;
  • vinho tinto.

Mesmo após o procedimento do clareamento dental, é importante evitar o excesso desses alimentos, para que não altere o resultado obtido por conta do tratamento já realizado. 

Devo evitar alimentos gelados?

Mito. Entretanto, o procedimento do clareamento dental pode causar sensibilidade nos dentes, uma vez que os produtos utilizados são peróxidos e, portanto, cáusticos por natureza.

Por esse motivo, é sempre importante realizar esse procedimento com acompanhamento de um profissional, para que não seja usado em quantidades maiores que o ideal. Algumas pessoas podem sentir dor ao ingerir alimentos e bebidas gelados durante o tratamento, mas normalmente isso tende a passar com o tempo.

Alimentos ácidos fazem mal ao tratamento?

Verdade. Assim como é bom evitar os alimentos com alta pigmentação, o mesmo é verdadeiro em relação à acidez. Da mesma forma, é importante evitar alimentos cítricos em excesso, para garantir que o resultado dure mais tempo.

Os alimentos e bebidas caracterizados por uma maior acidez são:

  • tomate;
  • cerveja;
  • refrigerante;
  • limão.

Entretanto, é importante saber que ao ingerir esses alimentos, você não deve sair correndo para escovar os dentes logo após o seu consumo. O ideal é esperar cerca de vinte a trinta minutos, para evitar que o creme dental reaja com os ácidos do alimento, causando a corrosão dentária.

Da mesma forma, caso você tenha qualquer dúvida a respeito dos alimentos que pode ingerir, assim como as quantidades, é essencial que você pergunte ao profissional que realizará o procedimento do clareamento, antes mesmo de fazê-lo.

Dessa maneira, é possível garantir que você já estará preparado para os cuidados necessários, assim como estará preparado para adaptar a sua alimentação caso seja necessário.

Alimentos anti-inflamatórios podem ajudar no tratamento?

Diretamento no resultado do clareamento não. Porém, o consumo de alimentos com propriedades anti-inflamatórias são sempre importantes para a manutenção da saúde e previne o desgaste precoce dos dentes e dos ossos.  

O ômega é, sem sombra de dúvida, um nutriente com função anti-inflamatória que médicos e nutricionistas sempre recomendam que está pouco presente na alimentação do brasileiro. É difícil atingir a quantidade diária necessária para a saúde de ômega 3 por dia, portanto, os suplementos são bastante indicados. 

Não há contraindicação para o uso de suplementos de ômega 3, portanto, desde que o produto seja de qualidade, sua saúde só tem a ganhar com o consumo regular desse nutriente. 

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um ômega 3 de altíssima qualidade?

Conteúdo escrito por Doutora Caroline Gomes Iwata em parceria com o Blog Vue Odonto.