A nutrição é uma ciência com o foco em formar e capacitar profissionais para auxiliarem na saúde alimentar da população. Tal segmento envolve um leque de possibilidades muito amplo e, por conta disso, os especialistas podem escolher uma entre as inúmeras áreas de atuação do nutricionista.

Para se ter uma ideia, é possível trabalhar com planos de alimentação em hospitais, restaurantes e escolas, além de participar de projetos voltados para o marketing ou o desenvolvimento de produtos. Nesses campos, há espaço suficiente para realizar diversas atividades, como a elaboração de cardápios equilibrados, garantir a qualidade das refeições, prescrever dietas, entre outras.

Sendo assim, que tal se aprofundar no assunto e conhecer mais sobre as oportunidades dessa formação? Nos próximos tópicos, listamos as 6 principais alternativas para os nutricionistas que desejam trabalhar em empresas privadas. Confira!

1. Nutrição clínica

Podemos dizer que uma das principais áreas de atuação do nutricionista é a nutrição clínica. Além de promover a saúde, o profissional deverá prestar atendimento dietético.

Ou seja, será preciso manter a boa saúde dos indivíduos, buscando melhorar o estado nutricional dos pacientes debilitados. Felizmente, a nutrição clínica é um segmento vasto e pode ser dividida nas seguintes categorias:

Ambulatorial

Aqui, o nutricionista prestará assistência em consultórios privados, como é o caso de clínicas médicas, asilos, spas, academias e clínicas que atuam no ramo da estética. Normalmente, os serviços são voltados para o emagrecimento e bem-estar, sempre mantendo a saúde em primeiro lugar.

Hospitalar

Na nutrição hospitalar, o profissional prestará atendimento aos pacientes que estão hospitalizados. Entre as atividades, podemos destacar a atuação em lactários, banco de leite humano, ou em equipes multidisciplinares.

Domiciliar

Nessas situações, o nutricionista é contratado para prestar atendimento na casa do próprio paciente. O trabalho consiste em criar rotinas capazes de tornar o dia a dia dos indivíduos mais prático e saudável. Ainda é possível promover o treinamento de familiares e outros profissionais da área para oferecer uma alimentação mais equilibrada a pacientes idosos ou acamados.

2. Saúde coletiva

Temos aqui outra área de atuação bastante interessante: a saúde coletiva. O trabalho consiste em oferecer assistência e educar as pessoas, sejam elas saudáveis, sejam doentes, para seguirem uma alimentação rica e balanceada.

Em outras palavras, os profissionais são responsáveis por conscientizar as pessoas sobre a importância de se alimentar adequadamente. O trabalho pode ser feito por meio de campanhas exclusivas, pesquisas ou atendimento nutricional com especialistas de outras áreas da saúde.

Atualmente, muitos profissionais que atuam nesse segmento também trabalham no setor público, exercendo as seguintes funções:

  • elaboração de políticas públicas para diminuir os problemas nutricionais da população de determinada região. Doenças como obesidade, anemia e desnutrição são as principais;
  • fiscalização sanitária: tem o objetivo de visitar indústrias para analisar a qualidade da produção de alimentos;
  • gestão de programas de governo: atuação em projetos do setor público, para coordenar a produção correta de alimentos.

Ainda assim, é possível que o trabalho do nutricionista seja realizado em empresas privadas, como acontece com os programas de combate à desnutrição, campanhas de conscientização e ambulatórios.

3. Alimentação coletiva

Empresas que oferecem alimentação coletiva aos seus funcionários também merecem os cuidados e acompanhamento de um profissional especializado. O objetivo do trabalho é avaliar nutricionalmente a qualidade das refeições oferecidas em escolas, universidades, restaurantes, indústrias, aviões, entre outros.

Além disso, esses espaços devem, indispensavelmente, seguir à risca as normas de preservação de alimentos e qualidade. Portanto, o nutricionista atuará por meio do desenvolvimento de planejamentos alimentares, administração de custos, bem como o treinamento de funcionários.

É importante que o profissional assuma a sua responsabilidade técnica, sendo capaz de supervisionar, orientar e avaliar os serviços e atividades executados nos ambientes reservados para a alimentação.

4. Marketing

marketing é uma das áreas de atuação mais interessantes do nutricionista. No ramo, o profissional terá a oportunidade de trabalhar com estratégias de divulgação, vendas e até mesmo promoções voltadas para a alimentação e nutrição. Em linhas gerais, o especialista poderá:

  • colaborar para a criação de materiais técnicos, científicos ou educativos sobre diferentes produtos;
  • realizar visitas técnicas em clínicas médicas e outros locais de atendimento;
  • participar da coordenação de pesquisas;
  • promover testes e experimentos de receitas;
  • desenvolver modelos de serviços exclusivos para o atendimento ao cliente final.

Os principais locais para atuar com o marketing e nutrição são agências de publicidade e propaganda especializadas no ramo, indústrias de alimentos, empresas voltadas para a fabricação de suplementos alimentares, revistas, sites comerciais e cozinhas.

5. Desenvolvimento de produtos

Muitas pessoas não imaginam, mas, para que um novo produto chegue às prateleiras de lojas e supermercados, antes, é preciso realizar muitas pesquisas e estudos. Durante esse processo, as empresas precisam ter excelente embasamento científico, fazer pesquisas detalhadas de mercado, ouvir e entender as necessidades do consumidor e, claro, analisar a concorrência.

Mas não acaba aí! Além de todo esse trabalho, é preciso desenvolver o produto em si, o que significa:

  • buscar os melhores ingredientes;
  • procurar equipamentos específicos para a fabricação;
  • realizar testes;
  • promover a degustação;
  • produzir conteúdo para embalagens e rótulos.

Existe ainda outra etapa importante, que diz respeito aos cálculos de custo, testes de prateleira e pontos de vendas e análises sensoriais. Em todas essas etapas, a presença de um nutricionista é fundamental. Para isso, o profissional deverá ter profundo conhecimento na área, entender bem sobre segurança alimentar, higienização e manipulação de alimentos.

6. Nutrição esportiva

Outro segmento que está crescendo muito nos últimos anos é a nutrição esportiva. Atualmente, as pessoas estão muito preocupadas em manter a boa forma e praticar exercícios físicos da maneira correta. Tudo isso sem falar nos atletas profissionais, que necessitam de acompanhamento integral para realizarem os seus trabalhos e alcançarem resultados cada vez melhores.

Por essa razão, a nutrição esportiva é bastante diversificada. Na área, o profissional poderá atuar em consultórios e academias, ou também trabalhar com equipes de modalidades esportivas coletivas, como vôlei, futebol, basquete e natação.

O profissional terá a responsabilidade de desenvolver cardápios especiais, com a intenção de melhorar o rendimento durante os exercícios físicos, sempre observando as necessidades de cada paciente.

Como foi possível notar até aqui, existem diversas áreas de atuação do nutricionista. Antes de escolher onde atuar, identifique as suas afinidades e não se esqueça de considerar as suas principais necessidades. Você não vai se arrepender!

Para se aprofundar ainda mais nesse universo, aproveite a visita ao nosso blog e confira também o nosso post sobre marketing de conteúdo para nutricionistas!