O colágeno é um nutriente fundamental para pessoas preocupadas em cuidar da saúde ou até mesmo para melhorar a estética. Muitas pessoas consomem colágeno com o objetivo de cuidar da pele, unhas e cabelos, ou para proteger as articulações, como é o caso de praticantes de atividade física de alto impacto. Mas, afinal, você sabe quando e como tomar colágeno? Confira a seguir!

Como usar o colágeno?

Mesmo com uma dieta rica em alimentos fontes de colágeno como: o leite, ovos, carne vermelha, peixes e frango, o consumo de suplementos podem ser considerados como forma de garantir a ingestão regular diária, já que é muito difícil controlar as quantidades ingeridas apenas pelos alimentos.

A suplementação é uma boa estratégia, ainda mais se considerarmos que colágenos específicos precisam ser consumidos em quantidades determinadas e com uma frequência por um período mínimo de tempo até que seja observados os efeitos esperados.

Existe uma grande variação de suplementos de colágeno disponíveis no mercado, os quais se diferenciam de acordo com o formato molecular e função no organismo. Por isso, cada item comercializado é diferente, tendo em vista que certas marcas e composições podem ser superiores a outras. A variação mais comum é entre o colágeno hidrolisado e os peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado.

A principal diferença entre esses dois tipos é que os peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado são pequenas estruturas da proteína que foram submetidas a dois processos de hidrólises, um térmico e outro enzimático.

Os peptídeos bioativos apresentam um formato molecular bem pequeno, isso facilita a absorção pelo organismo e a utilização do colágeno por órgãos específicos.

Os peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado geralmente são usados para finalidades estéticas como redução de rugas, fortalecimento da pele, unhas e cabelos ou para a manutenção e tratamento das cartilagens e articulações.

Para os efeitos estéticos,  os estudos apresentam os resultados dos peptídeos bioativos a partir de 8 semanas de consumo regular diário. Já para a saúde articular e cartilagens é preciso pelo menos 12 semanas de consumo contínuo dos peptídeos bioativos.

O colágeno hidrolisado tradicional é submetido a apenas um processo de quebra, correspondente a hidrólise térmica, portanto, possui estruturas maiores e não conseguem ter a mesma eficácia que os peptídeos bioativos.

O colágeno hidrolisado precisa de mais “quebras” pelo organismo e não são específicos para nenhuma região. Geralmente são usados como complementos proteicos de baixo custo em relação ao whey protein como estratégia dietética.

A forma com que você irá usar o colágeno vai depender do objetivo esperado com a suplementação. Geralmente, a busca pelo colágeno se dá por finalidade de aumentar a firmeza da pele e redução das rugas. Nesse caso, é preciso usar um colágeno específico para a pele e fazer um consumo diário na dose recomendada no rótulo do produto.

Quando e como o colágeno deve ser consumido?

O colágeno é uma proteína muito importante para conferir estrutura e firmeza aos nossos órgão, portanto,  precisa ser consumido por todas as pessoas em qualquer fase da vida.

A partir dos 25 anos, começamos a sofrer uma redução da produção dessa proteína no metabolismo. Nesse período a suplementação de colágeno já pode ser considerada. A indicação se aplica a quem não consegue manter uma alimentação rica em colágeno, de maneira significante para suprir suas necessidades.

No geral, o suplemento também é indicado para pessoas com as seguintes características:

  • praticantes de esportes e de atividades físicas intensas;
  • pessoas que se queixam de dores nas articulações ou sofrem de problemas como artrose, artrite, osteoartrite, desgastes da cartilagem, etc;
  • pessoas que se queixam de fraqueza ou queda nos cabelos e unhas;
  • pacientes em processo de recuperação de quedas, lesões musculares, fraturas e cirurgias;
  • pessoas que desejam evitar o envelhecimento precoce e manter a beleza da pele;
  • pessoas em idade avançada ou estágios de vida em que a capacidade de absorção proteica, produção hormonal e metabolismo estão debilitados.

Não há contraindicação para o consumo de suplementos de colágeno,  o quais podem ser consumidos diariamente.

Os suplementos de colágeno estão disponíveis em versões em pó ou comprimido. A versão em pó é a mais comum de se ver em lojas de produtos naturais. Tanto o colágeno hidrolisado genérico quanto os peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado são oferecidos na forma em pó e podem ser tomados puros com auxílio de água ou incluídos em preparações culinárias como sucos, shakes e smoothies.

Apenas tenha cuidado com os outros ingredientes que não forem colágeno presentes nos suplementos. Evite produtos que contenham açúcares, saborizantes, espessantes e adoçantes artificiais. Dê preferência a produtos puros isentos de aditivos químicos.

A versão do suplemento em comprimido se aplica apenas ao Verisol, matéria prima patenteada de peptídeos bioativos colágeno hidrolisado tipo 1, o único colágeno específico para tratar a pele, unha e cabelo.