Home » A melhor vitamina D | 6 diferenciais da Vitamina D Vhita

A melhor vitamina D | 6 diferenciais da Vitamina D Vhita

Melhor vitamina D do mercado.
3 minutos de leitura

A Vitamina D Vhita é considerada a melhor vitamina D do mercado. Mas, além de afirmar, mostramos quais são os critérios para fazer dela o melhor suplemento de Vitamina D. 

Melhor vitamina D

Para ser a melhor vitamina D do mercado, a Vhita precisou atender importantes critérios de qualidade.

Veja a seguir quais são os 6 diferenciais da vitamina D Vhita para ser considerada a melhor do mercado:

1º A melhor vitamina D é de origem animal

Apesar de ainda não ser um consenso entre os principais pesquisadores da área, a vitamina D3, de origem animal, é considerada melhor que a vitamina D2, de origem vegetal.

Pensando nisso, a Vitamina D Vhita é de origem animal, sendo um diferencial em comparação as demais vitaminas D do mercado. 

Além disso, não possui contra indicação para pessoas com intolerância à lactose e pessoas com doença celíaca.

2º A melhor vitamina D tem a composição ideal: Vitamina D + óleo de soja

A vitamina D Vhita possui a melhor composição de acordo com as recomendações para a saúde.

Sua composição contém apenas Colecalciferol (Vitamina D3) mais óleo de soja que é necessário para a melhor absorção da vitamina D pelo organismo. 

Sem nenhum tipo de de ingrediente considerado um aditivo químico, substâncias que podem ser prejudiciais a saúde a médio e longo prazo. 

A melhor vitamina D possui a melhor concentração para os suplementos 

A melhor concentração para um suplemento de vitamina D é de 2000 UI para atender a maior parte da população, que é exatamente a dose da vitamina D Vhita. 

4º A melhor vitamina D é na versão em cápsulas

A vitamina D Vhita oferece seu suplemento na versão cápsulas por ser a única que possibilita a recomendação de 2000 UI mais o óleo de soja.

5º A melhor vitamina D possui selos e certificados de qualidade internacional

Sua matéria prima é da multinacional BASF®, a maior empresa da área química, que preza por qualidade e segurança de acordo com critérios internacionais que abrangem as principais legislações mundiais. 

A BASF® fornece laudos certificando que a Vitamina D da Vhita passa pelos mais rigorosos processos de análise de qualidade e segurança. E esses laudos, são renovados a cada novo lote, cumprindo com o compromisso Vhita de demonstrar transparência e qualidade para o seu consumidor. 

Além disso a vitamina D Vhita possui dois certificados internacionais de qualidade: Kosher e Halal, mais um diferencial frente as outras marcas do mercado. 

6º A melhor vitamina D é livre de aditivos e zero calorias

Por conter apenas a vitamina D e o óleo de soja a vitamina D Vhita é um suplemento livre de aditivos artificiais e zero calorias, que evita efeitos colaterais, como o ganho de peso.

Ao analisarmos 6 pontos destacados, concluímos que a vitamina D Vhita é uma das melhores marcas de vitamina D do mercado. Mas além de todos esses diferenciais, ainda conta com o diferencial Vhita. 

A Vhita é uma empresa de confiança dos profissionais da saúde, principalmente de médicos e nutricionistas. É conhecida por profissionais da saúde como uma empresa de suplementos alimentares que tem como prioridade a qualidade de seus produtos e atendimento aos seus clientes. 

Que tal um DESCONTO ESPECIAL para comprar a melhor Vitamina D do mercado? 

Referências:

OTTEN, Jennifer J. et al. (Ed.). Dietary reference intakes: the essential guide to nutrient requirements. National Academies Press, 2006.

Avalie este post

Nutricionista e Mestre em Ciências pela UNIFESP.

Experiência acadêmica em pesquisa científica. Atua como professora convidada em cursos de graduação e pós graduação na área da saúde.

Profissional com sólida formação em pesquisa e inovação. Atua na interseção entre o desenvolvimento de produtos com base em ciências e inovação para a saúde, e o marketing de conteúdo.

9 comentários em “A melhor vitamina D | 6 diferenciais da Vitamina D Vhita”

  1. Pingback: Baixa vitamina D e depressão: Como tratar | Blog Vhita

  2. Pingback: Alimentos com Vitamina D | Descubra quais são eles!

  3. Pingback: 5 nutrientes que fazem bem para a sua saúde bucal - Blog Vhita

    1. Wagner, tudo bem por aí?

      Quando você mostrou seu exame para o médico, ele te passou alguma orientação? Pelo que você mencionou no seu comentário, seu exame deu excesso de vitamina D no corpo. O ideal é que você volte ao médico e refaça o exame. Ele vai te dar conseguir atrás de uma análise clínica, traçar um plano de tratamento para regularizar seus níveis de vitamina D.

      1. Luiz Gonzaga de Oliveira

        Prezada Dra. Priscila Gontijo.
        Eu ouvi de um médico neste tempo de covid-19 que a maioria das pessoas com vitamina abaixo de 34 geralmente morrem, não resistem ao covid -19 devido a esta insuficiciencia e assustado, fui ao médico que me pediu o exame de vitamina D e o resultado foi 25-OH que me deixou perplexo, pois tomo muito sol pela manha e inclusive após o meio dia quase todos os dias e esta análise laboratorial me deixou confuso. O sol é ou não é um grande aliado nesta absorção. Não fui ao retorno no médico e gostaria de ter sua opinião a que devo recorrer, além da alimentação citada. Eu comecei a tomar vitamina D3 com colecalciferol 7.000 UI há 3 semanas, sendo um por semana. Devo aumentar esta esta dosagem para acima de 7.000 UI ou tomar mais vezes por semana? Estou lhe pedindo socorro!…

      2. Pedro Polyceno Bernardes

        Voce tem terceza do que respondeu ao Sr. Wagner? preste atenção: votamina D 28.5 (observe que existe um ponto logo após o número 8, portanto, o resultado dele está muito é baixo…ou seja, deu 28,5 (vinte e oito e meio) e não 285 como voce erroneamente interpretou…

        1. Pedro, tudo bem ?

          De fato a orientação ficou confusa, pois os valores de referência para o nível correto da vitamina D no sangue segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia são:

          – Maior que 20 ng/mL é o adequado para a população geral saudável;

          -Entre 30 e 60 ng/mL é o adequado para grupos de risco como idosos, gestantes, pessoas com osteomalácia, raquitismo, osteoporose, hiperparatireoidismo secundário, doenças inflamatórias, doenças autoimunes e renal crônica e pré-bariátricos;

          – Entre 10 e 20 ng/mL é considerada baixa e com risco de perda de massa óssea, osteoporose e fraturas;

          – Menor que 10 ng/mL é considerada muito baixa e com risco de desenvolvimento de osteomalácia e raquitismo.

          Ficamos a disposição para futuras dúvidas. Ótimo dia! ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *