O colágeno tipo 2 é considerado um suplemento novo no mercado quando comparado ao tempo e conhecimento sobre outros produtos mais tradicionais. Como por exemplo vitaminas e proteína do soro do leite.

Por esse motivo é necessário oferecer um conteúdo de qualidade com informações de fontes seguras. Encontramos muitas informações que nem sempre nos passam a segurança sobre. Pensando nisso, separamos 6 mitos e verdades sobre o colágeno tipo 2.

1. Colágeno tipo 2 engorda

Mito!

A recomendação diária dessa proteína não altera nem sobrecarrega o organismo. Mas vale ressaltar que todo consumo em excesso pode resultar em ganho de peso, independente do alimento/suplemento.

Pois para que engordemos basta que o nosso consumo diário de alimentos/suplementos contenha mais calorias do que a nossa necessidade. E esses valores mudam de pessoa para pessoa. Entretanto conseguir engordar com proteína, como é o colágeno tipo 2, é uma tarefa quase impossível.

Por exemplo, para manter o peso uma pessoa adulta precisa de em média 2000Kcal, o consumo diário de mais de 2000Kcal leva ao ganho de peso.

Mas podemos afirmar, que se consumido de acordo com recomendação do suplemento ou de profissional médico e nutricionista isso não irá acontecer.

2. Colágeno tipo 2 emagrece

Mito!

Nesse caso, o colágeno tipo 2 não tem essa função por não ser um suplemento que promova ação termogênica no organismo.

Ação termogênica é quando determinado alimento ou suplemento é capaz de aumentar a temperatura corporal. E essa elevação da temperatura aumenta o metabolismo basal, que resulta em maior utilização da gordura como fonte de energia, ajudando a emagrecer.

Mas consumir o colágeno tipo 2, igual a qualquer outra proteína ajuda na sensação de saciedade. O que pode colaborar para a menor ingestão de alimentos e como consequência, o emagrecimento.

3. Colágeno tipo 2 funciona para tendão

Verdade!

A proteína não desnaturada de colágeno tipo 2, chamada popularmente de colágeno tipo 2 é um suplemento com ação específica na região das cartilagens e demais tecidos envolvendo a articulação.

Pois o colágeno tipo 2 é uma proteína presente no nosso organismo em maior concentração nessas regiões específicas.

Pois estudos científicos encontrarem relação com o consumo do colágeno tipo 2 e sua maior síntese na região das cartilagens e os demais tecidos da articulação. Por esse motivo podemos afirmar que o colágeno tipo 2 atua melhorando a proteção articular dessas regiões.

Principalmente por melhorar a sua composição de membranas, que fornece proteção e mobilidade para desenvolver os movimentos corporais sem dores. Além de também diminuir a intensidade desse principal sintoma, a dor.

Então todos os diferentes tecidos, inclusive os tendões, que envolvem articulações são beneficiados com a suplementação de colágeno tipo 2.

4. O colágeno tipo 2 são os peptídeos bioativos de colágeno

Mito!

Não, o colágeno tipo 2 é uma proteína, enquanto os peptídeos bioativo de colágeno são o colágeno tipo 1.

E além disso, uma proteína na verdade são a junção de diversos aminoácidos enquanto um peptídeo é formado por ligações de dois ou mais aminoácidos através das chamadas ligações peptídicas.

E além de serem diferentes estruturalmente, a massa molecular da proteína e do peptídeo são totalmente diferentes, e a somatória desses fatores trazem resultados diferentes.

Por exemplo, o colágeno tipo 2 como mencionado anteriormente, possui ação específica para região das cartilagens e articulações.

Enquanto o peptídeo bioativo de colágeno promove benefícios totalmente diferentes, como a melhora da pele, unhas e cabelos.

5. UCII é melhor que B2Cool

Mito!

Ambos são matérias primas de colágeno tipo 2. Porém a diferença entre elas envolvem os mecanismos biológicos para que ambos promovam ação na região das cartilagens e articulações.

Mas vale a atenção no momento de comprar o suplemento com relação a dosagem da matéria prima, e demais ingredientes adicionados.

Pois é necessário que o B2Cool ou o UCII estejam com concentração mínima de 20mg, e o ideal seria 40mg por dose.

Além disso, por se tratar de um suplemento proteico, de acordo com o regulamento da ANVISA, é necessário que tenha uma quantidade mínima de 8,4g de proteínas.

Portanto a dose recomendada de colágeno tipo 2 (B2Cool ou UCII) é entre 20-40mg, mais a adição de 1 proteína, normalmente colágeno tipo 1 (Peptan).

6. Quanto mais ingredientes no suplemento de colágeno tipo 2 melhor

Mito!

Não, o colágeno tipo 2 deve contar apenas colágeno tipo 2 e mais uma proteína, como o colágeno tipo 1.

Cuidado com suplementos que contenham adição de açúcar e outras substancias sintéticas. Pois a longo prazo podem ser nocivos à saúde.

Resumindo..

O colágeno tipo 2 é uma importante proteína para quem quer prevenir ou tratar doenças nas articulações. Ajuda na reparação dos tecidos com a maior produção de colágeno tipo 2 pelo organismo, além de diminuir sintomas importantes como dores. Não engorda nem emagrece, e deve ser um suplemento livre de aditivos. 

 

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um suplemento de colágeno de altíssima qualidade específico para as articulações e cartilagens?

 

Referências:

GARFINKEL, Rachel J.; DILISIO, Matthew F.; AGRAWAL, Devendra K. Vitamin D and its effects on articular cartilage and osteoarthritis. Orthopaedic journal of sports medicine, v. 5, n. 6, p. 2325967117711376, 2017.

BRUYÈRE, Olivier et al. Effect of collagen hydrolysate in articular pain: A 6-month randomized, double-blind, placebo controlled study. Complementary therapies in medicine, v. 20, n. 3, p. 124-130, 2012.

KUMAR, Suresh et al. A double‐blind, placebo‐controlled, randomised, clinical study on the effectiveness of collagen peptide on osteoarthritis. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 95, n. 4, p. 702-707, 2015.

BELLO, Alfonso E.; OESSER, Steffen. Collagen hydrolysate for the treatment of osteoarthritis and other joint disorders: a review of the literature. Current medical research and opinion, v. 22, n. 11, p. 2221-2232, 2006.