Ômega 3 é bom para quê? | 5 benefícios desse nutriente

| | ,

Ômega 3 é bom para quê? | 5 benefícios desse nutriente

Os benefícios do ômega 3 são diversos, sendo os mais conhecidos deles a sua ação protetora contra doenças cardiovasculares assim como para a saúde cerebral.

No texto de hoje, separamos 5 benefícios desse nutriente para você aprender cada vez mais sobre essa gordura do bem!

Vamos lá?

  1. Ômega 3 para ansiedade

Assim como a depressão, a ansiedade também se dá por alguns fatores cerebrais e, dessa forma, o ômega 3 ganha destaque como prevenção e tratamento dessas doenças.

A ciência mostra que a causa da ansiedade está relacionada a um desequilíbrio de neurotransmissores no cérebro, sendo observado uma diminuição importante do hormônio serotonina (conhecido como o hormônio da felicidade).

Isso é decorrente de uma inflamação cerebral que pode ser influenciado pelo grande desbalanceamento entre os níveis de ômega 3 (que tem efeito anti-inflamatório) e ômega 6 (efeito inflamatório), o que é comum devido ao fato da dieta ocidental ser mais rica em em ômega 6 do que 3.

O ômega 3 é um dos constituintes da bainha de mielina, uma capa que reveste os neurônios e ajuda na melhora da sinapse, ou seja, a comunicação entre neurotransmissores. 

Além disso, o ômega 3 também auxilia na produção de hormônios ligados a felicidade e bem-estar, que é o caso da dopamina e serotonina.

Portanto, o ômega 3 é muito bom para a ansiedade.

  1. Ômega 3 aumenta a imunidade

A ciência possui mais de 30 anos de pesquisas que avaliaram os benefícios do ômega 3 para a imunidade. Atualmente, não restam dúvidas de que o ômega 3 é um excelente aliado para o sistema imunológico. 

Curiosamente, o ômega 3 é conhecido por promover benefícios ao coração e ao cérebro, mas isso só acontece por porque ele atua no sistema imunológico, reduzindo inflamações que prejudicam o coração e o cérebro.

Tanto em pesquisas realizadas com animais quanto com humanos, foi visto que o ômega 3 melhora os sintomas de diversas doenças inflamatórias. 

  1. Ômega 3 na prevenção do câncer

Bom, uma alimentação saudável e rica em nutrientes e compostos anti-inflamatórios como o ômega 3 é alvo de diversos estudos para a prevenção do câncer em geral. Então, vamos ver o que a ciência diz sobre isso? 

Uma metanálise realizada com estudos publicados até dezembro de 2019, englobando estudos sobre ingestão de ômega 3 e cânceres do sistema digestivo, inclui a análise de 25 estudos, envolvendo 1.247.271 de participantes e 23.173 pacientes com câncer do sistema digestivo.

Vejam que curioso, essa análise mostrou que o risco de câncer do sistema digestivo diminuiu 17% em indivíduos que consumiam ômega-3, de forma que a incidência de câncer diminui com o aumento da ingestão de ômega-3 para a maioria dos locais de câncer do sistema digestivo.

Para alguns tipos de câncer, as evidências atuais ainda são insuficientes, como no caso do câncer de próstata, no qual uma associação entre maior ingestão de ômega-3 e diminuição da mortalidade por esse tipo de câncer pode estar presente, mas mais pesquisas são necessárias.

Contudo, o fato é que o ômega 3 é considerado um imunonutriente (nutriente que melhora a imunidade), sendo comumente usado ​​na terapia nutricional de pacientes com câncer devido aos seus amplos efeitos biológicos.

Uma revisão da revista Nutrients, uma revista muito conceituada na área da nutrição, afirma que evidências científicas revelam que o ômega-3 pode modular as complicações secundárias ao câncer, como a desnutrição severa, indicando que este é um campo de conhecimento promissor a ser explorado.

  1. Ômega 3 é bom para a memória

Você sabia que o ômega 3 é constituinte essencial das membranas das células do cérebro e são importantes para a neuroproteção assim como para as funções do nosso cérebro?

Uma revisão sistemática relatou dados que apoiam o papel do ômega 3 na redução do declínio cognitivo em pessoas sem demência. 

Curiosamente, um estudo recente com animais demonstrou que a suplementação de ômega 3 em ratos preveniu os efeitos prejudiciais da privação do sono tanto sobre a memória de curto prazo quanto a de longo prazo.

Outro dado interessante vem de um estudo recente publicado agora em 2020, que demonstrou que mulheres saudáveis com níveis mais altos de  ômega 3 no sangue tinham volumes significativamente maiores de substância branca e hipocampo, sugerindo que o ômega 3 exerce uma função de neuroproteção contra a poluição do ar. 

Em 2016, o estudo conduzido por Külzow e colaboradores com 44 voluntários, sendo 20 mulheres e 22 homens,  saudáveis e ​​com idades entre 50-75 anos receberam 2.200 mg de ômega por dia ou placebo por 26 semanas.

Antes e depois da suplementação, o desempenho da memória foi testado. No teste de recordação das localizações dos objetos, a memória foi significativamente melhor após a suplementação com ômega 3.

Muito interessante, não é?

  1. Ômega 3 para a pele

Pela sua potente ação anti-inflamatória sobre as células, o ômega 3 pode auxiliar na amenização dos processos inflamatórios presentes nos quadros de acne e celulite, contribuindo de modo importante na melhora dessas desordens estéticas.

Um estudo publicado em 2014, por exemplo, realizado com 45 participantes com acne leve a moderada, testou o consumo diário do ômega 3 em uma porção de 2000 mg de EPA + DHA por 10 semanas.

Após esse período de 10 semanas, não só a acne melhorou como partículas em nosso corpo responsáveis por mandar mensagens a todas as regiões do corpo mostraram que a inflamação em todo organismo também melhorou.

No entanto, é importante destacar que o uso do ômega 3 é considerado um tratamento complementar para o tratamento da acne. Por isso o ideal é buscar orientação de um médico dermatologista e também avaliar os hábitos alimentares junto ao nutricionista. 

Atenção! Os benefícios do ômega 3 não param por aí, portanto, se você gostou desse assunto, acompanhe a gente aqui no blog para aprender cada vez mais! Estamos sempre nos atualizando e trazendo para você conteúdos de alta qualidade e com embasamento científico.

Quais são as fontes de ômega 3?

A gordura do bem é encontrada em peixes de águas frias e profundas, como salmão e truta, e a parte deles que possui a maior concentração é a gordura que fica abaixo da pele, por isso é importante que ela não seja retirada no momento do preparo. Outra informação relevante é que para manter todo o ômega 3 do alimento, ele não pode ser preparado em altas temperaturas. 

Além dos peixes, o ômega 3 está presente também nos alimentos de origem vegetal, como linhaça, chia, nozes e amêndoas, algas marinhas.

Outra opção para a ingestão das quantidades necessárias do nutriente é a suplementação. Hoje em dia existem muitas opções de suplementos de ômega 3, porém é preciso ficar atento às quantidades de EPA e DHA do produto, pois são essas substâncias que efetuam os benefícios que você deseja. 

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um ômega 3 de altíssima qualidade?

 

Referências:

VHITA. Ômega 3 e ansiedade: entenda a relação. Blog Vhita. São Paulo, 15 de agosto de 2020. Disponível em: https://blog.vhita.com.br/omega-3-e-ansiedade/ 

VHITA. Ômega 3 e ansiedade: entenda a relação. Blog Vhita. São Paulo, 19 de novembro de 2020. Disponível em: https://blog.vhita.com.br/omega-3-aumenta-imunidade/

VHITA. Como prevenir o câncer? A segunda doença que mais mata no mundo. Blog Vhita. São Paulo, 4 de fevereiro de 2021. Disponível em: https://blog.vhita.com.br/como-prevenir-o-cancer/ 

VHITA. Saiba tudo sobre suplementos para dar mais energia e disposição. Blog Vhita. São Paulo, 7 de dezembro de 2020. Disponível em: https://blog.vhita.com.br/suplementos-para-dar-mais-energia-e-disposicao/ 

VHITA. Anti-inflamatório para pele: Ômega 3 e a melhora da acne. Blog Vhita. São Paulo, 19 de novembro de 2019. Disponível em: https://blog.vhita.com.br/anti-inflamatorio-para-pele/

 

Deixe um comentário