Proteína do soro do leite tem lactose | Veja essa e outras informações aqui

| | , , , ,

Sim, a proteína do soro do leite tem lactose, pois a lactose é um açúcar presente no leite e em seus derivados. Mas esse açúcar pode estar em maior ou menor quantidade na proteína, confira mais abaixo:

Como é extraída a proteína do soro do leite?

A proteína do soro do leite, mais conhecida como whey protein, é extraída no processo de fabricação de queijo. É uma proteína com um alto valor nutricional e proteico.  

Esse nutriente tem rápida absorção no corpo e promove diversos benefícios para a saúde humana. É composto por vários aminoácidos essenciais, principalmente leucina, valina e isoleucina e alto valor de cálcio.

A proteína do soro do leite tem lactose?

Sim, como é um subproduto do leite, ele vai conter lactose, que pode estar presente no whey em maior ou menor escala. Confira os tipos de proteína do soro do leite e suas características.

 

Proteína Concentrada

É a forma mais básica do whey, como ele passa por um processo de fabricação mais simples, pode conter uma quantia de carboidratos e gordura. Mas não se preocupe, é uma quantidade pequena, a maior parte de um bom suplemento de whey, mesmo concentrado, vai ter a maior parte de seus ingredientes composto por proteínas. Cerca de 80% de concentração.

Essa tipo de proteína é indicada para todos, desde praticantes de exercícios físicos à pessoas que querem aumentar o consumo de proteínas na dieta. E mais uma vantagem, é a versão de whey mais em conta do mercado.

Proteína Isolada

A versão isolada passa por dois processos de isolamento da proteína em sua fabricação, por isso, ela vai conter pouquíssima quantidade de gorduras e carboidratos. A concentração de proteínas é bem alta, cerca de 90% do produto. Por conta de seu processo especial de filtragem, a proteína do soro do leite isolada contém um nível bem baixo de lactose (entre 0,5 e 1 %).

Como é mais caro produzir esse whey, seu valor final também será mais alto. Mas ele é mais recomendado para atletas de alto desempenho ou praticantes de exercício físico intenso. Então, se não é seu caso, a proteína do soro do leite concentrada vai te atender super bem. 

Proteína Hidrolisada

É a versão com maior concentração de proteínas, tem entre 91-95% de pureza, então tem uma absorção e digestão muito rápida e eficiente no organismo.

Assim como o whey isolado, o hidrolisado tem um número baixíssimo de gorduras, açúcares e carboidratos. E tem uma quantidade muito pequena de lactose também. Essa é a versão mais cara do produto, é indicado para atletas de alta performance, como fisiculturistas. 

Todos as proteínas de soro de leite contam com pelo menos um pouco de lactose, mas a boa notícia é que quem tem uma intolerância leve ou moderada, pode consumir o whey isolado ou hidrolisado, sem problemas. Pois a quantidade de lactose é muito baixa e não vai trazer complicações.

Benefícios da proteína do soro do leite

Além de ser uma ótima fonte de proteínas e te ajudar a ter uma alimentação mais completa, o whey protein promove vários benefícios para a saúde, confira os principais:

  • Aumenta o ganho de massa magra
  • Reduz os níveis de gordura
  • Atua no controle da pressão sanguínea
  • Previne doenças cardíacas
  • Previne alguns tipos de câncer 
  • Aumenta as defesas do organismo contra vírus e bactérias

E lembre-se para potencializar os efeitos positivos da proteína do soro do leite, é ideal que seu consumo esteja aliado a uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios físicos. Para adequar a suplementação, recomendamos que você procure orientação profissional antes de começar.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um whey protein de altíssima qualidade?

Referências:

PEREIRA, Paula C. Milk nutritional composition and its role in human healthNutrition, v. 30, n. 6, p. 619-627, 2014.

HARAGUCHI, Fabiano Kenji; ABREU, Wilson César de; PAULA, Heberth de. Proteínas do soro do leite: composição, propriedades nutricionais, aplicações no esporte e benefícios para a saúde humana. Revista de nutrição, v. 19, n. 4, p. 479-488, 2006.

SGARBIERI, Valdemiro Carlos. Propriedades fisiológicas-funcionais das proteínas do soro de leite. Revista de Nutrição, v. 17, n. 4, p. 397-409, 2004.

 
Anterior

BCAA em pó | Qual a melhor maneira de suplementar?

Suplementos para a pele | Veja aqui quais são os principais

Próximo

Deixe um comentário