Vitamina D: Para que serve e benefícios

| | ,

Você já se deparou com vitaminas D com nomes diferentes? E não soube a diferença entre eles? Relaxa, é normal, existem 5 diferentes nomes para essa vitamina. E aqui você vai aprender o que significa cada nome dado a vitamina D  😉

Além disso veja para que serve e quais são seus principais benefícios.

O que é vitamina D

A vitamina D é classificada como um micronutriente, e também pode ser um pré hormônio que é ativado com a luz solar, exercendo importantes funções no organismo. Além de ser considerado fundamental para a boa absorção de nutrientes como o cálcio e o fósforo nos ossos. 

Mas chamar a vitamina D apenas de vitamina D, é bem genérico. Isso porque existem 5 nomes diferentes para essa vitamina.

Veja a seguir quais são esses 5 diferentes nomes da vitamina D, dependendo da origem e local do metabolismo. 

Diferentes nomes da vitamina D

1° Nome: Vitamina D ou calciferol – Se refere a sua fórmula química, é um nome genérico, atribuído a vitamina D2 e a vitamina D3.

2° Nome: Vitamina D2 ou ergocalciferol – Vitamina D de origem vegetal, e também é um dos tipos de suplementos encontrados.

3° Nome: Vitamina D3 ou colecalciferol – Essa é a vitamina D de origem animal, e o outro tipo de vitamina D encontrado na forma de suplemento. Segundo pesquisas recentes, a vitamina D3 é melhor aproveitada pelo organismo em comparação a vitamina D2 (Ergocalciferol).

4° Nome: Calcidiol – Representada pela nomenclatura química 25-hidroxivitamina D ou 25-(OH)D. Esse nome é dado para a vitamina D presente no organismos depois de ser absorvida pelo fígado e disponibilizada na corrente sanguínea. O que significa que esse será o nome que você irá encontrar em pedidos de exames. 

5° Nome: Calcitriol –representada pela nomenclatura química 1,25-dii-hidroxivitamina D ou 1,25 (OH)2D. Esse é nome de quando a vitamina D já está apta a promover os benefícios ao organismo.

Vitamina D para que serve?

A vitamina D é fundamental para o adequado crescimento ósseo e manutenção da massa muscular. Pois ela é responsável pela adequada absorção do cálcio e do fósforo, que estão relacionados diretamente com o bom estado de saúde óssea e da massa muscular. 

Além disso, por muitos anos, se acreditava que a falta da vitamina D era associada apenas a doenças como raquitismo, osteopenia e osteomalácia. Mas com o avanço da medicina se descobriu que a forma ativa da vitamina D (Calcitriol) está relacionada à modulação de cerca de 1500 genes do nosso DNA. 

A vitamina D chega a influenciar em cerca de 5% do nosso DNA, que quando falamos em genética, é considerada uma porcentagem bem alta.

Devido essa grande diversidade de possíveis alterações no DNA, iniciaram os estudos para investigar a relação de níveis de vitamina D no organismo e a relação com outras doenças. E com esses estudos, encontraram relações com o câncer, obesidade, esclerose múltipla e lúpus por exemplo.

Benefícios vitamina D

Sabendo que a maioria da população atualmente se encontra com baixos níveis de vitamina D no sangue, diversas pesquisas mostram relações importantes dessa vitamina com o organismo como um todo.

Por exemplo, uma atuação forte da vitamina D no organismo, envolve a melhora da nossa defesa natural, a imunidade. Mas apesar de atuar em todo o mecanismos de defesa, ela vai agir diretamente contra a inflamação.

Além de também atuar na prevenção e controle de doenças crônicas, como hipertensão arterial, diabetes e obesidade, e até mesmo no tratamento de câncer.

Os principais benefícios relatados pelos pesquisadores da vitamina D quando o seu nível no organismo está adequado são: 

  • Melhora da composição corporal
  • Prevenção de doenças ósseas como a osteoartrite, osteomalácia, osteopenia e raquitismo
  • Prevenção da perda de massa muscular
  • Adequada manutenção da estrutura cardíaca
  • Diminuição de quadros inflamatórios no organismo;
  • Menores chances de autismo
  • Tratamento da esclerose múltipla
  • Função imunológica

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar a melhor vitamina D do mercado?

Referências bibliográficas:

DOBSON, Ruth et al. Vitamin D supplementation. 2018.

 
Anterior

Colágeno com ou sem vitamina C? | Nutricionista Raquel Campos

Onde comprar ômega 3 legítimo? | Dicas com a Raquel Campos

Próximo

Deixe um comentário