Home » Benefícios do Ômega 3 para gestantes e lactantes

Benefícios do Ômega 3 para gestantes e lactantes

Gestante com fone de ouvido na barriga. Benefícios do Ômega 3 para gestantes e lactantes
3 minutos de leitura

O consumo regular de ômega 3 na gestação e lactação é recomendado por profissionais da saúde porque promove vários benefícios para a saúde materna e desenvolvimento do bebe.

Os níveis de ômega 3, principalmente o DHA, em mulheres grávidas tendem a diminuir durante o período gestacional. Isso acontece porque a mãe envia o ômega 3 para o bebê via placenta. 

Se o ômega 3 não for reposto diariamente, a mulher pode ficar propensa a vários problemas relacionados à falta de ômega 3, como diabetes gestacional, hipertensão, pré-eclâmpsia, depressão pós parto.

E o bebe pode nascer prematuro, sem a formação adequada dos órgãos e com riscos de baixo desenvolvimento cognitivo.

Portanto, é super importante consumir ômega 3 durante a gestação. 

Já durante a amamentação, a mãe consegue passar 1% do seu ômega 3 para o bebe através do leite materno. Portanto, o cuidado diário com o consumo de ômega 3 segue se fazendo importante no período do puerpério. 

Nos 70 estudos clínicos da revisão de Philippa, foram avaliadas grávidas de diferentes idades entre 22 a 40 anos. Em 18 estudos a idade média das participantes era de 30 anos.

E o efeito do ômega 3 foi verificado praticamente em todo  período gestacional. Em 33 estudos as grávidas tinham mais de 20 semanas de gestação e outros 33 estudos observaram  grávidas com até 20 semanas de gestação. 

Isso mostra que os resultados do consumo regular do ômega 3 se estendem para grávidas de todas as idades em qualquer fase do período gestacional.

E se torna ainda mais importante para as mulheres com risco aumentado de problemas gestacionais. 

9 benefícios do ômega 3 para gestantes

  1. Diminui o risco de parto prematuro 
  2. Prevenção de Diabetes Gestacional e Hipertensão 
  3. Pode ajudar a evitar a depressão e / ou ansiedade pós parto
  4. Diminui risco de episódios de Pré-eclâmpsia e Eclâmpsia
  5. Menos estresse com consultas médicas
  6. Aumenta as chances de um parto mais tranquilo
  7. Não aumenta a perda de sangue
  8. Auxilia na manutenção do ganho de peso gestacional adequado 
  9. Pode ajudar a evitar o aborto espontâneo

Ainda tem alguma dúvida?

Deixe seu comentário, nós da Vhita faremos de tudo para te ajudar. 💜

Quer saber mais?

Referências: 

Devarshi, Prasad P et al. “Maternal Omega-3 Nutrition, Placental Transfer and Fetal Brain Development in Gestational Diabetes and Preeclampsia.” Nutrients vol. 11,5 1107. 18 May. 2019, doi:10.3390/nu11051107

de Souza, Daniel Miranda Lopes et al. Prevalência de prematuridade e fatores associados no estado do Rio Grande do Sul. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 5, p. 4052-4070 sep./out. 2019.Disponível em <10.34119/bjhrv2n5-014> Acesso em [19/08/2021]

Guimarães, Eliete Albano de Azevedo, et al. Prevalência e fatores associados à prematuridade em Divinópolis. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, 26(1):91-98, jan-mar 2017. Disponível em <10.5123/S1679-49742017000100010>. Acesso em 19/08/2021]. 

Makrides, Maria et al. “Effect of DHA supplementation during pregnancy on maternal depression and neurodevelopment of young children: a randomized controlled trial.” JAMA vol. 304,15 (2010): 1675-83. doi:10.1001/jama.2010.1507

Middleton, Philippa et al. “Adição de ácido graxo ômega-3 durante a gravidez.” O banco de dados Cochrane de revisões sistemáticas vol. 11,11 CD003402. 15 de novembro de 2018, doi: 10.1002 / 14651858.CD003402.pub3

Santos, Robervaldo José dos. Prematuridade no Brasil: um estudo epidemiológico no período de 2007 a 2016. TCC apresentado ao Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Pernambuco. Robervaldo José dos Santos. – Vitória de Santo Antão, 2018. 41 folhas; tab.; graf.

Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/28884/1/Santos%2c%20Robervaldo%20Jos%c3%a9%20dos.pdf> Acessado em [19/08/2021].

von Schacky, Clemens. “Omega-3 Fatty Acids in Pregnancy-The Case for a Target Omega-3 Index.” Nutrients vol. 12,4 898. 26 Mar. 2020, doi:10.3390/nu12040898

2014. -Tabela brasileira de Composição de Alimentos-TACO/ NEPA. UNICAMP. 4ª edição.

Disponível em <https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/03/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf> Acessado em [19/08/2021].

Avalie este post

Sócio-fundador da Vhita e com 6 anos de trabalho em marketing nutricional, graduei em administração pela ESPM-SP, Mestre em gestão de saúde pela FGV-SP, realizei uma pós-graduação em HealthTech pela FIAP. Além disso, busquei me especializar em inovação pelo MIT (EUA) e empreendedorismo pelo Babson College (EUA). Todo esse conhecimento é aplicado na Vhita, por isso, esse Blog tem o intuito de fornecer informações sobre saúde e bem-estar verdadeiras, relevantes e humanizadas para todos os públicos.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *