Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Reconfigurando o cérebro #NV6

Reconfigurando o cérebro #NV6

5 minutos de leitura
notícias vhitais

Começando o ano com muitas novidades na Vhita: um novo modelo de newsletter. Para você se atualizar das notícias mais importantes sobre saúde, bem-estar e nutrição.

Bora lá?

noticias vhitais

Entendendo o envelhecimento após os 40 anos 

À medida que envelhecemos, o corpo passa por mudanças físicas graduais, mas um estudo da Universidade Monash, na Austrália, sugere que entre os 40 e 50 anos, o cérebro não se deteriora, mas passa por uma reconfiguração interna. 🧠

Esse “recabeamento” tem o objetivo de otimizar a absorção de nutrientes, tornando as redes neurais mais integradas e, em alguns casos, criando resistência ao envelhecimento cerebral.

Por isso, a neurocientista Sharna Jamadar destaca a importância de compreender esses processos para retardar o envelhecimento do cérebro, recomendando uma dieta equilibrada, exercícios físicos e atividades mentais para preservar a saúde cerebral ao longo dos anos. 🤔

QUER SABER MAIS? 💡

Leia a reportagem completa AQUI.

Estudos indicam que a dieta mediterrânea contribui para um envelhecimento saudável, influenciando positivamente as vias moleculares relacionadas à idade.

Essa abordagem alimentar está associada a um menor risco de doenças relacionadas à idade, como cardiovasculares e neurodegenerativas. 🧓

Apesar de alguns estudos se concentrarem em componentes específicos, como nozes ou azeite de oliva extra virgem (EVOO), a evidência sólida sugere que o padrão alimentar como um todo desempenha um papel significativo.

Ao investigar a reconfiguração do cérebro após os 40 anos, observamos uma relação bastante intrigante com a suplementação de ômega 3.

O estudo realizado pela Universidade Monash enfatiza a necessidade de entender de verdade os processos internos para desacelerar o envelhecimento cerebral. 🧩

Para reforçar essa ideia, a influência da nutrição na saúde mental destaca os possíveis benefícios da suplementação de ômega 3, especialmente o DHA, para promover uma função cerebral saudável.

ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA 3 

Contribuindo para a função cognitiva em idosos 

Ao estabelecer conexões, podemos ver que os ácidos graxos ômega 3, encontrados no óleo de peixe, têm um impacto significativo na melhoria da função cognitiva em idosos com doença arterial coronariana (DAC). ❤️‍🩹

O estudo RESSALTA a importância de uma abordagem equilibrada, com ênfase em níveis elevados de DHA.

QUER SABER MAIS? 💡

Descubra maneiras de aprimorar a saúde cognitiva AQUI.

PROCURANDO UMA RECOMENDAÇÃO? 

A Vhita oferece o Ômega 3 Super DHA em seu portfólio, com uma ótima concentração de DHA por cápsula. 💊

Este suplemento beneficia DIRETAMENTE a saúde mental, reduzindo o risco de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e demência.

Por isso, trouxemos um presente: utilizando o cupom BEMVINDO2024 no carrinho, você garante um desconto especial em suas compras na nossa loja, ok? 💸

ANO NOVO, VIDA NOVA? 

Confira 7 dicas para ser mais saudável em 2024 

Em sintonia com essas descobertas, trouxemos algumas dicas práticas e essenciais para você manter um estilo de vida saudável em 2024. 💪

Ao incorporar atividades físicas diárias, uma dieta rica em legumes e verduras, planejamento alimentar e resistência às tentações, você está alinhado ao cuidado com o seu cérebro e à promoção da saúde mental.

QUER SABER MAIS? 💡

Veja a reportagem completa AQUI.

Conhece quem está focado na saúde em 2024?

Então indique essa news para um amigo!

MOMENTO TV & PIPOCA 

Você é o que você come: As Dietas dos Gêmeos 

A dica de hoje pra você maratonar no final de semana é a série documental lançada em janeiro de 2024 pela Netflix.

Nela, gêmeos idênticos mudam de dieta e estilo de vida por oito semanas em um experimento científico único, criado para investigar como certos alimentos afetam o corpo humano.

Vale a pena dar uma olhada, hein. Não perde! 📺

Um abraço e até a próxima.

notícias vhitais
Avalie este post

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 15 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.