Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Acetilcisteína xarope: para que serve e como tomar

Acetilcisteína xarope: para que serve e como tomar

mulher colocando acetilcisteína xarope em uma colher
6 minutos de leitura

A Acetilcisteína xarope é um tipo de suplemento expectorante que alivia a tosse e o acúmulo de muco nasal. Já que melhora a fluidez das secreções das vias aéreas e favorece a sua eliminação.

Por esse motivo, a Acetilcisteína é aconselhada em casos de problemas respiratórios, como pneumonia, bronquite ou até mesmo enfisema pulmonar.

Além disso, ela também é indicada como antídoto para a intoxicação voluntária ou acidental por paracetamol. Isso ocorre porque ela combate a sua metabolização no organismo.

Para que serve a Acetilcisteína em xarope?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que a Acetilcisteína não é um antibiótico, mas sim um expectorante.

Com isso, ela favorece a redução ou eliminação de secreções muito firmes e viçosas nas vias aéreas.

Logo, a Acetilcisteína pode ser utilizada para reduzir a tosse com catarro nos seguintes casos:

  • Fibrose cística;
  • Colapso ou fechamento dos brônquios pulmonares;
  • Pneumonia;
  • Enfisema pulmonar;
  • Bronquite causada por tabagismo;
  • Bronquite crônica;
  • Bronquite aguda.
melatonina-10mg
melatonina-10mg

Qual a diferença entre Acetilcisteína em xarope e comprimido?

A diferença da Acetilcisteína em xarope e comprimido está na quantidade da dose em cada forma química.

Por exemplo, 1 sachê de Acetilcisteína costuma oferecer entre 200 a 600 mg do nutriente.

Já o xarope pode ter em torno de 20 mg por ml. Ou seja, nesta lógica, seria preciso de cerca de 30 ml de xarope para obter 600 mg de Acetilcisteína.

Como se deve tomar Acetilcisteína xarope?

Na maioria dos casos, é possível encontrar Acetilcisteína em xarope para crianças e adultos. Havendo as seguintes doses recomendadas:

Acetilcisteína pediátrico 20 mg/ml

  • Crianças com idade entre 2 a 4 anos: usar 100 mg (5 ml) de 2 a 3 vezes ao dia;
  • Crianças acima de 4 anos: utilizar 100 mg (5 ml) de 3 a 4 vezes ao dia.

Acetilcisteína adulto 40 mg/ml

Para adultos, a dose de 600 mg (15ml) é recomendada somente 1 vez ao dia, de preferência à noite.

Vale ressaltar que o tratamento com Acetilcisteína em xarope deve ter a duração de 5 a 10 dias para obter o efeito almejado.

Além disso, como qualquer tipo de suplemento, é de extrema importância seguir a orientação de um médico ou nutricionista para fazer o uso correto do suplemento.

Quantas vezes ao dia devo tomar Acetilcisteína xarope?

De modo geral, a Acetilcisteína em xarope pode ser tomada tanto em dose única (apenas 1 vez ao dia) como de 2 a 5 vezes ao dia. O que vai depender de cada caso e do objetivo a ser tratado.

É importante ressaltar que o uso da Acetilcisteína em xarope deve ser contínuo, pois o nutriente têm um melhor efeito quando consumido a longo prazo.

Quando a Acetilcisteína em xarope começa a fazer efeito?

Ao que tudo indica, o efeito fluidificante da acetilcisteína em xarope começa a fazer efeito após 3 a 4 horas do início do tratamento.

Após esse tempo, a substância começa a agir para reduzir a viscosidade dos mucos e estimular a expulsão destas secreções.

Qual o efeito colateral da Acetilcisteína xarope?

De modo geral, este medicamento é considerado bem tolerado, seguro e eficaz quando utilizado em doses adequadas e sob prescrição médica.

Apesar disso, os efeitos colaterais mais comuns são gastrointestinais, tais como vômitos e náuseas. Por outro lado, efeitos adversos raros também podem ocorrer, como por exemplo:

  • Tontura;
  • Irritação na garganta;
  • Inchaço na parte interna da boca;
  • Coriza;
  • Febre.

Sendo assim, caso perceba algum desses sintomas, interrompa o uso imediatamente e informe ao seu médico o quanto antes.

comprimidos de nac acetilcisteína para que serve

Dicas para aliviar a tosse seca

A tosse seca pode ser causada por diversos fatores, como rinite alérgica, alergias respiratórias, faringite, sinusite, tabagismo, asma ou até mesmo COVID-19.

Por conta disso, para aliviar a tosse seca de forma natural, é essencial manter o corpo hidratado e o ambiente devidamente umidificado.

Agora, confira algumas dicas para aliviar a tosse seca em casa:

1 – Beba água

Ingerir bastante água eleva a hidratação e umidifica tanto a garganta como as vias respiratórias.

Consequentemente, além de diminuir a viscosidade do muco e reduzir a irritação na garganta, vai auxiliar também para o alívio da tosse seca.

Sendo assim, o recomendado é beber pelo menos dois litros de água por dia, em quantidades fracionadas.

Já para aqueles que têm dificuldade em seguir essa recomendação, uma alternativa eficaz é incluir um suco de meio limão na água para torná-la mais palatável e facilitar a ingestão.

2 – Faça gargarejo com água morna e sal

O gargarejo com água morna e sal tem ação anti-inflamatória e antibacteriana.

Contribuindo ativamente para o alívio da tosse seca e a eliminação de bactérias que podem causar infecção e inflamação na garganta.

Sendo assim, para realizar este método, deve-se despejar uma colher de chá de sal em um copo de água morna e misturar muito bem. Feito isso, basta fazer o gargarejo durante o dia, quantas vezes você preferir.

3 – Utilize um umidificador de ambientes

O umidificador de ambientes é bem útil para o dia a dia, principalmente quando o ar do cômodo está muito seco. 

Isso porque, o aparelho eleva a umidade do ar, diminuindo a inflamação ou irritação da garganta.

Além também de ajudar a aliviar as vias respiratórias, melhorando a tosse seca.

4 – Consuma alimentos ricos em vitamina C

Os alimentos ricos em vitamina C, como laranja, tangerina, acerola e morango, possuem propriedades antioxidantes.

Com isso, eles atuam no combate aos radicais livres, que podem trazer sérios problemas para as células e levar à inflamação.

Além disso, a vitamina C ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Sendo eficaz para proteger o corpo contra infecções e doenças como resfriados, alergias e gripes, que podem levar à tosse seca.

5 – Beba chás mornos

Os chás mornos ajudam a manter o corpo aquecido. Além de hidratarem as vias aéreas, reduzindo consideravelmente a irritação na garganta e, de tal forma, a tosse seca.

À vista disso, pode-se preparar chás com alimentos medicinais, como gengibre, alho, guaco, limão, mel, anis estrelado e erva-doce.

Todos esses possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que ajudam nas defesas naturais do organismo e no alívio da tosse seca.

Quer saber mais?

Referências

KUMAR, P. et al. Supplementing Glycine and N-Acetylcysteine (GlyNAC) in Older Adults Improves Glutathione Deficiency, Oxidative Stress, Mitochondrial Dysfunction, Inflammation, Physical Function, and Aging Hallmarks: A  Randomized Clinical Trial. Journals of Gerontology: Medical Sciences. v. 78, n. 1, p. 75-89, 2022.

RAGHU, G. et al. The Multifaceted Therapeutic Role of N-Acetylcysteine (NAC) in Disorders Characterized by Oxidative Stress. Current Neuropharmacology. v. 19, p. 1202-1224, 2021.

TARDIOLO, G.; BRAMANTI, P.; MAZZON, E. Overview on the Effects of N-Acetylcysteine in Neurodegenerative Diseases. Molecules. v. 23, n. 3305, p. 1-20, 2018.

VILLEGAS, Y. R. et al. N-Acetilcisteína en neuroprotección y lesión traumática cerebral: revisión de la literatura. Revista Chilena de Neurocirugía. v. 43, p. 166-169, 2017.

Avalie este post

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.