Quando pensamos em músculos definidos, hipertrofia e alta performance nos treinos, o BCAA se destaca como um dos suplementos idealizados para a conquista desses objetivos.

Para você ter uma noção sobre o alcance dos benefícios do BCAA, saiba que além de potencializar o desenvolvimento da musculatura, ele promove ganhos positivos para o bom funcionamento do nosso corpo e, consequentemente, para a nossa saúde.

Vamos ver como isso acontece? Acompanhe!

O BCAA funciona sozinho para aumentar a massa muscular?

Uma dúvida bem comum entre os adeptos da musculação, é sobre a eficiência do consumo de BCAA isolado para obter ganho de massa muscular. A principal questão é: na mesma dieta, o consumo de BCAA precisa ser realizado junto ou separado do whey protein pensando em potenciaizar o ganho de massa muscular?

Estudos mostram que em associação com uma alimentação adequada e atividade física, os aminoácidos que compõem o BCAA, principalmente a leucina, são os principais responsáveis pelo estímulo do ganho de massa muscular. Portanto, a resposta é não. O consumo do BCAA funciona sozinho para promover o ganho de massa muscular.

Um suplemento de whey protein de qualidade, por sua vez, oferece um número maior de aminoácidos distintos, além de quantidades suficientes de BCAA necessários para a síntese muscular. Por isso, a depender da rotina e perfil alimentar, o consumo de whey é muitas vezes, sugerido ao invés do bcaa isloado. 

Mas é claro que para cada objetivo, há uma estratégia, existem modelos de suplementação onde o BCAA é incluído junto com o whey, para evitar fadiga e melhorar o rendimento e fornecer substrato para o sistema imunológico.

Quando a preferência é ter os mesmos benefícios ingerindo volumes menores de suplementos, como acontece com idosos com inapetência e dificuldade de deglutir, ou em praticantes de musculação intolerantes a lactose ou alergicos a proteína do leite de vaca –  e não suportam a opção de proteína vegetal – o consumo do BCAA isolado é a melhor opção. 

Não há problema algum em consumir BCAA sozinho, dependendo da estratégia, é até melhor e mais eficiente que o whey protein. Mas entenda que no whey protein, possui quantidades satisfatórias de BCAA, fazendo que não seja necessário o consumo dos tipo de suplementos no mesmo cardápio.

BCAA qual o melhor e como escolher.

Para entender como os aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) ajudam na manutenção e crescimento dos músculos, é importante saber como o suplemento age no organismo. De maneira simples e resumida, a suplementação com BCAA fornece aminoácidos essenciais aos metabolismo, favorecendo a síntese de proteínas no geral, inclusive a muscular.

O consumo de BCAA atrelado a uma rotina regular de atividade física, estimula o organismo a produzir novas fibras musculares, promovendo o ganho de massa magra. Assim, os músculos crescem e se fortalecem, entre outros efeitos positivos promovidos pelo BCAA.

São eles:

  • Melhora o rendimento nos treinos
  • Ajuda a evitar a perda de massa muscular
  • Reduz os danos musculares
  • Acelera a recuperação muscular
  • Aumenta os níveis de energia, reduzindo a fadiga.
  • Reduz as dores musculares em treinamentos mais pesados.

Com todo esse “pacote” de vantagens – especialmente para quem se dedica, regularmente, aos exercícios para esculpir o corpo – os benefícios acima não poderiam ser melhores, não é mesmo?

E o mais interessante é descobrir – por meio de diversos estudos – que a ação do BCAA também se estende a importantes funções metabólicas no nosso corpo. O que isso quer dizer? Ganhos para a saúde.

A importância do BCAA na ativação do mTOR

Sim. Os aminoácidos de cadeia ramificada do BCAA contribuem para a importante ativação do mTOR (mammalian Target of Rapamycun), uma via referente à proteína alvo da rapamicina em mamíferos.

O que isso significa? Bom, apesar do nome complicado, estamos falando sobre uma importante proteína (a proteína quinase) presente no nosso corpo – e cuja função é essencial para o bom funcionamento do organismo.

Só para você ter uma ideia, o mTOR está ligado ao crescimento e desenvolvimento das células, sendo, inclusive, associado a fatores como: crescimento, nutrientes, hormônios e energia.

E tem mais: além de regular todos esses processos, sua ativação promove a síntese de proteínas e, desse modo, auxilia o ganho de massa muscular.

Quer saber como o BCAA ajuda nesse processo? A resposta é simples: com a concentração dos seus aminoácidos essenciais nas células dos músculos, a “via de sinalização de insulina” – com a qual o corpo garante mais energia – é estimulada, garantido  mais energia e consequente desenvolvimento da fibra muscular. 

Inclusive, muitos estudos científicos confirmam a ativação do mTOR por meio dessa suplementação. Nesta pesquisa, por exemplo, foi demonstrada o aumento da atividade do mTOR devido ao consumo dos aminoácidos essenciais do BCAA no pós-treino.

Bem interessante, não é mesmo? Então descubra, a seguir, os ganhos extras proporcionados por meio dessa importante função do BCAA:

BCAA: benefícios além do ganho muscular

Embora o suplemento de BCAA seja bastante lembrado (e consumido) para o ganho de massa muscular, você sabia que ele desempenha muito mais funções benéficas para a nossa saúde?

Entenda os diferenciais de um bom BCAA .

Aproveite, então, e conheça sete benefícios extras do BCAA:

1. Ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue

O BCAA atua na a liberação da insulina (hormônio que estimula a entrada de glicose nas células musculares). Com isso, o nosso corpo garante mais energia. Tal benefício também favorece a preservação do tecido muscular, pois reduz a perda de massa (catabolismo).

2. Produz hormônios de crescimento

Os aminoácidos de cadeia ramificada estimulam a liberação de hormônio do crescimento (GH), bem como o (IGF-1). Estes dois compostos favorecem a síntese de proteínas, contribuindo para o crescimento muscular.

3. Atua na defesa – sistema imunológico

O sistema de defesa do organismo também é fortalecido por meio dos aminoácidos essenciais do BCAA – especialmente a isoleucina – a qual desempenha um importante papel no metabolismo muscular. Além de contribuir com o aumento da imunidade, sua ação também é benéfica na regulação de energia e produção de hemoglobina.

4. Beneficia a saúde das mamas

Este estudo concluiu que o BCAA além de favorecer a síntese de proteínas, também melhora a saúde mamária – aumentando, desse modo, a qualidade do leite. Além disso, os pesquisadores também constataram ganhos para o crescimento embrionário.

5. Aumenta a síntese de proteínas

Quando falamos em síntese de proteínas, estamos nos referindo a um importante processo metabólico, no qual o nosso organismo produz novas proteínas musculares. E com o estímulo especial dos aminoácidos essenciais do BCAA (leucina, isoleucina e valina) – principalmente após a prática de exercícios – essa ação é potencializada, resultando no ganho muscular.

É isso que aponta, inclusive, uma importante pesquisa, a qual também relaciona os aminoácidos essenciais do BCAA (especialmente a leucina) ao aumento eficaz da síntese de proteína muscular – por meio da via alvo de rapaminicina em mamíferos (mTOR).

6. Melhora a função hepática

Em um estudo recente, os pesquisadores descobriram que a suplementação com BCAA favorece os tratamentos em pacientes com cirrose hepática. De acordo com essa avaliação, tal consumo demonstrou ser eficiente para reduzir a entrada de substâncias tóxicas no sistema nervoso central, sendo, portanto, benéfica para conter os sintomas da doença.

7. Auxilia a perda de peso

Esta é a conclusão de uma importante pesquisa, a qual aponta os efeitos benéficos do BCAA para estimular a queima de gordura corporal, bem como favorecer o aumento da saciedade – dois fatores essenciais no processo de emagrecimento.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um suplemento de BCAA de altíssima qualidade?

Conheça o BCAA Vhita.