8 cuidados que você deve ter durante o verão

| | ,

No verão, temos que redobrar alguns cuidados com a nossa saúde, visto que as altas temperaturas podem causar inúmeros problemas no corpo humano.

Além disso, o verão é considerado a época das férias, onde podemos nos dedicar às viagens, curtir o Sol, praia, piscina e garantir muita diversão. 

Porém, se não cuidarmos direito de nós mesmos, podemos perder todas as alegrias dessa estação do ano.

Neste artigo, vamos abordar um pouco sobre os principais cuidados a se tomar no verão e como cuidar da saúde nessa época tão radiante e divertida. Acompanhe-nos!

1- Beba muita água

O corpo humano é formado por 70 % de água. Ou seja, somos formados basicamente por água, sendo que ela é a grande aliada para as funções vitais do nosso organismo.

Durante o verão, a tendência é transpirar mais, justamente porque a água eliminada serve para a manutenção da temperatura corporal.

Além disso, ao praticarmos qualquer atividade física, especialmente no caso de um treinamento funcional de alta intensidade, a desidratação do corpo é ainda maior.

Por conta disso, devemos redobrar nosso cuidado com a hidratação contínua nos dias mais quentes. 

Recomenda-se o mínimo de 2 litros de água por dia, mas ao perceber excesso de transpiração, o ideal é até ultrapassar esse número e ingerir mais água.

Vale ressaltar que uma boa hidratação também é responsável por:

  • Manter o equilíbrio dos fluidos corporais;
  • Ajudar no controle de calorias;
  • Melhorar o funcionamento dos órgãos;
  • Evitar a retenção de líquidos.

Mas não tente enganar o seu organismo com a ingestão de sucos, refrigerantes e bebidas alcoólicas, principalmente quando açucarados. Isso, porque o açúcar das bebidas faz com que o organismo consuma ainda mais água e nutrientes do corpo.

Se você se esquece de beber água com frequência, a dica é ter ao lado sempre uma garrafinha com você, independentemente se está na academia de musculação completa, fazendo exercícios, no trabalho ou descansando em casa.

Também é possível encontrar aplicativos que te lembram de beber água o tempo todo. Ou, até mesmo, despertadores programados para te ajudar na ingestão de líquidos.

2 – Evite atividades físicas em horários de Sol forte

Durante o verão, não é recomendado fazer atividades físicas ao ar livre em horários de pico de Sol, já que o calor intenso pode causar desidratação e elevação da temperatura corporal.

Os melhores horários para praticar exercícios são no início da manhã, até às 10 horas, e após às 16 horas.

Caso você não possa adequar seus horários, procure por uma academia de ginástica feminina e masculina, para praticar as atividades em um ambiente com temperatura controlada, sem exposição direta ao Sol.

3 – Use filtro solar

O verão é o momento certo para intensificar o uso de filtro solar, especialmente quando vamos sair ao ar livre.

Mesmo em outras épocas, recomenda-se utilizar o filtro solar todos os dias, para evitar o envelhecimento precoce da pele, bem como outras doenças relacionadas, incluindo o câncer de pele.

De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de pele responde a 33% dos diagnósticos de tumores no Brasil, com 180 mil novos casos todos os anos.

Aliás, se você tiver algum problema de pele, é importante consultar um dermatologista particular, que irá fazer a orientação correta do tipo de filtro solar, bem como demais produtos, conforme a sua necessidade.

Os protetores devem ter ação contra raios UVA e UVB. Para uma melhor aplicação, recomenda-se o uso do filtro 30 minutos antes da exposição solar, com distribuição uniforme em todas as partes do corpo.

A reaplicação deve ser feita a cada 2 horas, ou até menos, quando o indivíduo entra em contato com a água ou ao transpirar excessivamente.

4 – Tenha uma alimentação leve

Nessa época do ano, devemos ter cuidado com a nossa alimentação. Ingerir alimentos pesados e gordurosos pode não ser a melhor alternativa, já que eles exigem um trabalho de digestão maior, o que aumenta a temperatura corporal – já elevada pelo calor.

Sendo assim, dê preferência para refeições mais leves e alimentos com bom percentual de água, como o pepino, melancia, laranja e verduras.

Caso você pratique atividades físicas, busque ajuda profissional com um nutrólogo para atletas, que irá orientar quais alimentos são recomendados para o pré e pós-treino durante o verão.

5 – Tenha cuidado com a intoxicação alimentar

Mesmo com uma alimentação leve, não estamos isentos de ter uma intoxicação alimentar.  Durante o verão, é muito comum casos de problemas alimentares, pois o calor colabora para o estrago mais rápido dos produtos.

Além do mais, em praias, piscinas e durante as viagens, as chances de intoxicação alimentar são ainda maiores, visto que nem todo mundo segue os cuidados básicos de higiene.

Sendo assim, ao perceber sintomas como vômito, diarreia, febre e mal-estar, procure por uma clínica geral de diagnóstico, para fazer os exames necessários para atestar a presença ou não de intoxicação alimentar.

É importante seguir alguns cuidados para evitar essas ocorrências, incluindo:

  • Não ingerir alimentos fora do prazo de validade;
  • Atenção com alimentos com sabor e aroma alterados, não continuar consumindo nessas condições ;
  • Não consumir alimentos em conserva com embalagens violadas;
  • Evite comer carne crua ou mal passada;
  • Higienizar bem frutas, legumes e verduras;
  • Lavar bem os utensílios de cozinha;
  • Lavar as mãos antes das refeições.

Com as crianças, é necessário ter um cuidado ainda maior. A intoxicação alimentar pode causar desidratação severa e, por isso, ao perceber os sintomas, leve os exames o quanto antes para um laboratório para análise clínica infantil.

Também é importante deixar os pequenos sempre hidratados, especialmente nos casos de intoxicação alimentar.

6 – Proteja-se contra as doenças do verão

Além dos riscos da intoxicação alimentar, é comum nos depararmos com algumas doenças próprias essa época do ano, como a conjuntivite, dermatoses e insolação.

O verão também é a estação mais agradável para a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, causador da dengue Chikungunya e Zika.

Por conta disso, esteja sempre em alerta para as chamadas “doenças do verão” e se previna contra elas.

Algumas ações simples já podem ajudar, como manter uma boa hidratação, proteger-se do sol, checar a qualidade dos alimentos ingeridos, ter uma boa higiene e não deixar água parada (que pode originar focos do mosquito).

7 – Controle o “estresse térmico”

Pesquisas científicas realizadas comprovaram que o excesso de calor pode ajudar a aumentar os níveis de estresse, pois eles influenciam na quantidade de cortisol (hormônio do estresse) no organismo.

O fenômeno ficou conhecido como “estresse térmico”, sendo muito comum em regiões com temperaturas elevadas, como o Brasil.

Ou seja, a tendência é que, quanto maior a temperatura, maiores são as chances de ficarmos irritados com algo. Por isso, muito mais do que os cuidados com o corpo, também é preciso cuidar da saúde mental.

Procure atividades de relaxamento, como um quick massage preço sessão, após um longo e cansativo dia de trabalho. Ou, então, busque locais climatizados para relaxar e desligar um pouco da rotina.

Outra alternativa bastante efetiva para controlar o estresse térmico é se manter hidratado(a), visto que a falta de água também afeta o funcionamento dos órgãos e pode contribuir para elevação do cortisol.

8 – Use roupas mais leves

O vestuário é outro fator que contribui para a elevação da temperatura corporal e, consequentemente, afeta o organismo.

Em um país com recordes de temperatura, como o Brasil, é importante ceder espaço para roupas mais leves, seja no trabalho, durante uma viagem, passeio, ou até mesmo em casa.

O ideal é usar tecidos de fibras naturais, como o algodão, linho, seda e crepe, que deixam o corpo respirar melhor e contribuem para controlar a transpiração.

Vale pontuar que, os tecidos sintéticos, com exceção da viscose, são menos frescos, o que pode dar a sensação de “sufoco” ao vesti-los.

Além disso, é necessário repensar até mesmo peças básicas do guarda-roupas, como é o caso das calças jeans. Substitua o jeans por calças mais fluidas, de tecidos naturais e modelagens soltas.

Fora isso, as saias e bermudas também ajudam a integrar um visual mais verão e colaborar com a manutenção da temperatura do corpo.

O verão também é a época das cores e estampas. Por esse motivo, se você está procurando por roupas mais leves, sem perder a elegância e a sofisticação, os modelos estampados podem ajudar na composição do visual.

Dê preferência para as cores e estampas claras, visto que as tonalidades escuras tendem a absorver o calor e, com isso, prejudicam o conforto durante a estação mais quente do ano.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor colágeno para a pele?

 
Anterior

Tomar colágeno faz bem para a pele? Confira aqui

Grávida pode tomar colágeno? Benefícios e riscos

Próximo

Deixe um comentário