5 nutrientes que fazem bem para a sua saúde bucal

| | ,

Provavelmente você já ouviu falar que saúde começa pela boca, certo? E isso vai desde as comidas e bebidas que consumimos até a higiene bucal. 

Além de usar o fio dental, escovar os dentes sempre após as refeições e ir ao dentista periodicamente, devemos nos atentar aos alimentos que ingerimos, afinal, eles têm vitaminas e nutrientes que são responsáveis pela qualidade da nossa saúde bucal.

No entanto, se a falta desses componentes podem fazer mal, saiba que o excesso deles também! Por isso, preparamos um conteúdo exclusivo para você entender como balancear esses itens e cuidar melhor de você e da sua família.

Nutrientes importantes para a saúde bucal

Os nutrientes fazem bem para todo o corpo e devem estar presentes em nossa dieta de forma equilibrada. A sua principal função na saúde bucal é reforçar a resistência dos dentes e da gengiva, além de ajudar a manter o equilíbrio da boca de maneira geral.

Existem pessoas que passam a cuidar mais da saúde bucal após passar por doenças bucais, mas o que todos precisam saber é que não se pode esperar um problema aparecer para ir ao dentista, essas visitas precisam ser periódicas.

Muito melhor que cuidar do problema, é preveni-lo! Por isso, é interessante ter um plano odontológico e um plano de saúde para ter acesso aos profissionais da área.

Assim, é possível garantir o acompanhamento adequado e receber indicações de nutrientes para consumi-los da forma correta.

Para adiantar e você ficar por dentro de algumas dicas, separamos alguns dos nutrientes mais importantes para a sua saúde bucal. Confira:

Cálcio para dentes mais fortes

Além de desempenhar um papel importante no esmalte dos dentes, o cálcio é responsável por fortalecer a estrutura óssea que suporta toda a arcada dentária. Ele também eleva o pH bucal, reduzindo a fragilização dos dentes pelos ácidos. 

O cálcio pode ser encontrado em:

  • Laticínios de origem animal – queijos e iogurtes;
  • Gema de ovo;
  • Sardinha;
  • Vegetais verde-escuros – brócolis, couve e espinafre.

Vitamina D 3 para evitar cáries e fortalecer

A maneira mais conhecida de obter vitamina D é por meio da luz solar, mas existem outras formas de absorvê-la também: por meio da alimentação e suplementação.

Além de contribuir para o fortalecimento dos dentes e conter substâncias importantes para a mineralização da arcada dentária, a vitamina D3 regula funções metabólicas e neurológicas.

A vitamina D comporta uma fórmula biologicamente ativa reconhecida por regular a imunidade, sendo assim, sua falta em nosso organismo pode causar maior propensão a infecções bacterianas, como periodontite.

Ela também está relacionada com o equilíbrio do cálcio a cicatrização, por isso, qualquer cirurgia bucal pode ser influenciada pela existência ou falta da vitamina D, como a cirurgia de implante dentário.

Então, alimentos como salmão, óleo de fígado de peixe, sardinha, ovo, leite e iogurte, por exemplo, e a suplementação são ótimas alternativas para quem deseja manter a vitamina D3 equilibrada.

Vitamina C, uma grande aliada dos dentes

A vitamina C é uma grande aliada a saúde bucal, ela aumenta a imunidade contra infecções e também ajuda a prevenir doenças periodontais, como a gengivite e a periodontite.

Ela participa da formação de colágeno em nosso organismo, que é essencial para manter os tecidos gengivais saudáveis.

A falta da vitamina C pode causar outros problemas como sangramento na gengiva, dores nas articulações, dificuldade de cicatrização, instabilidade nos dentes, entre outros.

Para evitar que isso aconteça você também pode ingerir alimentos que contém a vitamina, como laranja, limão, manga e abacaxi ou optar pela suplementação.

Vitamina A para gengiva saudável

Entre as vitaminas, a vitamina A também é importante para a nossa saúde bucal. Ela é  indispensável para a manutenção do tecido gengival e também para a formação de uma camada protetora no esmalte.

Podemos encontrá-la em alguns alimentos, como gema de ovo, fígado, óleos de peixes, espinafre, cenoura, manga e mamão.

A Água e sua ação protetora

A água ajuda a estimular a produção de saliva, que auxilia no equilíbrio do pH da cavidade bucal e, além disso, protege os dentes e gengiva. 

É indicado ingerir dois litros de água por dia, de preferência entre as refeições.

O que deve ser evitado?

Como vimos, existem alguns itens que ajudam no desempenho da nossa saúde bucal, mas é necessário conhecer também os que atrapalham. 

Doces, açúcar refinado e refrigerantes precisam ser evitados pois não fazem bem à nossa saúde oral.

A partir do momento que o açúcar refinado entra em contato com as bactérias da nossa boca, um ácido que colabora para a queda do pH é produzido,  podendo levar à formação de lesões de cárie.

Com o refrigerantes acontece o mesmo, mas em sua composição também contém alguns ácidos que prejudicam o esmalte e levam à corrosão dentária. 

Podemos concluir que…

No conteúdo descobrimos alguns nutrientes importantes para manter tudo em ordem e saudável quando o assunto se trata da nossa saúde bucal. 

Vimos também que existe uma variedade de alimentos que podemos incluir em nosso cardápio para a ingestão de todos esses nutrientes e da suplementação em algumas das opções.

Citamos também a importância do plano dental e de saúde para idas constantes ao dentista e para orientações adequadas de nutricionistas, que poderão auxiliar em uma alimentação saudável e equilibrada, visando não só a saúde bucal mas de todo o nosso corpo.

Por isso, é válido investir no melhor plano odontológico e de saúde para cuidar de si e de toda a sua família, afinal, o auxílio e o acompanhamento de profissionais qualificados são essenciais para a nossa qualidade de vida!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar a melhor vitamina D do mercado?

 
Anterior

5 alimentos ricos em aminoácidos | Para uma saúde melhor

Alimentos com Vitamina D | Descubra quais são eles

Próximo

Deixe um comentário