Qual a melhor vitamina D do mercado?| 6 Dicas para acertar

| | ,

Para saber qual a melhor vitamina D do mercado, existem alguns critérios importantes avaliados pelos médicos e nutricionistas antes da recomendação de qualquer marca. 

Separamos as 6 dicas FUNDAMENTAIS para acertar e comprar um bom suplemento de vitamina D:

1° DICA: Descubra do que é feita a matéria prima da Vitamina D

Existem dois tipos de vitamina D disponíveis, a vitamina D2 (ergocalciferol) que é de origem vegetal e a vitamina D3 (colecalciferol) de origem animal.

A diferença entre eles é que novos estudos, que você pode consultar no final desse post, sugere que a vitamina D3 é melhor absorvida pelo organismo. E portanto mais recomendada para a suplementação. 

Porém são estudos iniciais (1,2), ainda não existe um consenso sobre esse assunto, mas vale a dica. 

Além disso, a melhor fornecedora de vitamina D é a líder mundial BASF®.

2° DICA: Composição ideal para evitar efeitos prejudiciais à saúde (vitamina D + óleo de soja)

A composição ideal de um suplemento de vitamina D é:

  • Vitamina D (colecalciferol)
  • Óleo de soja – Pois a vitamina D é classificada como uma vitamina lipossolúvel, que significa que é melhor absorvida quando consumida junto a uma fonte de gordura.

Qualquer outro ingrediente descrito no rótulo do suplemento, além desses, é desnecessário. E além de desnecessários, podem fazer mal para a saúde a longo prazo.

3° DICA: Veja se o suplemento possui a recomendação ideal de 2000 UI

De acordo com as diretrizes internacionais de nutrição utilizadas atualmente aqui no Brasil, a dosagem recomendada para a maioria da população é de 2000 UI.

A dose de 2000 UI por porção é a maior disponível para um suplemento, embora existam medicamentos com doses maiores. Mas para consumir esses medicamentos de doses maiores, só com adequada orientação e pedido médico.

Pois doses maiores que 2000 UI para uma pessoa que não apresenta uma deficiência da vitamina no organismo, pode trazer efeitos colaterais.

4° DICA: O suplemento de vitamina D em cápsulas costuma ser melhor

O suplemento de vitamina D é melhor em cápsulas. Pois essa é a única forma do suplemento que contém a composição ideal de vitamina D + óleo de soja.

Mas fique atento, pois podem conter mais ingredientes na cápsula, por isso é muito importante conferir o rótulo do produto sobre as informações de ingredientes. 

Prefira o suplemento de vitamina D em cápsulas com vitamina D e óleo de soja na dosagem de 2000 UI.

5° DICA: Existem selos e laudos técnicos internacionais de qualidade para a vitamina D

Bons suplementos de vitamina D devem possuir laudos técnicos de qualidade a cada novo lote. Portanto confirme se a marca que está interessada possui esse laudo para garantir que aquele suplemento é de boa qualidade.

Além dos laudos, existem selos importantes, como o  selo Kosher e Halal. 

Esses selos garantem qualidade do suplemento, e que esse suplemento é permitido para muçulmanos e também para judeus. 

Os laudos técnicos somado a presença de selos são considerados um duplo controle de qualidade e diferencial no mercado.

6° DICA: Suplemento de vitamina D sem aditivos e zero calorias

Mesmo o suplemento ideal sendo de vitamina D + óleo de soja, a quantidade de óleo de soja incluída na fórmula do suplemento não deve adicionar nenhuma caloria ao suplemento.

Portanto além de analisar os ingredientes, veja a informação nutricional do suplemento.

Opte por aquele suplemento de vitamina D em cápsulas, zero calorias e com apenas dois ingredientes (vitamina D + óleo de soja).

Ou seja,

Para ser o melhor suplemento de vitamina D do mercado:

  • Deve ter matéria prima de qualidade, preferencialmente colecalciferol (vitamina D3);
  • Apenas 2 ingredientes (vitamina D + óleo de soja);
  • Dose de 2000 UI por porção;
  • Em cápsulas;
  • Suplemento com laudos técnicos e selos internacionais de qualidade;
  • livre de aditivos e zero calorias.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar a melhor vitamina D do mercado?

Referências:

1- DEREJE, Simona et al. Cholecalciferol (D3) Versus Ergocalciferol (D2) in Older Adults. The Consultant Pharmacist®, v. 32, n. 6, p. 337-339, 2017.

2- HYMØLLER, Lone; JENSEN, Søren Krogh. Plasma transport of ergocalciferol and cholecalciferol and their 25-hydroxylated metabolites in dairy cows. Domestic animal endocrinology, v. 59, p. 44-52, 2017.

 
Anterior

Como tomar vitamina D 10000 UI ou 2000 UI? Qual a diferença?

Relação entre o colágeno e o câncer| O que já se sabe?

Próximo

Deixe um comentário