Vitamina D injetável, conheça os benefícios e as indicações

| | , , ,

A deficiência ou insuficiência de vitamina D é um problema de saúde para muitas pessoas no mundo todo. Felizmente, existem várias opções de tratamento, uma delas é a Vitamina D injetável.

Veja agora o que é, para que serve e quais são as indicações de uso para as injeções de vitamina D:

O que é a vitamina D injetável?

A vitamina D injetável é uma das opções de tratamento para a deficiência da vitamina D. É uma forma de oferecer a vitamina D direto na corrente sanguínea

É um tratamento recomendado e aplicado por médicos quando há a necessidade da recuperação da saúde em menor tempo possível, ou para condições clínicas como fertilização in vitro e tratamentos dermatológicos.

Embora tenha um valor mais elevado em relação aos suplementos e medicamentos de vitamina D, as injeções podem ser necessárias em casos graves de deficiência, principalmente quando associados a outras doenças ou condições clínicas.

Existem vários protocolos de aplicação, eles se diferenciam em relação à concentração e formato bioquímico da vitamina D, periodicidade da aplicação e tempo do tratamento. 

A escolha do protocolo depende das concentrações de vitamina D no organismo e das outras condições de saúde da pessoa, ou seja, depende de cada caso. Deve ser definido por um médico que, geralmente, também é o responsável pela aplicação.

Não se deve fazer a auto aplicação de injeções de vitamina D, e muito menos o uso sem orientação médica. Outros profissionais da saúde como nutricionistas e enfermeiros, podem dar suporte ao tratamento desde que o protocolo seja prescrito por um médico.

Quais são os benefícios da vitamina D injetável?

A vitamina D injetável tem a vantagem de oferecer o calcitriol, que é a forma ativa do nutriente ao metabolismo. Isso faz com que o resultado venha bem rápido porque elimina as etapas que a vitamina D passa dentro do nosso metabolismo até chegar a sua forma ativa.

Para doenças graves e tratamentos específicos, a forma injetável pode ser a melhor opção. Porém, as injeções de calcitriol são bem caras e só são usadas para situações específicas. 

Para os demais casos, as injeções carregam o mesmo formato da vitamina D presente em alimentos fortificados e suplementos.

Dessa forma, o que se vê são os benefícios da vitamina D ao metabolismo independentemente do veículo que está sendo usado.

Inclusive, em alguns estudos, os alimentos fortificados e os suplementos se mostraram melhores que a vitamina D injetável para aumentar os níveis do nutriente no metabolismo.

Veja, a seguir, as conclusões das pesquisas que usaram a vitamina D injetável para  tratar a sua deficiência no organismo humano:

Vitamina D injetável em Criança e Adolescentes

A vitamina D é um nutriente fundamental para a saúde óssea e muscular, portanto, é fundamental ter as quantidades suficientes dela no organismo durante a infância e puberdade – fase de maior desenvolvimento dos músculos e ossos. 

Porém, se o objetivo for apenas recuperar os níveis adequados de vitamina D no organismo, usar as injeções em crianças e adolescentes não é a melhor opção. 

Isso é o que os resultados de mais de 15 estudos sobre uso da vitamina D injetável em crianças e adolescentes mostraram. Veja só:

A Dra. Kate Ward, do grupo de pesquisa sobre Nutrição e Saúde Óssea do Reino Unido, junto com os pesquisadores do seu grupo, avaliaram 73 meninas com idades entre 12 e 14 anos que receberam doses de 150.000 UI de vitamina D2 injetável ao longo de 1 ano.

Com este protocolo, o grupo da Dra. Kate observou bons resultados na agilidade dos músculos, mas não viu benefícios relacionados a composição dos ossos

Já pesquisadores da Escola de Nutrição Humana da Universidade McGill em Quebec, no Canadá, fizeram uma revisão de 26 estudos, somando uma amostra de 5.403 crianças. 

Diferente do estudo da Dra. Kate, os pesquisadores canadenses avaliaram as concentrações da vitamina D por diferentes fontes como os suplementos, alimentos fortificados e a vitamina D injetável. 

Devido ao tamanho da amostra e a diversidade de protocolos analisados, a concentração da ingestão ou aplicação da vitamina D variou de 100–4000 UI por entre 4 semanas até 2 anos. 

A revisão canadense concluiu um aumento de 1,0 nmol a cada 100 UI de vitamina D ingerida, sendo que a resposta foi maior em crianças com níveis de vitamina D menores que  30 nmol e que consumiram a vitamina D por alimentos fortificados ou suplementos.

Ou seja, o consumo de alimentos fortificados e suplementos se mostrou mais eficaz do que as injeções de vitamina D em crianças e adolescentes.

Vitamina D injetável em Mulheres para Fertilização in vitro

Sabia que a vitamina D desempenha várias funções importantes para a fertilidade? Isso acontece porque a vitamina D possui um formato bioquímico semelhante ao de hormônios sexuais.

Em mulheres que já estão grávidas, os níveis adequados da vitamina D reduzem a probabilidade de complicações como pré-eclâmpsia, diabetes gestacional e parto cesariana

Já mulheres que estão recorrendo a fertilização in vitro para realizar o sonho de ser mãe, saiba que 9 estudos já viram que usar injeções de vitamina D podem ajudar no sucesso da fertilização

Todos os estudos viram que a deficiência da vitamina D está associada com a redução de nascimento após fertilização in vitro.

Isso acontece porque os órgãos do sistema reprodutor como ovários, endométrio, as trompas de falópio e a placenta, possuem receptores para a vitamina D, o que está relacionado com o desenvolvimento dos ovócitos.

Vitamina D injetável para Doença renal (Hemodiálise)

Chegamos a um exemplo bem interessante sobre o uso da vitamina D injetável como a melhor opção de tratamento. É muito comum a deficiência de vitamina D em pacientes com doença crônica renal

Quando esses pacientes estão passando por hemodiálise, geralmente apresentam outras doenças e disfunções endócrinas que diminuem a sua qualidade e expectativa de vida.

Uma dessas comorbidades é o hiperparatireoidismo, disfunção endócrina tratável com a vitamina D injetável. 

Além disso, a vitamina D possui efeito em vários órgão e células do corpo. Por isso, sua ação foi testada na doença renal crônica com pacientes em hemodiálise incidentes, que viveram nos Estados Unidos entre janeiro de 1996 e dezembro de 1999. 

O resultado foi surpreendente. O grupo que recebeu a vitamina D teve 20% a mais de sobrevida de 2 anos do que o grupo que não recebeu. Ou seja, a vitamina D aumentou a expectativa de vida dessas pessoas.

E não foi só isso, o grupo que recebeu a vitamina D injetável ainda teve menor incidência de morte por doenças cardiovasculares.

A principal indicação para o uso da vitamina D injetável é porque a doença renal dificulta a produção do hormônio da paratireoide (PTH), problema que pode ser solucionado pela forma ativa da vitamina D (calcitriol).

Vitamina D injetável no tratamento de verrugas recalcitrantes

O uso tópico da vitamina D já é um tratamento usado por dermatologistas para redução de bactérias na pele

A verruga é uma condição bem comum com várias opções de tratamento. Porém, a verruga conhecida como recalcitrante é recorrente e possui alta probabilidade de reaparecer após o tratamento.

Por isso, ainda é preciso buscar soluções mais eficientes para o tratamento desse tipo de verruga. O sucesso da vitamina D na redução das bactérias na pele, despertou o interesse de pesquisadores para avaliar o uso da vitamina D injetável para combater as verrugas recalcitrantes.

O protocolo utilizado foi 1 injeção de 600.000 UI de vitamina D, a cada 3 semanas por 4 aplicações ou até obtenção do resultado. O qual foi incrivelmente positivo.

As injeções de vitamina D foram eficazes para o tratamento. E a recorrência medida após 6 meses, confirmou o sucesso das aplicações de injeções de vitamina D. 

Conhecida tecnicamente por aplicação intralesional vitamina D3,  a vitamina D injetável é uma opção segura, eficaz e barata para o tratamento de verrugas recalcitrantes.

Quando e como usar a vitamina D injetável para tratar a deficiência de vitamina D?

A vitamina D injetável só deve ser usada em decorrência de alguma doença grave ou condição clínica em que ela seja a opção mais eficaz para o tratamento. A avaliação de quando e como usar a vitamina D injetável deve vir após diagnóstico médico.

Ou seja, só devemos usar a vitamina D injetável quando um médico prescrever e da forma (concentração e periodicidade da aplicação) que ele indicar.  

Estudos demonstram cada vez mais os benefícios das quantidades adequadas de vitamina D para a nossa saúde.  

O problema é que na maioria das vezes, não conseguimos consumir quantidades suficientes da vitamina D através dos alimentos, e a exposição solar não é capaz de garantir níveis adequados do nutriente para a promoção da saúde.

Dessa forma, devemos procurar por alternativas eficazes para reposição da vitamina D, como os alimentos fortificados, suplementos alimentares, medicamentos e até sua forma injetável.

Outros tratamentos para deficiência de Vitamina D

Existem diferentes suplementos de vitamina D disponíveis. São eles:

  •         Vitamina D injetável;
  •         Vitamina D em gotas;
  •         Vitamina D em cápsulas.

Todas as opções são recomendados para pacientes que possuem carência comprovada da substância em seu organismo, após a realização de exame de sangue.

O exame de sangue que identifica os níveis de vitamina D no organismo humano é o Hidroxi-25-vitamina D.

Quer saber mais?  

 Referências:

Brett NR, Gharibeh N, Weiler HA. Effect of Vitamin D Supplementation, Food Fortification, or Bolus Injection on Vitamin D Status in Children Aged 2-18 Years: A Meta-Analysis. Adv Nutr. 2018;9(4):454‐464. Disponível nesse Link

Duhamel JF, Zeghoud F, Sempé M, et al. Prevention of vitamin D deficiency in adolescents and pre-adolescents. An interventional multicenter study on the biological effect of repeated doses of 100,000 IU of vitamin D3. Arch Pediatr. 2000;7(2):148‐153. Disponível neste Link

A. Ward, G. Das, S. A. Roberts, J. L. Berry, J. E. Adams, R. Rawer, M. Z. Mughal, A Randomized, Controlled Trial of Vitamin D Supplementation upon Musculoskeletal Health in Postmenarchal Females, The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, Volume 95, Issue 10, 1 October 2010, Pages 4643–4651. Disponível neste Link

Raghukumar S, Ravikumar BC, Vinay KN, Suresh MR, Aggarwal A, Yashovardhana DP. Intralesional Vitamin D3 Injection in the Treatment of Recalcitrant Warts: A Novel Proposition. J Cutan Med Surg. 2017;21(4):320‐324. Disponível neste Link

Teng M, Wolf M, Ofsthun MN, et al. Activated injectable vitamin D and hemodialysis survival: a historical cohort study. J Am Soc Nephrol. 2005;16(4):1115‐1125. Disponível neste Link.  

Zhao J, Huang X, Xu B, Yan Y, Zhang Q, Li Y. Whether vitamin D was associated with clinical outcome after IVF/ICSI: a systematic review and meta-analysis. Reprod Biol Endocrinol. 2018;16(1):13. Published 2018 Feb 9. Disponível neste Link.

 
Anterior

Qual é o melhor horário para tomar a vitamina D? Nutricionista explica

Suplemento Vitamina D: Quando e como tomar?

Próximo

7 comentários em “Vitamina D injetável, conheça os benefícios e as indicações”

  1. Minha tem deficiencia de vitamina d . ela fez bariatrica. Ela teria que tomar injetavel mas tem que tomar todo mes?

    Responder
    • Sergio, tudo bem por aí?

      A deficiência de vitamina D foi identificada por um médico? Ele não te passou nenhuma orientação de consumo da vitamina D injetável? Veja, é difícil prescrever a forma de tomar a vitamina d injetável pois seria necessário analisar o exame clínico dela. O consumo da vitamina D injetável varia de acordo com a dosagem e o nível de deficiência do organismo. Isso depende também da fase da vida da pessoa, isso quer dizer que, uma criança ou adolecente, pode não necessitar do consumo da vitamina D injetável, já que, dependendo do caso, a suplementação de forma oral é seria o suficiente, já que nessa fase da vida a absorção do corpo das vitaminas e nutrientes é muito maior. Recomendamos que consulte novamente o médico para que ele possa te dar as orientações corretas de uso da vitamina D. Esperamos ter ajudado 🙂

      Responder
    • Oie Marisa, tudo bem? Neste caso quem irá te orientar melhor será um profissional. Porém, a Vitamina D3 trás benefícios para a estrutura óssea =)

      Responder

Deixe um comentário