Saiba como a autoestima pode influenciar sua saúde

| | , ,

Saiba como a autoestima pode influenciar sua saúde

A autoestima é um tópico comum nas nossas vidas desde sempre. Entretanto, nunca se falou tanto sobre ela quanto nos últimos tempos. 

Parte desse fenômeno está ligado à crescente popularidade da skincare, procedimentos estéticos e alimentação balanceada. 

Além disso, movimentos que levantam a bandeira da auto aceitação e da naturalização de corpos fora dos padrões estão cada vez maiores. 

Tais movimentos tem como objetivo elevar a autoestima das pessoas, promovendo, assim, a melhoria na saúde física e mental. 

Outro fator que agrega ainda mais valor a essas discussões é a democratização do acesso a serviços de saúde de qualidade e procedimentos estéticos.

Continue lendo para saber como a autoestima e a nossa saúde estão diretamente ligadas. 

Autoestima e saúde são uma via de mão dupla 

Já percebeu que quando nos sentimos bem com nós mesmos o nosso corpo sente? Parece que tudo flui melhor e que até nossa disposição aumenta. Bom, não é por acaso que isso acontece. 

Pessoas com a autoestima elevada tendem a se relacionar melhor com os outros e fazer novas amizades facilmente. 

Além disso, elas também não tem muitos problemas em enfrentar desafios e, por isso,  lidam melhor com situações estressantes. 

Em contrapartida, aquelas que tem uma imagem negativa de si mesmas costumam ter dificuldades em se relacionar com terceiros e lidar com desafios. 

Isso gera estresse, que pode, até mesmo, desdobra-se em problemas físicos e psicológicos. 

Alguns dos reflexos da baixa autoestima são:

  • Pressão arterial alta;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Depressão.

Para ilustrar melhor esse cenário, imagine a seguinte situação:

Uma pessoa começa a pesquisar na internet por cirurgia lipo preço, pois está insatisfeita com o seu corpo. Em um primeiro momento podemos pensar que essa pesquisa está relacionada apenas à motivos estéticos e fúteis. 

Entretanto, por trás disso está alguém que sente vergonha de si mesma, o que a impede de ir a praia para relaxar e, até, se relacionar normalmente com colegas, amigos e familiares. 

Tudo isso se tornou uma fonte de muito estresse e sentimentos negativos, que fizeram essa pessoa desenvolver problemas, como ansiedade. 

Sendo assim, podemos dizer que pesquisar por  quanto custa uma cirurgia de abdominoplastia também é uma busca por melhorar a autoestima e, assim, viver uma vida mais saudável e repleta de auto aceitação. 

O impacto da autoestima na saúde 

Para se ter uma ideia do quando autoestima e saúde estão interligadas, um estudo publicado em 2003 no British Medical Journal apontou o impacto da autoestima na saúde geral do nosso corpo.

A pesquisa, feita pelo Centro Internacional para Saúde e Sociedade, de Londres, indicou que pessoas com baixa autoestima apresentam uma diminuição da atividade do sistema imunológico. 

Isso faz com que elas tenham maior risco de desenvolver doenças graves, como infartos, acidentes vasculares cerebrais (AVC), doenças respiratórias e gastrointestinais. 

Além disso, a baixa autoestima costuma vir acompanhada de estresse e depressão. 

Outro grande problema aqui é que esse grupo de pessoas têm menor disposição para fazer exercícios  físicos ou manter uma dieta saudável. 

Bom, nós sabemos o que acontece quando levamos uma vida sedentária, não é mesmo? O corpo todo sofre o impacto. 

Nós nos sentimos menos dispostos para as atividades do dia a dia e impedimos, por exemplo, que o organismo libere algumas substancias, como a endorfina, que ajuda a regular as emoções e a percepção de dor. 

Por isso, a falta de autoestima e a negligência com a saúde física fazem parte de um ciclo vicioso  difícil de se desvencilhar. 

Cuide da sua saúde!

Como vimos ao longo do texto é praticamente impossível manter a autoestima lá em cima sem cuidar da saúde e vice-versa. 

Atualmente, existem diversas formas de viver uma vida mais plena e saudável. As  clínicas populares são um exemplo de lugares que oferecem uma série de especialidades por preços acessíveis. 

Não se esqueça também de manter uma alimentação balanceada acompanhada de exercícios físicos – eles não precisam ser muito pesados, faça uma atividade que te agrade ao mesmo tempo em que te mantenha em movimento. 

Além disso, visite regularmente o médico e o dentista para acompanhar o estado da sua saúde física e oral.

É preciso lembrar também que a jornada para melhorar a autoestima é longa e, muitas vezes, dolorosa. Mas não desanime, o final dela sempre vale a pena!  

Conteúdo produzido pela empresa Business Connection.

Quer saber mais?

 
Anterior

Conheça as novas medidas de saúde para a socialização pós pandemia

Ômega 3 para o cabelo: como esse óleo pode ajudar?

Próximo

Deixe um comentário