Tempo de leitura: 4 minutos

O uso de suplementos alimentares pode ajudar no desempenho de uma atividade física ou alcançar o corpo desejado. E tem se tornado cada vez mais comum no nosso dia a dia.

Entretanto, muitos tipos de suplementos desenvolvidos pela indústria farmacêutica prometem efeitos estéticos. E também na saúde que, na grande maioria das vezes, não acontecem de maneira tão simples assim.

Um desses novos suplementos que tem chegado ao mercado é o whey protein feminino. Se você está considerando comprar um desses para levar para a casa, que tal conferir quais são os prós e contras desse suplemento alimentar?

Whey protein feminino: o que é isso?

O whey protein feminino é um suplemento proteico desenvolvido com  a proteína de soro do leite. O qual além dos ingredientes tradicionais, encontramos outros ingredientes. Como por exemplo: colágeno, vitaminas e até mesmo extrato de frutas.

O objetivo dessa composição foi desenvolver um suplemento que atendesse as demandas e necessidades nutricionais do corpo feminino. Já que a indústria identificou nesse público uma necessidade diferente no público masculino.

Que buscam além da saúde e ganho de massa muscular, uma qualidade visual da forma física e melhoras estéticas. 

Por conta de sua formulação e apelo funcional, o whey protein feminino costuma ser mais caro do que suas versões “puras”.

Eu preciso de um whey protein feminino?

Para entender se você precisa mesmo de um whey protein feminino, é interessante antes avaliar qual é o principal objetivo com a suplementação. O whey protein é um suplemento consumido para oferecer a quantidade necessária de proteína na dieta diária.

De uma maneira geral, qualquer indivíduo adulto saudável, seja ele homem ou mulher, precisa ingerir entre 0,8 e 2,0g de proteína por quilo de peso por dia.

Uma mulher de 60 kg, por exemplo, precisa de 48 a 120g de proteína ao dia. Então ao planejar a alimentação, a distribuição de 20g de proteína por refeição em média, seria suficiente para atender a recomendação diária.  

Porém, qualquer pessoa que tenha dificuldades para atingir a quantidade mínima de proteína para as suas necessidades, pode suplementar.  

Mulheres, de maneira geral, pesam menos que homens e, por isso, tem menor necessidade de proteínas. Mas mesmo com essa demanda menor, a formulação de whey protein tradicional é suficiente para auxiliar qualquer reposição para ambos os sexos.

Não existe uma forma química de whey que seja melhor para um gênero ou outro. O que existe é uma adequação individualizada do volume do suplemento, que pode ser ajustado de acordo com a avaliação e orientação de um nutricionista.

Por que o whey protein feminino foi desenvolvido ?

A intenção do whey protein feminino além de oferecer proteína para o corpo, é aumentar também o consumo de outros nutrientes que podem ser relevantes para a saúde feminina. Entretanto, apesar de ser uma motivação interessante, esse tipo de “fortificação” do suplemento não parece ser efetiva.

Pois quanto mais puro um whey protein for, melhor ele age no organismo. Por isso é que o Whey Protein Isolado ou Hidrolisado podem ser mais eficientes em oferecer resultados rápidos.

Além disso, qualquer aditivo colocado nesse suplemento, pode prejudicar a qualidade do produto que você está consumindo. Por isso, priorizar um whey protein puro, de uma marca de qualidade, é sempre a melhor maneira de fazer o uso correto desse complemento.

Mas eu não preciso dos outros componentes nutricionais do whey feminino?

Se você está interessado em se beneficiar do consumo de vitaminas, minerais ou de compostos como o colágeno adicionados nessas versões de whey, saiba que a melhor maneira de usufruir desses nutrientes é consumindo cada um deles de maneira isolada.

A quantidade diária recomendada para ingestão de vitaminas e minerais, pode ser facilmente atingida com o consumo adequado de frutas, verduras e legumes. Mas caso precise de um complemento além da alimentação, o ideal é buscar por orientação nutricional ou médica.

No caso do colágeno hidrolisado, é importante escolher aquele que realmente vai lhe promover benefícios para a pele, cabelo, unha e outros aspectos da sua saúde. Já que os colágenos adicionados no whey protein feminino são, geralmente, de baixa qualidade e não são capazes de promover tais benefícios.

E mesmo os colágenos de qualidade, como o verisol por exemplo,  quando adicionados ao whey protein feminino, possuem uma dosagem abaixo do recomendado para garantir os resultados. 

Além disso, o consumo de colágeno com objetivo que melhorar a saúde e aparência da pele, unhas e cabelos, precisa ser feito diariamente, por no mínimo 8 semanas. Só assim é possível ver algum resultado com o uso do colágeno hidrolisado no seu corpo.

Qual tipo de whey protein escolher?

Você deve estar se perguntando: se o whey protein feminino não é uma boa opção para garantir os benefícios para a minha saúde, qual whey devo consumir? A resposta para essa pergunta, pode ser facilmente respondida pelo seu médico ou nutricionista.

Mas você também pode decidir, entendendo para quê serve cada de tipo de whey protein disponível no mercado (concentrado, isolado e hidrolisado). Bem como as informações necessárias para diferenciar um whey protein de qualidade dos outros.

São diversas as opções de wheys nas gôndolas de mercados e lojas, mas wheys de qualidade são poucos. Portanto, estude e se informe para não consumir produtos ruins que podem prejudicar a sua saúde. 

Você já tinha ouvido falar de whey protein feminino antes? Já fez uso desse suplemento e comparou com outras versões de whey? Conte para a gente suas experiências sobre esse assunto e tire suas dúvidas sobre o tema!

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um whey protein de altíssima qualidade?

Referências:

PADOVANI, Renata Maria et al. Dietary reference intakes: aplicabilidade das tabelas em estudos nutricionais. Revista de Nutrição, 2006.