Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Acetilcisteína serve para tosse?

Acetilcisteína serve para tosse?

mulher tossindo mostrando se acetilcisteína serve para tosse
6 minutos de leitura

A acetilcisteína é um suplemento cuja ação expectorante ajuda a eliminar as secreções das vias aéreas.

Logo, a acetilcisteína serve para tosse, mas com o intuito de ajudar a eliminar os mucos pulmonares.

Por conta disso, a substância é indicada para os casos em que há tosse com secreção, isto é, com secreção.

Assim, ela age alterando as características da secreção, deixando-a mais líquida e fluida, o que facilita a expectoração.

Desse modo, a acetilcisteína costuma ter bons efeitos em casos de pneumonia, bronquite crônica, atelectasias pulmonares e mucoviscidose.

Pode tomar acetilcisteína com tosse seca?

A acetilcisteína não é recomendada para tosse seca. Isso se dá pelo fato de que ela age tornando as secreções mais fluidas para serem eliminadas, mas ela não inibe a tosse.

Em suma, a tosse seca é causada por causa de uma irritação ou inflamação nas vias respiratórias superiores.

O que pode ocorrer devido a proliferação de microorganismos maléficos ou em razão de exposição a substâncias irritantes. 

Sendo assim, em caso de tosse seca, os medicamentos utilizados devem possuir função inibitória ou calmante.

Possíveis causas da tosse seca

A tosse seca, também denominada de tosse não produtiva, trata-se de uma tosse onde não há a produção de catarro.

No geral, ela é causada por conta de uma irritação nas vias respiratórias, que pode ser provocada por diversos fatores, tais como:

  • alergias respiratórias;
  • asma;
  • refluxo gastroesofágico;
  • poluição do ar e cigarro;
  • complicações cardíacas;
  • doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • tuberculose;
  • tabagismo;
  • enfisema pulmonar.

Como usar acetilcisteína para tosse?

A acetilcisteína para tosse deve ser consumida via oral, na dose e horários certos, estabelecidos por um médico.

Se por acaso, você esquecer de tomar uma dose na hora pré-estabelecida, deve-se tomar assim que lembrar. Não devendo dobrar a dose para compensar! 

Quanto à dose indicada, isso pode variar conforme a idade, características individuais e objetivo a ser tratado. Veja abaixo o que diz a recomendação geral!

Acetilcisteína xarope infantil (20 mg/mL)

  • Crianças de 2 a 4 anos: xarope pediátrico de 5 ml, equivalente a 100 mg de acetilcisteína que pode ser consumida de 2 a 3 vezes por dia, ou de acordo com a orientação do pediatra;
  • Crianças acima de 4 anos: xarope pediátrico de 5 ml, 3 a 4 vezes ao dia, ou de acordo com a orientação do pediatra.

Em situações de complicações pulmonares de fibrose cística, a dosagem pode ser aumentada para 10 ml do xarope pediátrico a cada 8 horas.

Vale destacar que, em todo caso, a utilização da acetilcisteína para tosse em crianças deve ser orientada por um médico pediatra.

Acetilcisteína xarope adulto (40 mg/mL)

A dose diária recomendada de acetilcisteína em xarope para adulto é de 15 ml.

O que representa 600 mg de acetilcisteína, apenas 1 vez ao dia (de preferência no período da noite), em torno de 5 a 10 dias.

Em situações de complicações no pulmão da fibrose cística, a dosagem pode ser elevada para 5 a 10 ml a cada 8 horas, ou de acordo com a prescrição médica.

Acetilcisteína comprimido efervescente (200 mg ou 600 mg)

A dosagem recomendada da acetilcisteína no aspecto de comprimido efervescente é de apenas 1 comprimido de 200 mg por dia, dissolvido corretamente num copo d’água a cada 8 horas.

Ou, se preferir, 1 comprimido de 600 mg, 1 vez ao dia. De preferência à noite e o tratamento deve durar em torno de 5 a 10 dias.

Acetilcisteína sachê

O sachê da acetilcisteína possui entre 200 mg e 600 mg, no formato de granulado. Com isso, a utilização deve ser realizada via oral, dissolvendo todo o produto do pacote em 1 copo d’água.

Já a dose recomendada para consumo diário é de 1 sachê de 200 mg, 2 a 3 vezes ao dia.

Podendo também ser 1 pacote de 600 mg, somente 1 vez ao dia, e de preferência no período noturno.

Caso haja complicações pulmonares de fibrose cística, a posologia pode ser elevada para 200 a 400 mg a cada 8 horas, ou de acordo com a orientação médica.

Qual remédio não pode misturar com acetilcisteína?

A acetilcisteína não pode ser administrada junto com outras composições químicas antitussígenos.

Isso se deve porque a diminuição do reflexo tussígeno pode levar ao excesso de secreções brônquicas. 

Além disso, o uso de carvão ativado pode reduzir o efeito da acetilcisteína. Como também, a dissolução de formações da acetilcisteína com outros tipos de remédios é totalmente contraindicada.

Acetilcisteína é recomendada para crianças?

Sim! A acetilcisteína é recomendada para crianças acima de dois anos e deve ser consumida em forma de xarope, desde que haja a prescrição do pediatra.

criança tomando melatonina infantil

Quais são as contraindicações da acetilcisteína?

A acetilcisteína é considerada um suplemento seguro e natural. No entanto, existem alguns casos em que não é indicado o seu uso, tais como:

  • Dietas restritivas de sódio;
  • Dificuldade ou inabilidade para tossir;
  • Diabetes ou intolerância à frutose (a medicação pode possuir açúcar ou fonte de açúcar na sua composição);
  • Idade inferior a 2 anos;
  • Úlcera péptica;
  • Fenilcetonúria (algumas fórmulas possuem aspartame, que é fonte de fenilalanina);
  • Ter ou em algum momento ter tido asma;
  • Grávidas e lactantes devem fazer uso da acetilcisteína apenas com recomendação médica.

Qual o risco de tomar acetilcisteína?

Os riscos de tomar acetilcisteína ocorrem em casos de uso exacerbado ou por conta própria, sem a devida prescrição médica ou nutricional.

Nestes casos, os efeitos colaterais que podem ocorrer são:

  • Erupção na pele ou urticária (placas de cores vermelhas e que podem causar coceira ou ardência);
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Náuseas.

Então, caso sinta algum destes sintomas, interrompa o uso imediatamente e consulte o seu médico assim que puder!

O que fazer para aliviar a tosse?

  • Beba água de forma adequada, isso ajuda a manter o corpo hidratado e reduzir a irritação na garganta;
  • Mantenha uma alimentação equilibrada e nutritiva;
  • Invista em um umidificador de ambientes;
  • Faça gargarejo com água e sal;
  • Consulte um médico para investigar e tratar a causa.

Quer saber mais?

Referências

KUMAR, P. et al. Supplementing Glycine and N-Acetylcysteine (GlyNAC) in Older Adults Improves Glutathione Deficiency, Oxidative Stress, Mitochondrial Dysfunction, Inflammation, Physical Function, and Aging Hallmarks: A  Randomized Clinical Trial. Journals of Gerontology: Medical Sciences. v. 78, n. 1, p. 75-89, 2022.

RAGHU, G. et al. The Multifaceted Therapeutic Role of N-Acetylcysteine (NAC) in Disorders Characterized by Oxidative Stress. Current Neuropharmacology. v. 19, p. 1202-1224, 2021.

TARDIOLO, G.; BRAMANTI, P.; MAZZON, E. Overview on the Effects of N-Acetylcysteine in Neurodegenerative Diseases. Molecules. v. 23, n. 3305, p. 1-20, 2018.

VILLEGAS, Y. R. et al. N-Acetilcisteína en neuroprotección y lesión traumática cerebral: revisión de la literatura. Revista Chilena de Neurocirugía. v. 43, p. 166-169, 2017.

Avalie este post

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.