Colágeno com ou sem vitamina C? | Nutricionista Raquel Campos

| | ,

O colágeno VERISOL ® é o único suplemento com ação comprovada para a melhora da aparência da pele. Mas além do colágeno, outro suplemento com destaque para a boa aparência da pele é a vitamina C. 

Por essa razão, é comum a dúvida se o ideal é consumir em um único suplemento ou separados.

Veja aqui a recomendação ideal da suplementação de colágeno e vitamina C para a melhora da aparência da pele. Além de um comparativo entre as principais marcas de colágeno de 2019 com relação a qualidade e preço.

Colágeno com ou sem vitamina C?

Apesar de ambos nutrientes serem importantes para a pele, a única coisa que sabemos, com base nos artigos científicos, é que apenas os peptídeos bioativos de colágeno VERISOL ® trazem resultados como:

  • Melhora da aparência da pele do rosto, diminuindo as rugas e linhas de expressão;
  • Melhora da flacidez e celulites;
  • Auxilia na melhora da cicatrização;
  • Fortalece as unhas e cabelos.

Ou seja, o colágeno puro, é a garantia de melhores resultados de acordo com os estudos científicos. Mas também não existem estudos que afirmem que não possa ser feito a suplementação de vitamina C isoladamente. 

Então a recomendação atual de nutricionistas e dermatologistas é o consumo de colágeno e vitamina C em suplementos e horários diferentes.

Qual a melhor composição de um suplemento de colágeno para a pele?

A melhor opção de colágeno é aquele que contém no máximo 2 ingredientes. Isso porque qualquer outra substância presente no suplemento pode resultar em uma pior absorção do colágeno pelo organismo e também pode trazer prejuízos a saúde. 

Agora, porquê 2 ingredientes e não apenas 1? 

Se o suplemento de peptídeos bioativos de colágeno for 100% puro, a sua versão em pó, pode sofrer um processo químico  que irá resultar na formação de pequenos aglomerados. 

Esse processo de formação de aglomerados é igual ao que acontece com o açúcar quando entra em contato com a umidade e forma “pedrinhas” dentro do açucareiro, deixando mais difícil de dissolver no líquido.

Com o colágeno é a mesma coisa, esse aglomerado não permite que o suplemento se dissolva de forma adequada. Portanto o ideal é que contenha além dos peptídeos bioativos de colágeno VERISOL ® também um aditivo alimentar que não deixe esse aglomerado se formar. 

Aditivos alimentares que possuem essa função são o dióxido de silício e o carbonato de magnésio, por exemplo. 

Portanto um bom suplemento de colágeno deve conter apenas 2 ingredientes:

  1. Peptídeos bioativos de colágeno VERISOL ®;
  2. Aditivo alimentar antiglomerulante, como o dióxido de silício ou o carbonato de magnésio.

Comparativo entre as principais marcas de 2019: Melhor colágeno para a pele com o menor número de ingredientes e preço.

Agora que você já sabe como deve ser o melhor colágeno para a sua pele, veja a seguir um comparativo entre as principais marcas do mercado de 2019. Através da análise do número total de ingredientes e o preço.

colágeno com vitamina c

3 dicas para escolher o melhor colágeno para a pele

Se ainda tiver dúvidas de qual é o melhor colágeno para a sua pele, siga esses 3 passos. Faça na ordem do 1° ao 3° e acerte na sua escolha:

1° PASSO: Ter no mínimo 2.5 g de peptídeos bioativos de colágeno VERISOL ® (dosagem com resultados comprovados)

2° PASSO: Possuir laudo comprovando ser um VERISOL ®

3° PASSO: Como os resultados aparecem com 8 semanas de uso, busque por um pote que tenha duração total para 2 meses (60 doses).

Após fazer esses 3 passos, e ainda estiver na dúvida, aí sim pode escolher pensando pelo preço. Pois assim com certeza você terá escolhido o melhor colágeno para a sua pele, cabelos e unhas. 

Quer saber mais?

Clique aqui e conheça mais sobre o colágeno mais recomendado pelos médicos e nutricionistas

 

Referências:

EFSA PANEL ON DIETETIC PRODUCTS, NUTRITION AND ALLERGIES (NDA). Scientific Opinion on the substantiation of a health claim related to VeriSol® P and a change in skin elasticity leading to an improvement in skin function pursuant to Article 13 (5) of Regulation (EC) No 1924/2006. EFSA Journal, v. 11, n. 6, p. 3257, 2013.

 
Anterior

Como comprar vitamina C para a pele?

Vitamina D: Para que serve e benefícios

Próximo

Deixe um comentário