Um dos maiores problemas que afetam auto estima das mulheres são as estrias. A boa notícia é que a suplementação com colágeno pode ser um importante aliado na redução e principalmente na prevenção das ondulações da pele.

As estrias fazem parte do processo natural do envelhecimento, em que as fibras elásticas e de colágeno, da pele são rompidas. E costumam aparecer principalmente nas coxas, nádegas, abdômen, mamas, dorso do tronco.

Acredita-se que a causa para o surgimento das estrias seja multifatorial, além do estiramento das fibras elásticas e da má alimentação, também envolve o fator genético como fator de predisposição.

Tipos de estrias

Há dois tipos de estrias, as avermelhadas que estão ainda no processo de inflamação, e a estria classificada como atrófica, que deixa de ser vermelha se tornando branca. A estria atrófica não apresenta oxigenação, há perda de colágeno e fibras na região lesionada.

Colágeno ajuda a diminuir as estrias?

Parece intuito associar a suplementação de colágeno com a melhora da aparência das estrias, já que a estria está relacionada com a perda dessa proteína na região. Porém, ainda não há estudos avaliando diretamente como a suplementação de colágeno pode ajudar a diminuir as estrias.

Mas, há estudos que avaliaram que a suplementação de 2.5g de peptídeos bioativos de colágeno de 4 a 8 semanas atuando diretamente na matriz celular da pele.

Auxiliando na produção de colágeno, que pode ajudar a evitar o surgimento de novas estrias. Um estudo em particular, analisou a suplementação de peptídeos bioativos de colágeno e a redução de marcas de expressão facial, rugas, em que a suplementação do colágeno Verisol® foi comprovada cientificamente sobre sua capacidade de reduzir ações do envelhecimento celular da pele.

Como os peptídeos bioativos de colágeno Verisol® ajudam na recomposição da matriz celular, e essa matriz por fatores mecânicos como estiramento e perda de vascularização, podem causar o surgimento de estrias, sugere-se que a suplementação desse tipo específico de colágeno pode estar relacionada a melhor aspecto da pele com estrias.

Mas apenas reafirmando, mais estudos científicos de especialistas e estudiosos da área são necessários para confirmar se a suplementação de peptídeos bioativos de colágeno possui ação especifica contra as estrias.

Devido a interação apresentada, entre a síntese de matriz celular da pele e a suplementação, podemos fazer relações, mas não podemos afirmar a sua ação. 

Colágeno e estria vermelha

Como mencionado, existem dois tipos de estrias, as avermelhadas e as brancas. As estrias avermelhadas respondem melhor ao tratamento estético para recuperação da elasticidade da pele e síntese de proteínas importantes para isso, como o colágeno.

Pois para essas estrias ainda há elementos celulares e sanguíneos que auxiliam na oxigenação da pele, promovendo maior recuperação.

Enquanto as estrias brancas, já foram totalmente danificadas, impossibilitando a oxigenação. Apesar de que ainda assim, a literatura mostra alguns tratamentos estéticos que podem auxiliar também na diminuição de estrias do tipo branca.

Tratamentos estéticos mais utilizados para as estrias

Há diversos estudos analisando tratamentos estéticos e sua eficácia para a diminuição das estrias. Como: laser de baixa potência, luz intensa pulsada, microdermabrasão, radiofrequência e peeling químico.

A maioria deles apresenta melhores resultados quando aplicados em estrias do tipo vermelha do que em estrias brancas.  Mas o tratamento de radiofrequência por exemplo, pode ser uma alternativa para quem quer tratar especificamente as estrias brancas.

Além do tratamento estético, como a nutrição pode auxiliar no tratamento das estrias

Como o colágeno é fundamental para a boa aparência da pele, alimentação rica em nutrientes relacionados a sua produção auxiliam na boa saúde da pele.

VITAMINA C

A vitamina C está relacionada a regeneração das células presentes na camada epiderme principalmente (a mais superficial). Pode ser utilizada em produtos, porém uma alimentação adequada em vitamina C (o que não é difícil) também é fundamental.

Principais alimentos fontes: acerola, laranja, kiwi e verduras verdes escuras.

VITAMINA E

Ajuda no combate ao estresse oxidativo que diminui o envelhecimento da pele, ainda mais quando associado a vitamina C.

Principais alimentos fontes: banana, alface, espinafre, couve, ovo, nozes, amêmdoas e azeite.

VITAMINA D

A vitamina D auxilia na saúde da pele. Sua deficiência é relacionada com diversas doenças de pele como o melanoma. Porém, não basta o consumo de alimentos fontes para obter os benefícios da vitamina, é necessário também uma exposição solar diária em horários com baixa incidência de raios UV.

Principais alimentos fontes: frutos do mar em geral, ovo, leite, queijos e cogumelos.

Suplementação de colágeno

Como o colágeno hidrolisado Verisol® é composto por peptídeos bioativos de colágeno tipo 1 com ações específicas comprovadas cientificamente para a pele. A dica é: prevenção.

Com uma alimentação equilibrada de acordo com suas necessidades, mais a suplementação, é capas de auxiliar a boa elasticidade da pele e prevenir rugas e flacidez, além de sugerir também, ação contra estrias.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor colágeno para a pele?

Referências:

MOREIRA, Juliana Aparecida Ramiro; GIUSTI, H. H. K. D.; UNIARARAS, Hermínio Ometto. A fisioterapia dermato-funcional no tratamento de estrias: Revisão de literatura. Revista Científica da UNIARARAS, v. 1, n. 2, 2013.

PÉREZ-SÁNCHEZ, Almudena et al. Nutraceuticals for skin care: A comprehensive review of human clinical studies. Nutrients, v. 10, n. 4, p. 403, 2018.

PROKSCH, E. et al. Oral intake of specific bioactive collagen peptides reduces skin wrinkles and increases dermal matrix synthesis. Skin pharmacology and physiology, v. 27, n. 3, p. 113-119, 2014.