A bula de um medicamento serve para trazer informações e orientações para o uso seguro do medicamento. Por esse motivo, esse post explica como seria a bula dos suplementos de colágeno tipo 2.

Porém, por se tratar de um nutriente e não de um princípio ativo, o colágeno tipo 2 não precisa apresentar esse tipo de documento. Entretanto, é necessário apresentar as informações nutricionais, o lote e a validade do produto.

Mas a bula poderia ajudar bastante com as dúvidas frequentes que surgem na hora de consumir o suplemento. Sabendo disso, descrevemos aqui o que você precisa saber sobre um suplemento de colágeno tipo 2 antes de tomar.

Em formato de bulacom termos simples e de fácil compreensão, trazemos as seguintes informações:

  • Benefícios e efeitos colaterais do colágeno tipo 2
  • Para quem é recomendado a suplementação de colágeno tipo 2
  • Como tomar o colágeno tipo 2

E para te ajudar no momento de decidir qual a melhor marca de colágeno tipo 2, apresentamos:

  • Como ler o rótulo do produto
  • Informações importantes na embalagem

 

O QUE É COLÁGENO TIPO 2?

O colágeno tipo 2 é uma das proteína dentre mais de 27 tipos de colágeno presentes no nosso organismo. Sua estrutura morfológica não é diferente do colágeno tipo 1. Porém, o que difere um do outro, é o local onde eles se encontram em maior concentração no organismo.

O colágeno tipo 2 é mais encontrado na região das articulações e cartilagens no corpo humano. Enquanto o tipo 1 é encontrado principalmente na pele, unhas e cabelos.

Com o passar do tempo, todos os colágenos começam a se degradar. Esse momento se inicia normalmente por volta de 25 anos. Nesse período já é recomendado começar a tomar colágeno tipo 2 como prevenção de possíveis doenças articulares, como a osteoartrite.

BENEFÍCIOS E EFEITOS COLATERAIS DO COLÁGENO TIPO 2

BENEFÍCIOS

Segundo os artigos científicos de pesquisadores da área, o colágeno tipo 2 possui ação na região das cartilagens e articulações.

O mecanismo biológico associado com  a melhora das cartilagens e articulações após a suplementação de colágeno é o estímulo do aumento da produção  de macromoléculas da matriz extracelular pelos condrócitos, que são células presentes na região das articulações.

Esse mecanismo induz a maior produção de colágeno e reposição das estruturas presentes nas articulações. E assim, retarda o desgaste do colágeno natural presente nas regiões articulares e previne futuras dores.

Os principais benefícios observados até o momento, são:

  1. Prevenção e tratamento da artrite e osteoartrite
  2. Prevenção de lesões nas articulações
  3. Auxílio na reposição do colágeno para tratar lesões de cartilagem
  4. Atua na recuperação dos movimentos
  5. Favorece a reconstrução das cartilagens
  6. Contribui para o fortalecimento dos ossos, promovendo maior resistência física  
  7. Proporciona mais força muscular
  8. Redução das dores nas articulações

EFEITOS COLATERAIS

Não há nenhum efeito colateral associado a suplementação de colágeno tipo 2, ou seja, não há nenhum malefício associado ao seu consumo.

Sendo uma suplementação segura para todas as pessoas, trazendo benefícios principalmente para quem sofre com dores nas articulações. E também ajudando na prevenção do desenvolvimento de doenças articulares, e do principal sintoma, a dor.

PARA QUEM É RECOMENDADO A SUPLEMENTAÇÃO DE COLÁGENO TIPO 2

Adegradação do colágeno tipo 2 começa a ocorrer naturalmente a partir dos 25 anos, portanto, a recomendação é feita para todas as idades, sem nenhuma restrição para o seu consumo.

O colágeno tipo 2 é utilizado principalmente para prevenção ou para o tratamento de osteoartrite e dores nas articulações.  

COMO SUPLEMENTAR O COLÁGENO TIPO 2

De acordo com as recomendações atuais, a suplementação de colágeno tipo 2, deve ser associada com o colágeno tipo 1 para melhores resultados.

Um bom suplemento de colágeno tipo 2 deve conter:

  • Peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado + a proteína não hidrolisada OU a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2.

E para ter os melhores resultados, é necessário seguir essas 3 recomendações:

  1. Consumir o suplemento diariamente (independente de realizar ou não exercícios no dia)

  2. Quando feito exercícios físicos, é recomendado utilizar o suplemento até 1h após o término do exercício

  3. Pode ser consumido com 250ml de água ou bebida de sua preferência, além de poder ser adicionado em receitas sem perder as suas propriedades.

COMO LER O RÓTULO DOS SUPLEMENTOS DE COLÁGENO TIPO 2 ? 

Para identificar no rótulo se aquele suplemento é um colágeno do tipo 2, basta buscar pela informação de qual é a matéria prima. No Brasil, as duas principais matérias primas disponíveis no mercado são o B2Cool ou UC II.

Não há diferença na qualidade entre essas matérias primas além do nome comercial e serem oferecidas por empresas diferentes. 

Agora outro ponto que merece atenção especial é que não existe colágeno tipo 1 com benefícios para as articulações. Essa propriedade é do colágeno tipo 2.

Portanto o suplemento para poder afirmar possuir alegações específicas para as articulações deve conter em sua fórmula o colágeno tipo 2. 

PORQUE COLÁGENO TIPO 2 COM AÇÃO ESPECÍFICA PARA AS ARTICULAÇÕES POSSUEM COLÁGENO TIPO 1 EM SUA COMPOSIÇÃO?

Existem um mínimo de proteínas que deve conter um suplemento de proteína. Segundo as normas da anvisa, essa quantidade mínima é de 8,4g de proteína por dose. 

Porém o composto que fornece a alegação específica deve ter pelo menos o mínimo recomendado de acordo com suas evidências de comprovação de resultado. 

Ou seja, um suplemento de colágeno tipo 2 deve conter entre 20-40mg de B2Cool mais qualquer outra proteína, para sua dosagem final conter no mínimo 8,4g de proteínas por porção. Para estar de acordo com a instrução normativa da anvisa (IN n° 28).

INFORMAÇÕES IMPORTANTES NA EMBALAGEM

Algumas informações e cuidados são importantes na hora de escolher qual o melhor colágeno tipo 2 para as suas articulações.

Vamos enumerar as principais:

  1. Quantidade de ingredientes. Pois não é necessário nenhum outro nutriente ou aditivo além do Peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado + a proteína não hidrolisada OU a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2.

  2. Ordem dos ingredientes. Porque para todos os produtos, a informação dos nutrientes é descrita do que tem mais para o que tem menos.

Portanto o ideal é: Peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado (que também é identificado pela matéria prima, como por exemplo o Peptan®) + a proteína não hidrolisada OU a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 (B2Cool ou UCII)

  1. Lote e validade. Já que essas informações garantem a integridade do produto e ainda ajudam o vendedor do produto a identificar qualquer possível problema com a unida que você comprou. Nunca compre nenhum produto sem essas informações.

  2. Embalagem fosca. Suplementos de modo geral devem ser vendidos em embalagens foscas. Esse é um ponto, outro ponto é que devem ser armazenados longe do abrigo de luz tanto em casa tanto nos pontos de venda.

DICA: ligue e pergunte para a marca como é o seu estoque. Pois o ideal é que seja um local longe da incidência de luz e com boas condições higiênicas sanitárias.

COLÁGENO TIPO 2 40MG

De acordo com os estudos, a quantidade recomendada por produto é de 40mg. E doses menores não promovem os efeitos benéficos, enquanto doses maiores não são necessárias.

COLÁGENO TIPO 2 MELHOR MARCA

Como mencionado, os suplementos não precisam ter nada além da substância que você precisa consumir. Portanto, bons suplementos de colágeno não devem conter nada que não oferece benefícios.

Por exemplo, evite suplementos com: saborizantes, corantes, conservantes e adoçantes artificiais, além de açúcares como maltodextrina.

Esses aditivos que costumam ser adicionados para deixar o produto mais gostoso além de não trazerem benefícios, podem prejudicar a saúde a longo prazo. Então fique atento.

QUER SABER MAIS?

Que tal um desconto especial para experimentar um suplemento de colágeno de altíssima qualidade específico para as articulações e cartilagens?

 

 

Referências:

MCALINDON, T. E. et al. Change in knee osteoarthritis cartilage detected by delayed gadolinium enhanced magnetic resonance imaging following treatment with collagen hydrolysate: a pilot randomized controlled trial. Osteoarthritis and Cartilage, v. 19, n. 4, p. 399-405, 2011. 

KUMAR S, et al. A double-blind, placebo-controlled, randomised, clinical study on the effectiveness of collagen peptide on osteoarthritis. J Sci Food Agric. 2015 Mar 15;95(4):702-7.

BELLO AF & OESSE S. Collagen hydrolysate for the treatment of osteoarthritis and other joint disorders: a review of the literature. Curr Med Res Opin. 2006 Nov;22(11):2221-32.

ZDZIEBLIK D, et al. Improvement of activity-related knee joint discomfort following supplementation of specific collagen peptides. Appl Physiol Nutr Metab. 2017 Jun;42(6):588-595.

INSTRUÇÃO NORMATIVA – IN Nº 28, DE 26 DE JULHO DE 2018