Se você deseja cuidar da saúde das suas cartilagens e articulações, provavelmente já sabe que o colágeno tipo 2 é um ótimo aliado.

O colágeno é um produto que vem ganhando espaço na vida do consumidor brasileiro. O que muita gente acaba não percebendo é que existe mais de um tipo de colágeno no mercado.

Além disso, eles são popularmente conhecidos como Colágeno Tipo 1 e Colágeno Tipo 2, os quais possuem efeitos diferentes no nosso organismo.

Devido a diversidade de tipos e marcas disponíveis, escolher o melhor suplemento de colágeno para a saúde articular não é uma tarefa simples.

Pensando nisso, fizemos um passo a passo com 4 dicas para te ajudar a escolher a melhor marca de colágeno para as articulações e cartilagens. Confira:

1ª dica: Entenda a diferença do colágeno hidrolisado e peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado

O colágeno hidrolisado é um suplemento fonte de proteínas como outros. Mas seu único benefício é o aumento de proteínas na dieta. Sendo assim, ao comprar esse produto não terá benefícios específicos para pele, músculos ou articulações.

Enquanto os peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado é um suplemento que foi desenvolvido para objetivos específicos. Diferente do colágeno hidrolisado, os peptídeos são rapidamente absorvidos pelo organismo, se tornando ingredientes para o nosso corpo produzir colágeno.

Vários estudos já comprovaram a eficácia da suplementação com os peptídeos bioativo do colágeno hidrolisado. E além disso, benefícios como:

  • Melhora da aparência da pele
  • Saúde das articulações e cartilagens
  • Aumento da musculatura.

No rótulo dos suplementos os peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado podem ser descritos pelo nome comercial da matéria prima utilizada. Como a matéria prima registrada Peptan®, por exemplo.

2ª dica: Saiba a diferença entre peptídeos bioativo e proteína não desnaturada de colágeno tipo 2

O avançar da idade, associado aos hábitos de vida relacionados a rotina de exercícios físicos e alimentação inadequada, contribuem tanto para acelerar a degradação do colágeno em nosso corpo quanto para a redução da produção do colágeno endógeno. Por isso, após os 30 anos, a suplementação com colágeno é indicada.

Os suplemento a base de peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado servem para fornecer substratos para a produção do colágeno endógeno (próprio do corpo). E assim, contribuem para melhorar o mecanismo biológico que resulta na perda de colágeno natural.

A proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 ou ainda proteína não hidrolisada de colágeno tipo 2, é conhecida simplesmente como colágeno tipo 2. É um nutriente que atua especificamente nas articulações e cartilagens.

O colágeno tipo 2 desempenha importante função no mecanismo de defesa do corpo. E assim, ajuda a evitar a degradação do colágeno natural presente nas articulações e cartilagens.

No rótulo dos suplementos o colágeno tipo 2 pode deve ser descrito pelo nome comercial da matéria prima utilizada, como o B2Cool ou UC II, por exemplo.

Por caminhos biológicos diferentes, tanto os peptídeos bioativo quanto a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 ajudam a melhorar a saúde articular.

3ª dica: Escolha o produto com os ingredientes certos e nas quantidades adequadas

Na hora de escolher a melhor marca de colágeno para as suas articulações, confira a lista de ingredientes. Pois nela deve conter os ingredientes que de fato irão te trazer os benefícios. Sendo eles: os peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado e a proteína não desnaturada de colágeno do tipo 2.

Uma dica bacana é que a ordem das substâncias presentes é feita de maneira decrescente. Ou seja, os primeiros nomes são aqueles que estão presentes em maior quantidade seguido por aqueles em menor quantidade. E isso vale para qualquer produto, não apenas para suplementos.

Veja as variações de nomenclatura que você pode encontrar para o colágeno hidrolisado nos rótulos:

  • Colágeno hidrolisado + (nome da matéria prima).
  • Peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado + (nome da matéria prima).

Já a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 pode ser encontrada descrita como:

  • Proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 + (nome da matéria prima).
  • Proteína não hidrolisada de colágeno tipo 2 + (nome da matéria prima).
  • Colágeno tipo 2 + (nome da matéria prima).

Atenção:

  • As melhores marcas de colágeno tipo 2 oferecem suplementos que tenham “colágeno hidrolisado + (nome da matéria prima)” seguido de “colágeno tipo 2 + (nome da matéria prima)” como os primeiros ingredientes da lista.

Cuidado para não comprar uma versão que apresente apenas colágeno hidrolisado. Pois esse tipo de produto não tem especificidade para a cartilagem nem articulações.

Os estudos mostram que para se ter resultados positivos com a suplementação de colágeno para as articulações, é preciso tomar:

  • 10g de peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado e 40 mg de proteína não desnaturada de colágeno tipo 2
  • Por no mínimo, 12 semanas (3 meses). 

Sendo assim, um bom suplemento é aquele que oferece 10g de peptídeos bioativo de colágeno hidrolisado e 40 mg de proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 na porção indicada para o consumo.

Verifique no rótulo se o produto oferece essas quantidades na porção.

4ª dica: Prefira produtos puros, isentos de aditivos 

Confira todos os itens presentes na lista de ingredientes do produto e evite rótulos que apresentem muitos aditivos. Prefira produtos com o menor número possível de substâncias como saborizantes, corantes ou adoçantes artificiais.

Os aditivos são usados para deixar o produto mais aceitável ao paladar. Entretanto, a longo prazo podem prejudicar a saúde com o desenvolvimento de doenças metabólicas e até câncer. Portanto é fundamental que evite produtos com aditivos. Afinal, é justamente pensando na saúde que qualquer pessoa compra um colágeno para as articulações.

No geral, a melhor opção é o suplemento de colágeno sem sabor.

Dica bônus:

Por fim, vale ficar de olho também na marca do Colágeno Tipo 2. Isso porque esse é um suplemento vendido em pó e, por isso, é isento de registro próprio. E isso significa que nem todas as embalagens são fiscalizadas pela ANVISA. Sendo assim, a confiança na marca é essencial.

Não avalie o produto apenas pelo preço. Já que versões mais baratas do colágeno podem ter também menos qualidade, podendo até prejudicar a nossa saúde ao invés de ajudar. Pense nisso.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor suplementos de colágeno tipo 2?

 

Referências:

EFSA PANEL ON DIETETIC PRODUCTS, NUTRITION AND ALLERGIES (NDA). Scientific Opinion on the substantiation of a health claim related to VeriSol® P and a change in skin elasticity leading to an improvement in skin function pursuant to Article 13 (5) of Regulation (EC) No 1924/2006EFSA Journal, v. 11, n. 6, p. 3257, 2013.

ZDZIEBLIK, Denise et al. Improvement of activity-related knee joint discomfort following supplementation of specific collagen peptides. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism, v. 42, n. 6, p. 588-595, 2017.

LIAO, Chun-De et al. Effects of protein supplementation combined with resistance exercise on body composition and physical function in older adults: a systematic review and meta-analysis. The American journal of clinical nutrition, v. 106, n. 4, p. 1078-1091, 2017.