O colágeno é proteína mais abundante no corpo humano, representa cerca de 30% das proteínas no organismo. E o colágeno tipo 2 é diretamente relacionado à preservação das articulações. Será que a suplementação dessa proteína com vitamina C é interessante? Confira aqui.

O que é colágeno?

O colágeno é uma proteína animal, produzida pelo corpo humano, existente em 27 formas diferentes, que atuam dependendo do órgão ou tecido em que se encontram. Tem alta forca elástica, capacidade de hidratação e reabsorção.

Está presente principalmente nos tendões, ossos, veias, cartilagens, dentes, pele, músculos dos animais e seres humanos. Pode ser consumido através de alimentos de origem animal, como iogurte, carne vermelha, frango ou obtido por meio de suplementação.

Para que serve colágeno?

O colágeno tem como principal função manter a estrutura das células do corpo, ou seja, preservar órgãos e tecidos. Contribui para:

  • Manutenção da aparência pele
  • Hidratação da pele
  • Diminuição das linhas expressão e rugas
  • Fortalecimento dos músculos
  • Fortalecimento da cartilagem
  • Alivio dores nas articulações
  • Processos de cicatrização
  • Fortalecimento de unhas e cabelos

A proteína de colágeno é produzida naturalmente pelo corpo humano, porem após os 30 anos de idade, essa produção cai, aproximadamente 1% ao ano. Então, a partir dessa idade a suplementação é recomendada para evitar problemas relacionados a falta de colágeno, como artrite e artrose.

Qual o melhor colágeno?

É preciso entender que existem vários tipos de colágeno e cada um deles tem suas funções, então é necessário primeiro saber qual motivo para tomar colágeno e aí escolher o mais recomendável.

O colágeno pode ser encontrado de algumas formas: natural, que é o encontrado nos alimentos; hidrolisado, feito a partir de procedimentos químicos e os peptídeos bioativos, que são a menor parte da proteína de colágeno.  

O colágeno hidrolisado é produzido a partir de uma reação de hidrolise (quebra de partículas usando água a altas temperaturas), da proteína do colágeno. Pode ser chamado de não especifico, pois não tem função especifica no organismo, não causando também efeitos relevantes.

Já os peptídeos bioativos são feitos a partir da quebra do colágeno hidrolisado, sendo a menor parte da proteína. São chamados de específicos e são facilmente absorvidos pelo corpo, trazendo os benefícios da proteína de colágeno.

Além disso, existem os tipos de peptídeos, os do tipo 1 e do tipo 2. Os do tipo 1 auxiliam principalmente na manutenção da aparência da pele, os do tipo 2 atuam na preservação de cartilagens e articulações.

Peptídeos bioativos do colágeno tipo 2

O colágeno do tipo 2 é encontrado nas articulações e cartilagens, sua função é a manutenção desses tecidos no corpo e pode prevenir e tratar lesões.

É recomendado para pessoas acima dos 30 anos que já estão perdendo colágeno e acima dos 25 para prevenção do desgaste das articulações. 

É recomendada, também, para pessoas obesas, por sofrerem com desgaste nas articulações, causado pelo sobrepeso. E para pessoas com problemas nas articulações, como artrite e artrose, pois auxilia a reduzir dores.

Colágeno tipo 2 para quem faz exercício físico

Exercícios físicos podem gerar desgaste nas articulações, principalmente se feitos com frequência, praticantes de esportes, corrida e exercícios físicos em geral estão expostos a sofrer lesões na cartilagem. Por isso é recomendável que façam uso da suplementação com colágeno tipo 2, que reduz dores nas articulações e previne lesões e desgaste.

A quantidade recomendada de colágeno do tipo 2 para suplementação é de 10g ao dia, segundo estudos essa dose pode regenerar a cartilagem em até 82%. Além de reduzir dores de pacientes com osteoartrite no joelho ou quadril.

Colágeno tipo 2 e vitamina C

A vitamina C ou ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel (se dissolve em água), que contém inúmeros benefícios para o corpo humano, atua na pele, cabelos, sistema de defesa, além de ter ação oxidante.

Além disso a vitamina C é essencial na formação das fibras de colágeno em todos os tecidos. Ela é responsável por promover uma reação na prolina (aminoácido do colágeno) e transformar um colágeno maduro, só assim ele consegue exercer sua função.

Porém, ela atua apenas na produção de colágeno para a pele, o colágeno tipo 1, para o colágeno tipo 2 não há evidencias que afirmam que a vitamina C está relacionada com a sua produção, portanto a suplementação conjunta não é recomendada. Apenas é recomendável combinar vitamina C, em uma dose de 1000mg por dia com o colágeno tipo 1. 

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um suplemento de colágeno de altíssima qualidade específico para as articulações e cartilagens?

Referências:

SILVA, Tatiane Ferreira da; PENNA, Ana Lúcia Barretto. Colágeno: Características químicas e propriedades funcionais. Revista do Instituto Adolfo Lutz, p. 530-539, 2012.

GONÇALVES, Gleidiana Rodrigues et al. Benefícios da ingestão de colágeno para o organismo humano. Revista Eletrônica de Biologia (REB). ISSN 1983-7682, v. 8, n. 2, p. 190-206, 2015.

MANELA-AZULAY, Mônica et al. Vitamin C.Anais brasileiros de dermatologia, v. 78, n. 3, p. 265-272, 2003.

ABDULLAH, Muhammad; ATTIA, Fibi N. Vitamin C (Ascorbic Acid). In: StatPearls [Internet]. StatPearls Publishing, 2019

.