Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Como o lúdico pode ajudar o seu atendimento?

Como o lúdico pode ajudar o seu atendimento?

4 minutos de leitura

Em um cenário frequentemente associado à seriedade e ao profissionalismo, como o atendimento em consultórios de saúde e nutrição, é fácil subestimar o papel do lúdico.

No entanto, não só o lúdico pode ser aplicado eficazmente a adultos nesse contexto, como também pode trazer uma série de benefícios valiosos.

Neste post, exploraremos como o lúdico pode ser uma ferramenta valiosa no atendimento a adultos em consultórios de saúde e nutrição.

O lúdico no atendimento de saúde e nutrição

No universo da saúde e nutrição, a aplicação do lúdico se concentra em abordagens que envolvam, eduquem e motivem os pacientes a adotar hábitos mais saudáveis. Vamos agora explorar os benefícios específicos do lúdico neste contexto.

Benefícios do atendimento lúdico

Engajamento e adesão do paciente:

O uso de abordagens lúdicas pode aumentar o engajamento dos pacientes.

Atividades interativas e jogos educacionais tornam o processo mais envolvente, o que, por sua vez, melhora a adesão às orientações e tratamentos.

Compreensão e Retenção de Informações:

A informação de saúde e nutrição pode ser complexa. Abordagens lúdicas, como histórias interativas, podem facilitar a compreensão e a retenção de informações importantes por parte dos pacientes.

Desmistificação de Mitos e Crenças:

Jogos e atividades lúdicas podem ser usados para abordar mitos e crenças errôneas sobre saúde e nutrição.

Isso permite a desconstrução de ideias pré-concebidas e a promoção de informações baseadas em evidências.

Redução do Estresse e da Ansiedade:

Pacientes frequentemente experimentam estresse e ansiedade ao enfrentar problemas de saúde e nutrição.

Atividades lúdicas podem ajudar a aliviar essas emoções, tornando a experiência do paciente mais confortável.

Estratégias para Implementar o Lúdico no Atendimento

Agora, que compreendemos os benefícios do lúdico no atendimento de saúde e nutrição para adultos, vamos explorar estratégias específicas para sua implementação:

Jogo de Cartas Nutricionais:

Um exemplo de estratégia lúdica e que ajuda no tratamento dos pacientes são jogos de cartas. Neles, existem diversas perguntas que geram reflexão aos pacientes e ajudam a favorecer o processo nutricional.

Jogos nutricionais que podem ser usados durante o atendimento.

Quebra-cabeças de nutrição

Quebra-cabeças relacionados à nutrição pode ser uma atividade divertida e educacional. No exemplo abaixo, cada uma das peças representa um alimento e contém a porção indicada para consumo.

Quebra-peças com tema de alimentação

Histórias interativas de saúde

Criar histórias interativas que apresentem pacientes fictícios que enfrentam desafios de saúde e nutrição. Peça aos pacientes que tomem decisões para orientar o curso da história.

Calendário de desafios de nutrição:

Desenvolva um calendário mensal com desafios de nutrição. Cada dia oferece um novo desafio, como experimentar um novo vegetal ou beber mais água.

Tabela de recompensas de hábitos saudáveis:

Crie uma tabela de recompensas na qual os pacientes podem registrar seus hábitos saudáveis diariamente.

Ao atingir certos marcos, eles podem receber pequenas recompensas como mimos que podem ajudar no tratamento do paciente. Ex: garrafinhas de água, mini processadores, etc. Aqui, você pode deixar a sua imaginação e criatividade fluir.

Inclua o lúdico no dia a dia do atendimento

O lúdico no atendimento em saúde e nutrição para adultos pode ser uma ferramenta valiosa para melhorar o engajamento, a compreensão e a adesão do paciente.

Ao incorporar elementos lúdicos de maneira sensível e considerada, os profissionais de saúde podem criar uma experiência mais positiva e eficaz para seus pacientes.

Lembre-se de adaptar suas abordagens lúdicas de acordo com as necessidades e preferências individuais de cada paciente.

Comece a explorar o potencial do lúdico em seu consultório e ajude seus pacientes a alcançar uma saúde e nutrição mais equilibradas e saudáveis.

Quer saber mais?

5/5 - (1 voto(s))

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.