Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Quais os efeitos colaterais da Coenzima Q10?

Quais os efeitos colaterais da Coenzima Q10?

mulher segurando cápsulas
4 minutos de leitura

Os efeitos colaterais da coenzima Q10 mais comuns são náuseas, dores estomacais, vômitos, insônia e diarreia. Em casos raros, também pode haver dor de cabeça, fadiga, tontura, irritabilidade e sensibilidade à luz.

Por ser um nutriente naturalmente produzido pelo corpo humano, seus efeitos colaterais são raros. Esses sinais e sintomas podem ocorrer em casos de uso inadequado do suplemento.

O principal fator de uso incorreto é o consumo de dosagens acima do recomendado ou por pessoas que tem alguma contraindicação para coenzima Q10.

Outro ponto de atenção para evitar possíveis danos à saúde é escolher um suplemento seguro e de uma marca confiável.

É seguro tomar Coenzima Q10?

Sim! É seguro tomar coenzima Q10. Uma vez que essa substância está naturalmente presente no organismo, sendo bastante utilizada pelas células.

Além disso, também é possível obter o nutriente por meio dos alimentos, como atum, sardinha, amendoim, soja e semente de gergelim. 

Já o suplemento, por sua vez, é apenas uma maneira mais eficaz e rápida de manter os níveis adequados de coenzima Q10 no corpo. Sendo um método muito seguro e eficiente.

Pode tomar Coenzima Q10 todos os dias?

Não tem problema em tomar coenzima Q10 todos os dias, desde que o uso seja feito de forma adequada e com prescrição de um profissional.

De modo geral, o nutriente já existe no nosso corpo naturalmente. No entanto, o suplemento é uma forma de manter os níveis adequados para evitar deficiências.

Sendo assim, pode tomar CoQ10 todos os dias. Mas, é importante associar o suplemento a uma alimentação saudável e a prática regular de exercício físico.

Qual é a dosagem correta de Coenzima Q10 por dia?

A dose diária de coenzima Q10 costuma ser de 100 a 200 mg por dia. O que vai determinar a sua dose adequada são as suas necessidades nutricionais e estilo de vida.

Por isso, o ideal é consultar um médico ou nutricionista para que a dose seja ingerida de acordo com as suas particularidades.

Por que tomar Coenzima Q10?

Apesar de estar presente de forma natural em nosso corpo, a produção natural de coenzima Q10 pode sofrer declínio devido a alguns fatores, como:

  • má qualidade do sono;
  • envelhecimento natural;
  • má recuperação pós treino;
  • estresse oxidativo;
  • utilização de estatinas, como sinvastatina, pravastatina, lovastatina e fluvastatina;
  • alimentação rica em açúcar, gorduras, carboidratos simples, bebidas alcoólicas, refrigerantes e industrializados.

Então, a suplementação pode ser indicada para pessoas que se encontram em algum desses casos, com o intuito de normalizar os níveis de coenzima Q10 no organismo.

O que a Coenzima Q10 faz no corpo?

A coenzima Q10 é uma substância presente naturalmente no corpo. Podendo ser encontrada como ubiquinona (atua na produção de energia) ou ubiquinol (desempenha papel antioxidante).

Com isso, ela é importante para a síntese energética, proteção das células contra os radicais livres e o manejo da diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto e insuficiência cardíaca.

Além disso, a coenzima Q10 é caracterizada como um poderoso composto antioxidante. Desse modo, ela atua dentro das células e as protege de serem destruídas pelos radicais livres.

Quem não pode tomar Coenzima Q10?

O suplemento de coenzima Q10 é contraindicado para:

  • gestantes;
  • mulheres que estão amamentando;
  • crianças;
  • pessoas com doenças no fígado ou rins.

Além disso, indivíduos que utilizam remédios para diabetes, colesterol alto e pressão alta, devem fazer uso do suplemento somente com recomendação médica.

Para quem a coenzima Q10 é indicada?

A coenzima Q10 pode ser indicada para diversos grupos de pessoas, dependendo das necessidades individuais e objetivos para o uso do suplemento.

De modo geral, a coenzima Q10 pode ser recomendada para:

  • indivíduos que fazem tratamento com estatinas, pois esses fármacos tendem a reduzir a produção natural de coenzima Q10 no organismo;
  • pessoas com imunidade baixa e/ou falhas nas funções cognitivas, pois pode haver uma maior demanda da substância devido ao aumento do estresse oxidativo;
  • pacientes com doenças cardiovasculares, como hipertensão arterial e colesterol alto, desde que haja prescrição médica.

Quer saber mais?

Referências

JACOBS, M. A. P.; ACCURSIO, W. Coenzima Q10: Aplicações clínicas. BWS JOURNAL. v. 3, p. 1-7, 2020.

MARISCAL, F. M. G. et al. Coenzyme Q10 Supplementation for the Reduction of Oxidative Stress: Clinical Implications in the Treatment of Chronic Diseases. International Journal of Molecular Sciences. v. 71, n. 7870, p. 1-19, 2020.

PALLOTTI, F. et al. The Roles of Coenzyme Q in Disease: Direct and Indirect Involvement in Cellular Functions. International Journal of Molecular Sciences. v. 23, n. 128, p. 1-18, 2022.

4.3/5 - (6 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

2 comentários em “Quais os efeitos colaterais da Coenzima Q10?”

  1. Volney Viana Nogueira

    Tomei uma injeção de Q10 em dezembro de 2022 e desde então sinto dor na nádega aplicada, isso 9 meses após a aplicação. Parece ser uma dor no nervo ou tendão. Já fiz vários tratamentos e nada corrige. Então minha recomendação é não tomar a injeção.

    1. Olá, tudo bem?

      Se você está enfrentando dor persistente após uma injeção, é altamente recomendável que você consulte um médico ou profissional de saúde para avaliação e orientação adequadas.

      Dor persistente ou crônica após uma injeção pode ter várias causas possíveis, incluindo reações locais, irritações nos tecidos, inflamações ou outras condições médicas subjacentes. Um médico poderá avaliar sua situação de maneira adequada, considerando seu histórico médico, os detalhes da injeção e os sintomas que você está enfrentando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.