Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Coenzima Q10: benefícios, o que é e como usar

Coenzima Q10: benefícios, o que é e como usar

Mulher correndo em uma paisagem de outono
8 minutos de leitura

A coenzima Q10 (CoQ10), também conhecida como ubiquinona, tem funções similares às vitaminas, porém não faz parte desse grupo. 

Isso ocorre porque o corpo humano consegue produzir esse nutriente, enquanto as vitaminas precisam vir de fontes externas. No entanto, sua função é similar – a coenzima Q10 atua auxiliando enzimas na realização correta das reações químicas do organismo. 

É a partir dessa função que esse nutriente exerce todos os seus benefícios. Por conta a sua popularidade, atualmente a coenzima Q10 é o terceiro suplemento alimentar mais consumido, ficando atrás apenas do ômega 3 e dos multivitamínicos.

Tem interesse no assunto? Então continue a leitura e fique por dentro de todas as informações a respeito.

Para que serve a coenzima Q10?

O corpo humano possui cerca de 0,5 a 1,5 g do nutriente, presentes em quase todos os órgãos e tecidos. Apesar da principal fonte do nutriente ser a própria produção do organismo, alguns fatores o colocam em risco de deficiência.

Produção de energia

A coenzima Q10 é essencial para a produção de energia no corpo humano. Nas nossas células, existe uma estrutura chamada mitocôndria, responsável por esse processo e o principal local de encontro do nutriente.

A energia que produzimos é através da produção de um molécula chamada ATP, o verdadeiro combustível dos órgãos e tecidos. Sem a coenzima Q10, esse processo não se conclui.

Apesar de estar presente em quase todo o corpo, os locais de maior concentração são aqueles que precisam de mais energia, como o coração, o fígado, os rins e os músculos.

Papel antioxidante

Essa substância é reconhecida como um dos antioxidantes mais potentes presentes no corpo humano. Sua capacidade reside na habilidade de neutralizar os radicais livres que se formam em nosso organismo e têm o potencial de causar danos às células.

A coenzima Q10 desempenha um papel fundamental nesse processo, agindo na proteção das células e do DNA contra danos oxidativos. Além disso, ela tem a capacidade de restaurar a vitamina E após o seu uso, que é outro antioxidante essencial no organismo.

Em condições de saúde onde os danos oxidativos desempenham um papel significativo, como em doenças que afetam o cérebro e o coração, observa-se níveis baixos dessa substância em indivíduos, indicando sua importância como um componente protetor.

E quais são os benefícios da coenzima Q10?

Veja agora os 6 benefícios da coenzima Q10.

1. Melhora das funções cerebrais

A coenzima Q10 é uma substância crucial para a produção de energia no cérebro. Sendo também importante para o devido fluxo sanguíneo na região.

Dessa forma, ela está diretamente associada à melhora da memória, raciocínio, aprendizagem e concentração.

Além disso, o alto poder antioxidante da coenzima Q10 também é crucial para a prevenção e o tratamento de doenças neurológicas, como Alzheimer, Parkinson e demência.

2. Aumento da disposição e energia

Como a coenzima Q10 está presente nos processos metabólicos para a geração de energia, os seus níveis adequados nas células são importantes para o aumento da disposição.

Por outro lado, ela também pode melhorar a recuperação muscular e reduzir a fadiga durante os treinos, por conta de suas funções antioxidantes.

3. Prevenção do câncer

A coenzima Q10 desempenha um papel crucial na prevenção do câncer, atuando como uma poderosa defensora das células.

Assim, ela combate esse problema ao proteger as células contra os danos que os radicais livres causam.

4. Aumento da imunidade

A coenzima Q10 desempenha um papel significativo ao contribuir para a normalização dos níveis de vitamina E e vitamina C no organismo.

Essas vitaminas desempenham funções cruciais na produção de células de defesa e na manutenção do sistema imunológico, fortalecendo, assim, a resposta do corpo contra agentes patogênicos.

Além de seu papel como antioxidante protetor das células, a coenzima Q10 demonstra a capacidade de otimizar a absorção e a eficácia dessas vitaminas essenciais.

Isso destaca a sua importância não só na prevenção de danos oxidativos, mas também no suporte ao sistema imunológico, promovendo uma resposta mais robusta e eficiente contra ameaças à saúde.

5. Tratamento da fibromialgia

Graças às suas propriedades antioxidantes, a coenzima Q10 desempenha um papel relevante no alívio dos sintomas que se associam à fibromialgia, incluindo fadiga, dores musculares, ansiedade, depressão e comprometimento cognitivo.

Ao reduzir a carga de radicais livres e proteger as células contra danos, ela pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida de indivíduos que essa condição complexa afeta.

6. Prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares

A coenzima Q10 se mostra uma substância muito capaz de aprimorar o desempenho das veias e artérias, atuando de maneira eficaz na prevenção da formação de placas de gordura na corrente sanguínea.

Essa ação não apenas contribui para a melhora da circulação, mas também tem um papel crucial na prevenção de doenças cardiovasculares, incluindo infarto, AVC e hipertensão.

coenzima q10

Quais são as fontes de coenzima Q10?

A principal fonte de coenzima Q10 é a produção do próprio corpo. No entanto, podemos consumir diariamente esse nutriente por meio de fontes tanto vegetais quanto animais presentes em nossa alimentação.

Em cenários de deficiência ou na busca por aproveitar os benefícios dela, a suplementação assume um papel crucial como fonte adicional desse composto.

Alimentos com coenzima Q10

Não existe uma recomendação específica para o consumo diário de coenzima Q10, como é o caso das vitaminas. Mas estima-se que a ingestão através da dieta varia de 3,8 a 5,4 mg ao dia.

Por ser um nutriente solúvel em gorduras e presente em tecidos com alta demanda de energia, coração, fígado, músculo, sementes e óleos são os principais alimentos fontes de coenzima Q10.

QUANTIDADEALIMENTO FONTE
1 a 10 mg/kgVegetais, cereais e frutas
10 a 50 mg/kgCarne, peixe, castanhas e óleo
30 a 200 mg/kgCoração e fígado de animais

Suplementos de coenzima Q10

O consumo de coenzima Q10 através da suplementação é amplamente utilizado e considerado seguro. Testes em estudos científicos com doses altas não encontraram nenhum tipo de toxicidade.

Os suplementos são uma importante fonte do nutriente e são eficazes em restaurar os bons níveis do nutriente, além de proporcionar os benefícios em situações e quadro específicos.

Para quem é indicada a suplementação?

A suplementação de coenzima Q10 é aconselhada para indivíduos que apresentam deficiência desse composto, seja por conta de problemas genéticos na produção da enzima, processo natural de envelhecimento ou pelo uso de estatinas.

Além disso, é indicada como medida preventiva e terapêutica a doenças nas quais essa enzima desempenha um papel protetor.

A dosagem diária sugerida pode variar de 50 a 200mg. É essencial consultar um nutricionista ou um médico de confiança para determinar a dosagem mais adequada de acordo com as necessidades individuais.

Existem indicações e contraindicações para o uso?

A absorção da coenzima Q10 é otimizada quando feita durante as refeições, por conta de sua natureza lipossolúvel. Porém, embora essa recomendação seja a melhor, não é estritamente necessária; o essencial é garantir o consumo diário.

Como já falamos antes, a suplementação é considerada segura e não demonstra toxicidade. Por isso, não existem contraindicações para o uso.

No entanto, dosagens altas podem ocasionar sintomas gastrointestinais, como diarréias, flatulências e náuseas. Isso não acontece devido ao nutriente, mas por causa da gordura presente nas cápsulas, que é necessário para sua dissolução.

Gostou deste texto e quer continuar acompanhando as nossas notícias sobre saúde, nutrição e bem-estar? Então siga agora mesmo a Vhita no Instagram!

Quer saber mais?

coenzima q10

Referências

Arenas-Jal M, Suñé-Negre JM, García-Montoya E. Coenzyme Q10 supplementation: Efficacy, safety, and formulation challenges. Compr Rev Food Sci Food Saf. 2020 Mar;19(2):574-594.

4.1/5 - (44 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

8 comentários em “Coenzima Q10: benefícios, o que é e como usar”

  1. Cleoni Conceição Pacheco

    Estou tomando diariamente essa medicação, cerca de 10 dias..Li os benefícios que a coenzima Q10 proporciona..Vou aguardar os resultados previstos..

    1. Muitas pessoas tomam suplementos de CoQ10 por seus potenciais benefícios à saúde, que incluem suporte à saúde cardíaca, melhoria da função mitocondrial (que está relacionada à produção de energia celular) e propriedades antioxidantes que podem ajudar na saúde geral.

      Se você começou a tomar CoQ10 e está aguardando resultados específicos, é importante ter em mente que os efeitos podem variar de pessoa para pessoa. Além disso, os benefícios podem não ser imediatamente perceptíveis e podem se desenvolver ao longo do tempo com o uso contínuo.

      É sempre recomendável discutir o uso de suplementos com um profissional de saúde, como um médico ou nutricionista. Eles podem avaliar sua saúde geral, histórico médico e objetivos específicos para fornecer orientações personalizadas. Além disso, caso esteja utilizando a CoQ10 como parte de um plano de tratamento para uma condição médica específica, é crucial seguir as orientações do seu profissional de saúde.

      Lembre-se de que os suplementos não substituem uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável. Manter uma alimentação adequada, praticar exercícios físicos regularmente e adotar hábitos saudáveis são fundamentais para a promoção da saúde a longo prazo.

  2. Adalgiza Maria Pires.

    Uso diariamente Coenzima Q-10 que foi indicada pela minha nutricionista. Consumo 200 mg por dia. Após uso sinto-me disposta e a concentração ativada.
    Adalgiza Maria Pires, 75 anos.

    1. Oii Maria!

      A quantidade recomendada por dia pode variar de 50 a 200mg. Verifique com seu nutricionista ou médico a melhor dosagem de acordo com sua condição.
      A coenzima Q10 é melhor absorvida quando consumida junto a refeições, devido ao seu perfil de dissolução em gorduras. Porém, essa recomendação não é obrigatória, o importante é garantir o consumo diário 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.