O ômega 3 é uma gordura que precisamos consumir pela alimentação, visto que nosso corpo não é capaz de produzi-la. A suplementação dessa gordura essencial pode ser uma prática orientada por especialistas em nutrição e saúde, para garantir o volume satisfatório do nutriente para o organismo funcionar corretamente.

Se você está em busca de cápsulas de ômega 3 e avalia as informações nutricionais disponíveis no rótulo desses produtos, muito provavelmente deve ter percebido que, além do ômega 3, as cápsulas contam com a vitamina E em sua composição. Mas por que essa vitamina faz parte do suplemento? Nesse artigo, contamos tudo para você!

O que é a vitamina E?

A vitamina E, também chamada de tocoferol em alguns rótulos, é um nutriente que tem como principal característica a sua solubilidade em gordura – e por isso chamado de lipossolúvel. Essa vitamina tem como uma de suas funções a capacidade de agir como um antioxidante natural, combatendo a ação de radicais livres no organismo humano, como também em outras situações em que ela é envolvida.

Suas fontes naturais são facilmente consumidas na nossa rotina diária, visto que essa vitamina pode ser encontrada em produtos como os óleos vegetais, o azeite, grãos integrais, oleaginosas (como as nozes e castanhas), frutas, legumes e alguns tipos de carne.

Por que adicionar vitamina E nas cápsulas de ômega 3?

As gorduras, de maneira geral, são moléculas sensíveis à ação de fatores como a temperatura ou a presença de luz, podendo se oxidar com facilidade, mesmo em cápsulas de suplemento isolado. Para evitar que isso aconteça, a vitamina E (que é lipossolúvel, como afirmamos anteriormente) é adicionada à composição das cápsulas de suplementos de gordura, como as do ômega 3.

A vitamina E ajuda a garantir a estabilidade da cápsula, protegendo a estrutura das moléculas de ômega 3. Da mesma maneira, o ômega 3, por ser uma gordura, pode facilitar a absorção de vitamina E pelo organismo – um fator que também pode ser considerado como um dos benefícios do uso desse suplemento na alimentação.

De onde vem essa vitamina E das cápsulas?

A vitamina E adicionada nas cápsulas de ômega 3 podem vir de diferentes fontes vegetais, mas geralmente são obtidas através da soja, uma de suas mais populares e principais origens.

É preciso ficar atento ao tipo de soja que é utilizado pelos produtores da cápsula de ômega 3, visto que ela não pode ser transgênica ou sintética, pois não garantiria sua função protetora para a gordura essencial. Para saber a origem da soja usada no seu suplemento, é importante consultar o laudo técnico do produto a ser consumido, documento que valida a sua qualidade e segurança.

Essa suplementação pode garantir outros benefícios para a saúde?

A união da vitamina E com o ômega 3 pode ser uma ótima combinação para a sua saúde. Como ambos contam com ações anti-inflamatórias e antioxidantes para o organismo humano, o corpo pode ter reforçada a sua resposta inflamatória e seu sistema imunológico após o uso desses suplementos.

Mulheres também podem ser bastante beneficiadas com essa combinação, visto que a suplementação de ômega 3 e vitamina E pode ajudar a reduzir quadros inflamatórios da síndrome de ovário policístico. Além disso, essa dupla também pode ajudar a controlar sintomas de cólica menstrual e outras dores associadas ao período pré-menstrual.

Para indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 (aquela que não é insulino-dependente), a vitamina E pode ajudar a minimizar a ação de radicais livres produzidos pelo excesso de açúcar no sangue, enquanto o ômega 3 trabalha na melhora do colesterol e da circulação sanguínea.

A vitamina E e o ômega 3 são uma dupla que, além de garantir cápsulas de suplemento mais eficientes e seguras, podem fazer muito bem para a sua saúde.