Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Resveratrol para que serve?

Resveratrol para que serve?

mulher bebendo vinho fonte de resveratrol para que serve
6 minutos de leitura

Você ouviu falar sobre este suplemento e quer saber para que serve resveratrol? Então, continue a sua leitura até o final e aprenda tudo sobre este nutriente incrível!

O resveratrol é uma substância encontrada em alguns alimentos e plantas, cuja função é protegê-los do ataque de bactérias, fungos, toxinas e da radiação ultravioleta.

Mas, ele também pode trazer benefícios para a saúde humana.

Em nosso organismo, o resveratrol protege as células contra os danos provocados pelos radicais livres e atenua processos inflamatórios que podem levar a problemas de saúde.

Dessa forma, ele previne desordens metabólicas e é um ótimo aliado para combater o câncer e doenças degenerativas. Assim, ele ajuda no bom funcionamento de todo o corpo.

O que é resveratrol?

O resveratrol é um fitonutriente presente em algumas plantas e alimentos, sendo encontrado principalmente nas uvas roxas, no suco de uva integral, no vinho tinto e no cacau.

Além disso, ele também pode ser obtido por meio de suplementos. O que permite que o seu uso seja feito de forma mais facilitada. Uma vez que é preciso ingerir apenas 1 ou 2 cápsulas para garantir a dose diária recomendada.

Propriedades antioxidantes do Resveratrol

De modo geral, o resveratrol é uma substância com muitos benefícios para a saúde. Isso porque, devido ao seu alto poder antioxidante, ele ajuda a proteger as células do estresse oxidativo.

O que, por sua vez, regula os níveis de colesterol e açúcar no sangue, melhora a aparência da pele, previne doenças degenerativas, reduz dores, diminui os sintomas da TPM e da menopausa e previne alguns tipos de câncer (como próstata e cólon).

Impacto do Resveratrol na saúde cardiovascular

Alguns estudos têm demonstrado que consumir alimentos ricos em resveratrol diariamente pode contribuir para a boa saúde cardiovascular, bem como para a redução de doenças, como:

  • hipertensão arterial;
  • aterosclerose;
  • infarto;
  • insuficiência cardíaca;
  • AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Isso porque, acredita-se que o resveratrol desempenha um papel de protetor cardíaco.

Dessa forma, ele previne o coração de danos, e também protege os vasos sanguíneos de degenerações.

Além disso, o fitonutriente também melhora o fluxo sanguíneo, pois tem ação vasodilatadora, e regula os níveis do colesterol LDL no sangue.

Resveratrol e envelhecimento

O envelhecimento é um processo natural e fisiológico do corpo. Todavia, o estresse oxidativo e a radiação ultravioleta podem acelerar esta ordem, levando ao envelhecimento precoce.

Neste caso, o Resveratrol possui uma ação promissora contra as desordens que podem levar ao envelhecimento prematuro.

Consequentemente, ele ajuda a melhorar e prevenir rugas, sinais e linhas de expressão. Além de ser um grande aliado na melhora da celulite e na longevidade.

casal de idosos se exercitando

Resveratrol e saúde mental

Pesquisas recentes têm mostrado efeitos positivos do resveratrol no desempenho cognitivo e na prevenção e tratamento da depressão e ansiedade.

Isso ocorre devido às ações anti-inflamatórias do composto, que melhora a função cerebral e a síntese de neurotransmissores responsáveis pela sensação de felicidade, bem-estar, prazer e motivação.

Além disso, o resveratrol também pode contribuir para o manejo do estresse crônico, melhorando significativamente a saúde mental.

Resveratrol e saúde da mulher

O Resveratrol é um fitonutriente que gera muitos benefícios para a saúde da mulher, em todas as idades. Uma vez que ele ajuda a controlar o desequilíbrio hormonal feminino.

Durante a vida fértil, o resveratrol pode contribuir para a melhora dos sintomas da TPM, reduzindo cólicas, enxaqueca e indisposição.

Além disso, o composto também é uma grande aliado no tratamento da SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos).

Em síntese, a SOP é uma doença que pode levar à desregulação de hormônios na mulher, como o aumento de testosterona, levando a infertilidade, período menstrual irregular, acne e excesso de pelos no corpo e no rosto.

Com isso, alguns estudos têm demonstrado que o resveratrol é capaz de reduzir os níveis de testosterona.

Além de ajudar a melhorar a sensibilidade à insulina e regular os marcadores inflamatórios. O que reduz as desordens metabólicas de mulheres com SOP.

Já na menopausa, que é caracterizada pelo fim da vida reprodutiva, o resveratrol pode melhorar sintomas, como ondas de calor, irritabilidade, indisposição, infecções urinárias recorrentes, memória e insônia.

Alimentos ricos em resveratrol

O Resveratrol pode ser obtido através de vários alimentos, mas uma das suas melhores fontes é o vinho tinto. Isso porque, a bebida consegue concentrar uma grande quantidade de Resveratrol em apenas uma dose.

No entanto, é preciso consumir com moderação e, de preferência, recomendado por um médico ou nutricionista.

Outros alimentos fontes de resveratrol são:

  • uva roxa;
  • cacau;
  • suco de uva integral;
  • cranberry;
  • blueberry;
  • framboesa;
  • amora;
  • repolho roxo;
  • ameixa;
  • pistache;
  • chocolate amargo (no mínimo 70%);
  • mirtilo.

Qual alimento tem mais resveratrol?

Os alimentos que têm mais resveratrol são o vinho tinto e as uvas roxas, podendo encontrar em maior concentração nas cascas das uvas. 

Qual a dose ideal de resveratrol?

Até o momento, não há nenhuma diretriz que determine a dose ideal de resveratrol por dia.

Podendo ser entre 30 e 120 mg por dia. Lembrando que o recomendado é que não ultrapasse 5 g por dia.

De todo modo, o ideal é consultar um médico ou nutricionista para avaliar a dose mais adequada para o seu caso.

Como ingerir resveratrol naturalmente?

É possível ingerir resveratrol naturalmente através do consumo dos alimentos fontes, como uva roxa, mirtilo, blueberry, amora, ameixa e suco de uva integral.

Além disso, pode-se também recorrer ao vinho tinto, já que ele costuma ser mais concentrado em resveratrol.

Neste caso, o ideal é consumir 1 taça de 150 ml de vinho por dia ou conforme a orientação do seu médico ou nutricionista.

Por outro lado, o suplemento de resveratrol também é uma boa opção. Já que é possível consumir boas doses do composto em apenas 1 ou 2 cápsulas, o que facilita a ingestão no dia a dia.

Quem não deve tomar resveratrol?

O Resveratrol é contraindicado para grávidas, lactantes e crianças. Além disso, pessoas que fazem uso de medicamentos anti-inflamatórios, estatinas, anticoagulantes, anti-histamínicos e imunossupressores devem fazer o uso apenas com orientação médica.

Resveratrol tem efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais do Resveratrol ocorrem em casos de uso exagerado, podendo surgir sintomas como vômitos, náuseas e diarreia.

Quer saber mais?

Referências

LEAL, J. B. et al. RESVERATROL: COMPOSIÇÃO QUÍMICA E SEUS BENEFÍCIOS À SAÚDE. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. v. 11, n. 67, p. 620-629, 2017.

LI, H. et al. Resveratrol and Vascular Function. International Journal of Molecular Sciences. v. 20, n. 2155, p. 1-16, 2019.

MENG, T. et al. Anti-Inflammatory Action and Mechanisms of Resveratrol. Molecules. v. 26, n. 229, p. 1-15, 2021.

REN, B. et al. Resveratrol for cancer therapy: Challenges and future perspectives. Cancer Letters. v. 515, p. 63-72, 2021.ZHOU, D. et al. Effects and Mechanisms of Resveratrol on Aging and Age-Related Diseases. Hindawi. p. 1-15, 2021.

Avalie este post

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 4 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.