Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » 10 suplementos para menopausa e os seus benefícios

10 suplementos para menopausa e os seus benefícios

médico prescrevendo suplementos para menopausa
8 minutos de leitura

Existem alguns suplementos para menopausa que são muito eficazes na redução dos seus sintomas. Bons exemplos são a vitamina D, cálcio, vitamina E, ômega 3, zinco e fitoestrogênios.

No geral, esses nutrientes são muito eficazes no alívio dos efeitos da menopausa, como ondas de calor, irritabilidade, diminuição da libido, insônia e alterações no humor.

Todavia, é importante lembrar que os suplementos para menopausa devem ser tomados apenas com recomendação de um médico ou nutricionista. Uma vez que esses profissionais estão aptos a prescrevê-lo em doses ideais para cada caso.

Os principais suplementos que são bons para a menopausa

Conheça a seguir os 10 suplementos para menopausa que podem ser grandes aliados neste período!

1. Ômega 3

O ômega 3 é um dos melhores suplementos para menopausa por várias razões. 

Uma delas é que ele ajuda na melhora da concentração, raciocínio, memória e atenção, funções que podem sofrer alterações no climatério.

Além disso, ele também é eficaz na prevenção de doenças cardiovasculares, que as mulheres ficam mais expostas neste período da vida. Bem como é excelente para prevenir depressão, ansiedade e câncer de mama.

Conheça os suplementos de ômega 3 da Vhita!

ômega 3 vhita diferenciais

2. Cálcio

A menopausa aumenta as chances do desenvolvimento de doenças crônicas. Uma das principais é a osteoporose, doença na qual os ossos ficam frágeis e quebradiços.

Desse modo, o cálcio se torna um dos suplementos mais cruciais para a menopausa. Visto que ele é o mineral principal da composição óssea.

Além disso, deve-se também aumentar o consumo de alimentos fontes de cálcio na dieta. Bem como é importante tomar o suplemento junto com os alimentos para melhorar a sua absorção.

3. Vitamina D

A vitamina D também está envolvida com a melhora da saúde óssea e prevenção da osteoporose. Isso porque ela melhora a absorção e ação do cálcio no organismo.

Inclusive, se a vitamina D estiver baixa, pode ocorrer também a diminuição do cálcio no corpo. Por isso é recomendado suplementar os dois nutrientes juntos.

4. Fitoestrogênios

Os fitoestrogênios são substâncias com ações semelhantes aos estrogênios. Com isso, eles podem ajudar a diminuir os sintomas da menopausa, sobretudo as ondas de calor e irritabilidade.

No geral, os fitoestrogênios podem ser obtidos através de alguns alimentos, como feijão, amora, semente de gergelim, semente de linhaça, soja e os seus derivados, como tofu.

Quanto à suplementação, os fitoestrogênios podem ser encontrados em produtos como lecitina de soja e isoflavona.

5. Vitamina E

A vitamina E tem funções anti-inflamatórias e antioxidantes, as quais ajudam a minimizar os efeitos dos radicais livres.

Dessa forma, ela previne o envelhecimento precoce, fortalece o sistema imunológico, melhora a saúde da pele e previne doenças neurológicas, como Alzheimer e Parkinson.

6. Zinco

O zinco é um mineral com ação importante na manutenção das células de defesa, síntese de enzimas, formação de proteínas e cicatrização da pele.

Além disso, ele também tem alto poder antioxidante, sendo muito eficaz para prevenir doenças crônicas e envelhecimento precoce.

7. Polifenóis

Os polifenóis são compostos bioativos encontrados nas frutas, verduras e legumes. 

Eles têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, as quais ajudam na prevenção de doenças como diabetes, hipertensão arterial, trombose, infarto e osteoporose.

Por isso, é muito importante aumentar o consumo de alimentos naturais na dieta, e também utilizar esses nutrientes como suplementos para menopausa.

Alguns exemplos de polifenóis são:

  • resveratrol;
  • licopeno;
  • curcumina;
  • lignina; e
  • flavonoide.

8. Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B desempenham diversas funções no organismo, como melhorar a concentração e memória, aumentar a energia e disposição, atuar no metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas e previnir anemia e imunidade baixa.

Dessa forma, é muito importante que elas estejam em níveis equilibrados durante a menopausa. Assim, elas podem ser ingeridas tanto através da alimentação como por meio de suplementos.

9. Maca peruana

A maca peruana é um tubérculo nativo da região da Cordilheira dos Andes, no Peru. Ela tem sido bastante utilizada como uma alternativa natural para o aumento da libido, redução da fadiga e aumento da disposição e energia.

Isso acontece porque ela é considerada um alimento que estimula a produção hormonal no organismo. Logo, ela passou a ser um dos principais suplementos para menopausa.

10. Melatonina

Durante a menopausa, é muito comum ocorrer episódios de insônia. Seja devido às ondas de calor ou até mesmo à ansiedade ou irritabilidade, que podem surgir neste período.

Com isso, a melatonina pode ser uma grande aliada para melhorar a qualidade do sono. Uma vez que ela ajuda na regulação do ciclo circadiano e na sinalização do sono.

No entanto, é muito importante consultar um médico para que ele avalie se existe real necessidade de incluir esse suplemento em sua rotina e em quais doses.

melatonina vhita bom para menopausa

Outras técnicas para reduzir os sintomas da menopausa

Além desses suplementos, existem algumas técnicas que podem ser realizadas para melhorar os sintomas da menopausa. Confira abaixo!

Terapia de reposição hormonal

A terapia de reposição hormonal é um tratamento no qual é realizada a reposição de hormônios através de medicamentos prescritos por médicos especializados.

Vale lembrar que nem todas as mulheres na menopausa podem ou desejam fazer essa terapia. Por isso é essencial consultar o médico da sua confiança.

Exercício físico regular

A prática regular de exercício físico é muito importante para preservar a saúde óssea, melhorar a disposição e humor, prevenir as doenças crônicas, evitar a perda muscular e o aumento da gordura corporal.

Sendo importante ressaltar que essa fase também está associada à redução do metabolismo, o que facilita ainda mais o ganho de peso.

Acompanhamento psicológico

O acompanhamento psicológico na menopausa é fundamental para controlar a ansiedade, a irritabilidade e as constantes alterações no humor.

Inclusive, é muito importante estar atenta aos sintomas da menopausa, pois se você estiver se sentindo deprimida por mais de duas ou três semana, é preciso tratar mais a fundo com psicólogo e/ou psiquiatra. 

Higiene do sono

A higiene do sono são técnicas que visam melhorar a qualidade do sono e acabar com a insônia. 

Ela envolve ações como evitar o consumo de bebidas com cafeína à noite, diminuir a luminosidade ao anoitecer e criar uma rotina de sono.

Em resumo, esses suplementos são como super-heróis que ajudam a amenizar os momentos chatos da menopausa, como as ondas de calor e as alterações de humor. Nutrientes como vitamina D, cálcio, vitamina E, ômega 3, zinco e fitoestrogênios são, então, essenciais nesse assunto.

Mas antes de tomar sem prescrição, é importante consultar um médico ou um nutricionista, porque cada pessoa é diferente e o que funciona para uma pode não ser interessante para outra.

E além dos suplementos, fazer exercícios regulares, ter sessões de terapia com um psicólogo e cuidar do sono são ações muito importantes para um dia a dia mais saudável e produtivo.

Enfim, o negócio é não encarar a menopausa como um problema. Com a ajuda certa, dá para passar por essa fase tranquila e continuar aproveitando a vida.

Gostou deste artigo e quer continuar aprendendo sobre saúde e qualidade de vida com a gente? Então siga a Vhita no Instagram pra ficar por dentro de tudo o que importa.

Quer saber mais?

banner omega 3 vhita bom para menopausa

Referências

AGOSTINI, D. et al. Muscle and Bone Health in Postmenopausal Women: Role of Protein and Vitamin D Supplementation Combined with Exercise Training. Nutrients. v. 10, n. 1103, p. 1-21, 2018.

CHEN, L. R.; CHEN, K. H. Utilization of Isoflavones in Soybeans for Women with Menopausal Syndrome: An Overview. International Journal of Molecular Sciences. v. 22, n. 3212, p. 1-23, 2021.

GENOVESE, M. I. et al. Avaliação do teor de isoflavonas de “suplementos nutricionais à base de soja”. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. v. 39, n. 2, p. 159-167, 2003.

REAL, S. C. SUPLEMENTOS DE CÁLCIO NA PÓS-MENOPAUSA E EVENTOS CARDIOVASCULARES. Revista Portuguesa de Clínica Geral. v. 24, n. 1, p. 109-111, 2008.

4.5/5 - (2 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.