Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Tiamina: Saiba tudo sobre a vitamina B1

Tiamina: Saiba tudo sobre a vitamina B1

mulher tomando suplemento falsificado
7 minutos de leitura

A tiamina, também chamada de vitamina B1, é um micronutriente essencial para o nosso corpo.

Isso acontece porque o organismo não consegue produzi-la naturalmente. Então, é preciso ingeri-la por meio da alimentação ou de suplementos.

Nos alimentos, a tiamina pode ser encontrada em frutas, feijões, cereais integrais, folhosos verdes escuros, peixes e carne vermelha.

Ela é considerada um nutriente crucial para o equilíbrio do corpo humano. Uma vez que atua em diversos processos vitais.

Veja a seguir tudo que você precisa saber sobre a tiamina e tire todas as suas dúvidas!

O que é e para que serve a tiamina?

A tiamina é um micronutriente que faz parte do grupo das vitaminas do complexo B.

Assim como as outras vitaminas desta classe, ela desempenha um papel muito importante no metabolismo dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras).

Isso porque, ela atua como um cofator para a atuação de diversas enzimas que metabolizam esses nutrientes.

Por essa razão, um dos principais sinais da deficiência de vitaminas do complexo B é o cansaço. Uma vez que os macronutrientes são responsáveis por fornecer energia às nossas células.

Sendo assim, se eles não são metabolizados adequadamente, uma das consequências é a sensação de fadiga e indisposição.

Além disso, a tiamina também se destaca por algumas funções especiais, como:

  • regula o humor;
  • contribui para a saúde cardiovascular;
  • protege o cérebro;
  • melhora a digestão;
  • fortalece a imunidade;
  • preserva a saúde dos olhos;
  • previne anemia megaloblástica sensível à tiamina.

Qual a função da vitamina B1 no cérebro?

A tiamina exerce uma ação neuromoduladora quando em contato com o cérebro, permitindo que a sua estrutura fique preservada e protegida da ação dos radicais livres.

Por essa razão, a vitamina B1 é associada à melhora das funções cognitivas, como memória, foco, atenção e raciocínio.

Bem como, o nutriente parece ser um grande aliado para a prevenção e retardo da progressão de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, Parkinson e esclerose múltipla.

Para que serve a tiamina para o cabelo?

Por melhorar a circulação sanguínea no couro cabeludo, a tiamina contribui para o crescimento capilar. Já que permite que os nutrientes cheguem aos folículos com mais facilidade.

Além disso, a vitamina é um poderoso antioxidante. Dessa forma, ela protege os fios de quebras e quedas causadas pelos radicais livres.

Alimentos ricos em tiamina

  • Amendoim;
  • Arroz integral;
  • Atum;
  • Brócolis;
  • Carne de porco;
  • Carne de boi;
  • Castanha de caju;
  • Castanha do Pará;
  • Couve;
  • Espinafre;
  • Feijão carioca;
  • Feijão preto;
  • Fígado de boi;
  • Gema de ovo;
  • Leite de vaca;
  • Milho;
  • Rúcula;
  • Salmão;
  • Sardinha.

Qual a ingestão diária recomendada de tiamina?

A ingestão diária recomendada de tiamina depende da idade e gênero de cada indivíduo, conforme mostra a tabela abaixo:

Bebês de 0 a 6 meses0,2 mg
Bebês de 6 a 12 meses0,3 mg
Crianças de 1 a 3 anos0,5 mg
Crianças de 4 a 8 anos0,6 mg
Meninos de 9 a 13 anos0,9 mg
Meninos de 14 a 18 anos1,2 mg
Homens acima de 19 anos1,2 mg
Meninas de 9 a 13 anos0,9 mg
Meninas de 14 a 18 anos1,0 mg
Mulheres acima de 19 anos1,1 mg
Grávidas de 14 a 18 anos1,4 mg
Grávidas acima de 19 anos1,4 mg
Lactantes de 14 a 18 anos1,4 mg
Lactantes acima de 19 anos1,4 mg

O que acontece com a falta de tiamina?

A falta de tiamina pode gerar diversos distúrbios no organismo. No começo, pode-se perceber alguns sintomas mais leves, como cansaço excessivo, alterações no humor, gripes e resfriados frequentes, memória fraca e raciocínio lento.

Caso a deficiência se agrave e não seja tratada a tempo, a situação pode piorar, levando a doença Beribéri, que afeta os músculos, nervos, cérebro e coração.

Qual a doença provocada pela falta de vitamina B1?

A doença Beribéri é uma enfermidade relativamente rara causada pela deficiência de vitamina B1 (tiamina).

Como a tiamina atua no processo de produção de energia e no metabolismo de outros nutrientes, a sua carência leva a Beribéri, que, por sua vez, afeta as funções cardiovasculares e neurais.

Na maioria dos casos, ela acontece devido a uma alimentação inadequada, pobre em vitaminas e minerais, em conjunto com o consumo excessivo de carboidratos refinados e bebidas alcoólicas.

Essa doença costuma ser mais comum na população em situação de insegurança alimentar, praticantes de exercícios intensos, crianças, idosos e grávidas.

Os sintomas comuns da doença Beribéri são perda de apetite, insônia, fadiga, irritabilidade, inchaço nas pernas, prisão de ventre, problemas cardíacos, indisposição, dificuldade de respirar e problemas de memória.

O tratamento é feito a partir do uso de suplementos à base de vitamina B1 com o objetivo de normalizar os níveis do nutriente no corpo.

Além disso, o tratamento também requer mudança no estilo de vida do indivíduo, com a melhora na alimentação e acompanhamento com nutricionista.

Quem precisa tomar tiamina?

A tiamina é indicada para os grupos de pessoas mais sensíveis a terem deficiência desse nutriente.

Como é o caso de grávidas, idosos, obesos, crianças, atletas, pessoas que consomem bebidas alcoólicas em excesso e pacientes com problemas intestinais crônicos.

De todo modo, o ideal é consultar um médico ou nutricionista para avaliar se a suplementação é necessária no seu caso.

Por quanto tempo devo tomar tiamina?

O tempo de uso da tiamina depende de diversos fatores, como nível da carência, estilo de vida, alimentação, idade, entre outros.

Por isso, o melhor é buscar o auxílio médico ou nutricional para fazer o uso da forma correta, e evitar o consumo excessivo.

Quem não precisa tomar tiamina?

A tiamina não é necessária para pessoas que mantém uma dieta saudável e, consequentemente, possuem uma ingestão adequada de vitamina B1, não possuindo deficiência desse nutriente.

A tiamina pode causar efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais da tiamina ocorrem devido ao uso exagerado, geralmente provocado pelo consumo sem orientação de um profissional.

Os sintomas comuns são: diarreia, náuseas, vômitos e dores abdominais.

Quer saber mais?

Referências

FOOD AND NUTRITION BOARD, INSTITUTE OF MEDICINE, NATIONAL ACADEMIES. Dietary Reference Intakes (DRIs): Recommended Dietary Allowances and Adequate Intakes, Vitamins.

MROWICKA, M. et al. The importance of thiamine (vitamin B1) in humans. Bioscience Reports, v. 43, p. 1-18, 2023.

OSPINA, C. A. C.; MESA, M. O. N. B Vitamins in the nervous system: Current knowledge of the biochemical modes of action and synergies of thiamine, pyridoxine, and cobalamin. CNS Neuroscience & Therapeutics, v. 26, p. 5-13, 2020.

SMITH, T. J. et al. Thiamine deficiency disorders: a clinical perspective. Annals of the New York Academy of Sciences Journal, v. 1498, p. 9-28, 2021.

THOMAZ, K. C. V. et al. ALCOOLISMO E DEFICIÊNCIA DE TIAMINA ASSOCIADAÀ SÍNDROME DE WERNICKE-KORSAKOFF. Revista UNINGÁ, v. 20, n. 3, p. 94-100,  2014.

5/5 - (1 voto(s))

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.