Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Spirulina em pó ou em cápsula: Qual a melhor opção?

Spirulina em pó ou em cápsula: Qual a melhor opção?

dois recipientes com spirulina em pó
7 minutos de leitura

A Spirulina em pó é um suplemento alimentar feito a partir da Spirulina, uma cianobactéria encontrada tanto em água doce quanto em água salgada.

Com isso, o seu destaque está em sua coloração verde azulada ou azul. Bem como, por ser rica em nutrientes, como aminoácidos essenciais, ômega 3, antioxidantes, vitaminas e minerais.

Por essa razão, a Spirulina é utilizada há milênios. Uma vez que ela apresenta diversos benefícios à saúde.

Sendo, inclusive, uma ótima opção para veganos e vegetarianos, já que contém alto teor de proteínas vegetais.

Para que serve a Spirulina em pó?

A Spirulina é uma cianobactéria fonte de diversos nutrientes importantes para o bom funcionamento do nosso corpo.

Logo abaixo, você conhecerá alguns dos seus benefícios para a saúde:

1 – Ajuda no tratamento da anemia 

Por conter altos níveis de ferro, a Spirulina é uma importante coadjuvante no tratamento e prevenção da anemia.

Visto que o ferro é um mineral essencial para a melhora dos níveis de hemoglobina no sangue.

2 – Ação anti-inflamatória e antioxidante

Dentre os seus nutrientes, um composto que se destaca é a ficocianina, que trata-se de um composto ativo presente na Spirulina.

Com isso, a ficocianina desempenha papéis anti-inflamatórios e antioxidantes no organismo.

O que, por sua vez, protege as células contra os efeitos dos radicais livres e da inflamação crônica.

Portanto, a Spirulina em pó pode ser uma grande aliada no controle de doenças inflamatórias crônicas, como artrite, enxaqueca, gastrite, esofagite, entre outras.

3 – Reduz os sintomas de rinite alérgica

Alguns estudos têm demonstrado que a spirulina desempenha uma ação positiva na redução dos sintomas de rinite alérgica.

Isso se deve porque ela ajuda a aliviar os espirros, a congestão, o corrimento e a coceira nasal.

Vitamina C para gripe

4 – Opção para veganos e vegetarianos

Por ser rica em proteínas vegetais, ferro e vitamina B12, a Spirulina em pó é uma ótima opção para ser incluída na dieta de veganos e vegetarianos.

Visto que esses indivíduos tendem a ter uma carência destes nutrientes, pela falta do consumo de carnes e alimentos de origem animal.

5 – Normaliza os níveis de colesterol e triglicerídeos

Um dos principais benefícios da spirulina é melhorar o perfil lipídico em pessoas que estão com níveis desregulados de colesterol LDL (o “ruim”) e triglicerídeos no sangue.

Além disso, ela também pode aumentar a produção de colesterol HDL (o “bom”), prevenindo complicações como infartos e AVCs.

6 – Controla os níveis de açúcar no sangue

Apesar de ser preciso mais estudos em humanos, algumas pesquisas têm demonstrado que a Spirulina pode regular os níveis de açúcar no sangue.

Sendo, então, uma boa alternativa para melhorar a glicemia de pessoas com pré-diabetes ou diabetes.

7 – Regula a pressão arterial

Algumas evidências sugerem que a spirulina pode favorecer a síntese de óxido nítrico, um vasodilatador que ajuda a regular a pressão arterial.

Por conta disso, o suplemento de spirulina em pó pode ser um coadjuvante no tratamento da pressão alta. Mas, é preciso mais estudos para confirmar este efeito.

8 – Melhora a resistência muscular

Por ser rica em nutrientes antioxidantes, a Spirulina ajuda a melhorar a resistência muscular durante os exercícios de alta intensidade.

Uma vez que ela retarda a fadiga muscular causada pela acidez láctica.

9 – Fortalece o sistema imunológico

A spirulina contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico, pois auxilia na produção de glóbulos brancos, células responsáveis por manter o nosso organismo protegido de bactérias, fungos e vírus maléficos.

Spirulina em pó ou em cápsulas: qual é a melhor?

No geral, tanto a spirulina em pó como a spirulina em cápsulas possuem as mesmas funções no organismo.

Por isso, a escolha entre elas deve ser feita baseada nas suas preferências individuais.

Em síntese, a Spirulina em pó costuma ser mais barata e pode ter uma absorção mais rápida.

No entanto, por ter um aroma e sabor mais proeminentes, algumas pessoas têm dificuldade para utilizá-la dessa maneira.

Já a Spirulina em cápsulas, por sua vez, costuma ser mais cara. Mas é mais prática de consumir no dia a dia e tem o aroma menos proeminente.

De todo modo, o ideal é sempre avaliar o rótulo do suplemento para certificar se ele é de boa qualidade.

Uma vez que alguns produtos podem vir acompanhados de muitos aditivos sintéticos, e a spirulina deve ser completamente natural.

Como saber se a spirulina em pó é verdadeira?

Para começar, deve-se sempre investigar a procedência do suplemento. Neste caso, o recomendado é pesquisar o site do fabricante e avaliar o controle de qualidade e a sua política.

Além disso, verifique também se a marca possui certificado de segurança fornecido pela Anvisa. Bem como, depois de adquirir o produto, observe se ele veio lacrado e se tem o cheiro fresco e cor vibrante.

Caso o odor esteja muito forte e estiver com a cor opaca, pode ser um sinal de que a spirulina em pó está estragada.

Como devo consumir a Spirulina em pó?

A Spirulina em pó pode ser consumida com água, sucos ou outros alimentos. Na maioria dos casos, recomenda-se o uso pela manhã em jejum, junto com um shot matinal ou apenas com água.

Quanto à dose recomendada, o ideal é que seja entre 500 mg a 3 g.

No entanto, deve-se consultar um médico ou nutricionista para fazer o uso da Spirulina em pó da forma adequada para o seu caso.

Quanto tempo a Spirulina em pó começa a fazer efeito?

Os efeitos da spirulina em pó costumam acontecer a partir da 12ª semana de uso. Portanto, o uso deve ser contínuo e diário para começar a observar os resultados.

Pode tomar Spirulina em pó todos os dias?

Sim! Não há nenhuma contraindicação quanto ao tomar Spirulina em pó todos os dias. Mas, para isso, o consumo deve ser orientado por um médico ou nutricionista.

Isso porque, o uso inadequado pode gerar efeitos colaterais, como vômitos, náuseas, diarreia e dores abdominais.

Em casos raros, também pode haver vermelhidão na pele, inchaço na língua e coceira.

Sendo assim, caso perceba algum desses sintomas, interrompa o uso imediatamente e consulte um médico.

Quer saber mais?

Referências

DINICOLANTONIO, J. J.; BHAT, A. G.; OKEEFE, J. Effects of spirulina on weight loss and blood lipids: a review. Open Heart. v. 7, p. 1-7, 2020.

LEPE, M. A. H. et al. Spirulina y su efecto hipolipemiante y antioxidante en humanos: una revisión sistemática. Nutrición Hospitalaria. v. 32, n. 2, p. 494-500, 2015.

MACHOWIEC, P. et al. Effect of Spirulina Supplementation on Systolic and Diastolic Blood Pressure: Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Nutrients. v. 13, n. 3054, p. 1-12, 2021.

SORRENTI, V. et al. Spirulina Microalgae and Brain Health: A Scoping Review of Experimental and Clinical Evidence. Marine Drugs. v. 19, n. 293, p. 1-12, 2021.ZAMORA, C. et al.  Consumo de Spirulina spp. (Arthrospira) como una alternativa en la nutrición humana. Una Revisão bibliográfica. Revista de Investigación Académica sin Frontera. v. 10, n. 26, p. 1-28, 2017.

5/5 - (1 voto(s))

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 18 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.