Home » Grávida pode tomar colágeno? Veja os benefícios e os riscos

Grávida pode tomar colágeno? Veja os benefícios e os riscos

colágeno para gestante

Grávida pode tomar colágeno? 

Você já consumia colágeno antes de saber que se tornaria a mais nova mamãe? Ficou na dúvida se grávida pode tomar colágeno?

Ou ainda não consumia, mas ficou interessada nos benefícios e não sabe se pode tomar?

Então fique ligada nesse texto pois aqui você vai tirar todas essas dúvidas e saber quais são os benefícios e os riscos que um suplemento de colágeno pode trazer para a sua saúde e beleza.

Então, grávida pode sim tomar colágeno! Uma vez que os estudos publicados até o momento não apresentaram efeitos colaterais como consequência da suplementação de colágeno.

Além disso, se você busca esse suplemento com o objetivo de evitar a flacidez, elasticidade, e também todos os benefícios para a pele, cabelos e unhas, saiba que apenas um suplemento de colágeno possui esse efeito.

Dica: Se a sua ideia é tomar o colágeno para ter esses benefícios, e prevenir o aparecimento de estrias durante o período da gestação, o suplemento de colágeno recomendado são os peptídeos bioativos de colágeno tipo 1.

Em síntese, diferente do suplemento de colágeno hidrolisado comum, que não consegue atuar no corpo de modo específico, os peptídeos bioativos de colágeno tipo 1, vão atuar diretamente na beleza e saúde da pele.

Benefícios do colágeno para grávidas 

Os principais benefícios do colágeno para as grávidas são os mesmos que encontramos para todas as mulheres.

Como resultado do consumo regular dos peptídeos bioativos de colágeno temos: 

  1. Diminuição da flacidez e das rugas,
  2. Diminuição do grau da celulite,
  3. Fortalecimento das unhas, 
  4. Mais força e brilho para os cabelos, e
  5. Melhora da hidratação e elasticidade da pele.

Para todos esses benefícios, os estudos realizados, que encontraram esses benefícios, recomendam a suplementação diária de 2,5 g de colágeno, por pelo menos 8 semanas (2 meses).

Riscos de consumir colágeno durante a gravidez

O único risco de consumir colágeno durante a gravidez é de não obter os resultados desejados, por não consumir o tipo de colágeno certo.

Mas pode ficar tranquila, que além dos estudos não terem encontrado nenhum tipo de efeito colateral, o colágeno não é considerado um agente causador de alergias.

Agora, é importante destacarmos aqui que para você conseguir os efeitos desejados para a saúde e beleza da pele você deve optar por um produto de qualidade, ou seja, ele deve conter a matéria-prima Verisol.

Você pode estar se perguntando: por que essa matéria-prima Verisol?

Sobretudo o motivo é que o Verisol é a única matéria prima que possui estudos científicos para comprovar os seus resultados. Por essa razão, os nutricionistas e médicos, indicam marcas de suplementos na qual a formulação seja a base do colágeno Verisol. 

Então anota aí as dicas básicas:

Recomendação do melhor colágeno para grávidas:

Primeiramente verifique se o produto é formulado com a matéria-primia Verisol, que são peptídeos bioativos de colágeno do tipo 1 patenteados por uma empresa Alemã chamada Gelita

Em seguida, certifique-se de que o produto contém a quantidade mínima necessária de Verisol por dia, que é de 2,5 gramas por porção.

E lembre-se que os efeitos podem ser percebidos a partir de 8 semanas de consumo diário. Porém é importante você saber também que o tempo de consumo vai depender do seu objetivo, se é para a melhora da pele, cabelos ou unhas.

Dessa maneira, você vai garantir a segurança do suplemento e as maiores chances de ter os melhores resultados com o suplemento!

Do mesmo modo, evite qualquer outro suplemento que fuja dessas recomendações. Além disso, fique de olho no rótulo do suplemento que está em dúvida, pois não basta ser Verisol. 

Em outras palavras, o ideal é que além de ser um colágeno Verisol, o suplemento também seja livre de aditivos químicos em sua composição e outros nutrientes. 

Por fim, com todas essas dicas, você pode ficar tranquila para consumir o seu suplemento de colágeno para a pele e aproveitar ao máximo a sua gravidez sem medo e com uma pele linda!

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor colágeno para a pele?

Referências:

ADDOR, Flávia Alvim Sant’Anna. Influence of a nutritional supplement containing collagen peptides on the properties of the dermis. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 7, n. 2, p. 116-121, 2015.

VHITA. Quais são os riscos do consumo de colágeno?. São Paulo, 24 de novembro de 2020.

VHITA. Qual o melhor tipo de Colágeno: diferenças e para que servem. São Paulo, 26 de novembro de 2020.

 

 

4 comentários em “Grávida pode tomar colágeno? Veja os benefícios e os riscos”

  1. Giselle Santos de Oliveira

    Bom dia, estou no início da gestação e sempre fiz uso do colágeno hidrolisado, esse mencionado por vcs é específico para ser feito em manipulação, ou eu acho em farmácias tradicionais?

      1. Olá tudo bem eu estou grávida e gostaria muito de tomar colágeno mas estou com medo. Qual o melhor e onde posso encontrar. Desde já muito obrigada

        1. Olá Viviane, tudo bem contigo?

          Grávidas e mulheres que estão em fase de amamentação podem tomar colágeno sem problemas. O consumo do colágeno ajuda na prevenção e diminuição de estrias, flacidez e celulite, mas força e brilho para os cabelos e melhora a hidratação e elasticidade da pele.

          Recomendamos o Collagen Vhita e pode encontrar nesse link = https://www.vhita.com.br/products/collagen-colageno-verisol-comprimido-po

          Seguem orientações de uso também como complemento: 😊

          Dose: 3 gramas ao dia ( na sua versão em comprimido são 3 unidades e na sua verão em pó são 3 gramas que equivale a 2 medidores).

          Forma de consumo: o consumo do colágeno pode ser feito dividido ao longo do dia ou em um único período.

          Tempo mínimo de suplementação: 8 semanas.

          Melhor horário: não existe um melhor horário, pode ser consumido em qualquer período do dia.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *