Quem tem gastrite pode tomar Ômega 3?

| | ,

A suplementação  de ômega 3 promove diversos benefícios à saúde, e para gestantes e crianças com transtorno do espectro autista, conhecido popularmente como autismo, o ômega 3 é muito importante.

Para as gestantes existem diversos estudos relacionando a suplementação de ômega 3 relacionado com a melhora do  desenvolvimento fetal, peso ideal ao nascer, menor tempo de internação após o parto e também menor risco de complicações durante a gestação. 

Enquanto para as crianças com transtorno do espectro autista  é visto uma melhora da interação social, desenvolvimento da linguagem mais cedo, e também melhora de sintomas comportamentais.

Porém para esses públicos também são comuns alguns sintomas gastrointestinais, como gastrite e refluxo. Além de gestantes e crianças com autismo, os desconfortos gastrointestinais também são comuns em outros grupos populacionais como idosos, por exemplo.

Veja a seguir a relação entre esses sintomas e a suplementação de ômega 3: 

E para saber mais sobre o ômega 3 confira esse vídeo:

O que é gastrite?

A gastrite é definida como uma inflamação que pode ocorrer agudamente ou crônica na região das mucosas do estômago provocando grandes desconfortos na região abdominal. 

Os sintomas mais comuns relacionados a gastrite envolvem: dor e queimação abdominal, azia, náusea e vômitos. Porém outros sintomas podem estar relacionados, sendo necessário sempre um diagnóstico médico para confirmação.

Quem tem gastrite pode tomar ômega 3?

Como mencionamos anteriormente, iremos mostrar a relação dos sintomas envolvendo a gastrite para gestantes e crianças com o transtorno do espectro autista e como o suplemento age com relação aos sintomas comuns da gastrite.

Gestação e sintomas gastrointestinais associados ao ômega 3

Um estudo publicado em 2007, avaliou 57 gestantes e mulheres com crianças de até 6 meses, para avaliar se a suplementação de ômega 3 era bem aceita, e se não causaria efeitos colaterais.

Metade das mulheres tomaram ômega 3 enquanto a outra metade não tomou. Pois o objetivo era comparar os seguintes sintomas: tontura, diarreia, náusea, enjoo, dificuldade em respirar, gosto ruim na boca, azia, refluxo e cansaço. 

Já que esses sintomas são comuns na gestação e  estão relacionados ao diagnóstico de gastrite. Como resultado, não encontraram nenhuma diferença no número total de sintomas entre os grupos. Portanto, a suplementação de ômega 3 é bem aceito por grávidas, não piorando sintomas de desconforto gastrointestinais. 

Apesar de terem encontrado alguns sintomas nas pessoas que tomavam suplementos de ômega 3, eles não foram associados com a suplementação e sim por algum outro motivo não controlado durante o estudo.. 

Isso comprovou que o ômega 3 não provoca nenhum tipo de efeito colateral para os  públicos estudados quando suplementado nas doses recomendadas. 

Transtorno do espectro autista e sintomas gastrointestinais associados ao ômega 3

Para essas crianças é comum sintomas de desconforto gastrointestinais, como a gastrite. Porém o ômega 3 é uma terapia alternativa muito utilizada e sem associação com a piora desses sintomas.

Mas é importante ressaltar que todo tipo de suplementação utilizado deve ser informado para os profissionais de saúde envolvidos no cuidado dessas crianças. Já que esses profissionais podem dar orientações ainda melhores para como realizar o tratamento. 

 O mais interessante é que tanto para as crianças quanto para as gestantes, o ômega 3 não piora os desconfortos gastrointestinais , e não interfere no tratamento com outros suplementos.

Dicas para evitar desconfortos gástricos associados ao Ômega 3

Apesar de muitos estudos não mostrar piora para essas populações, quando analisamos individualmente, a população em geral, casos de náuseas, diarreia e enjoo são relativamente comuns. 

 Veja 3 dicas que vão te ajudar muito a evitar os desconfortos gastrointestinais quando se toma  ômega 3:

  1. Não consuma ômega 3 em jejum;
  2. Prefira consumir o suplemento de ômega 3 junto às principais refeições;
  3. Evite consumir muito líquido no momento em que for tomar o suplemento.

Quer saber mais?

 

Referências:

NATH, Debdeep. Complementary and alternative medicine in the school-age child with autism. Journal of Pediatric Health Care, v. 31, n. 3, p. 393-397, 2017.

FREEMAN, Marlene P.; SINHA, Priti. Tolerability of omega-3 fatty acid supplements in perinatal women. Prostaglandins, Leukotrienes and Essential Fatty Acids, v. 77, n. 3-4, p. 203-208, 2007.

 «Gastritis». The National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK). 27 de novembro de 2013. Consultado em 10 de julho de 2019.

 
Anterior

Colágeno antes ou depois do treino?

Colágeno específico para os músculos? Recomendações e benefícios

Próximo

6 comentários em “Quem tem gastrite pode tomar Ômega 3?”

  1. Nossa eu tenho gastrite nunca tinha pensado se o ômega 3 pode ajudar ou melhorar!! Ainda bem que não tem esta contra indicação, bem legal o texto!!
    Ômega 3 é muito bom para mim, tanto para a memória, para recuperação muscular e também para funcionar o intestino! Eu amo!!!

    Responder
    • Pode continuar usando tranquilamente =) Ficamos feliz em poder ajudar!
      Qualquer dúvida que tiver ainda sobre o ômega 3, estamos a disposição =)

      Responder
  2. Bom dia.gostaria de saber se a pessoa que tem.Hernia de Hiato pode tomar omega 03.

    Anteciosamente:Maria santos

    Responder
  3. Boa Noite Eu Tomo O Ômega 3 Trinta Minutos Antes Do Almoço E Trinta Minutos Antes Do Jantar Esta Correto?
    Ou Esta Errado Alguém Pode Me Responder Por Favor Obrigado

    Responder
    • Bom dia Aparecida!
      Tudo bem?
      Você sente algum desconforto ao consumir ômega 3 dessa forma? Se não sentir, está perfeito! Pois não existe uma recomendação de melhor horário, desde que você consuma a dose recomendada, está certinha 🙂
      Nossa dica é sempre consumir realmente próximo de refeições grandes e evitar consumir em jejum.
      Qualquer dúvida Aparecida,
      Estamos à disposição!

      Responder

Deixe um comentário