Com as crescentes afirmações de benefícios envolvendo a prática do jejum, será que tomar ômega 3 em jejum também potencializa seus benefícios ao organismo?

Saiba aqui por especialistas a opinião sobre o jejum através do conhecimento científico.

Posso tomar ômega 3 em jejum?

Para essa pergunta, ainda não foi feito nenhum tipo de estudo científico para investigar se há algum benefício ou malefício. Por esse motivo, o correto a se fazer é buscar opinião de médicos e nutricionistas. E para esses profissionais, não é recomendado tomar ômega 3 em jejum. 

A recomendação atual é do consumo de ômega 3 junto as refeições principais. Já que em refeições como almoço e jantar, o ômega 3 irá auxiliar no aproveitamento de vitaminas e evitar refluxo.

Tomar ômega 3 em jejum emagrece?

Para que possa acontecer o emagrecimento, só existe uma regra: consumir menor quantidade de calorias do que as necessárias pelo organismo durante o dia. Ou seja, desde que ao final do dia a soma das calorias de todos os alimentos ingeridos seja menor do que as que você necessita diariamente, haverá emagrecimento.

Isso acontece de forma independente da qualidade nutricional. Por exemplo, uma pessoa pode emagrecer ingerindo apenas 1 fast food por dia, já que as calorias fornecidas nessa refeição não são as mínimas necessárias para a manutenção do seu peso.

Mas isso jamais será uma recomendação, pois é de pouca valia emagrecer com uma alimentação pobre em nutrientes. E que pode resultar até mesmo em quadros de desnutrição por falta de vitaminas e minerais importantes para o corpo.

Portanto, não podemos afirmar que tomar ômega 3 em jejum emagrece. O que os cientistas descobriram com relação a ômega 3 e emagrecimento, é que ele pode ser utilizado de forma secundária no tratamento de obesidade. Isso porque ele auxilia no controle da inflamação causada pelo excesso de peso, mesmo não sendo um nutriente termogênico.

Tomar ômega 3 em jejum faz mal?

Segundo o órgão National Institutes of Health em ficha técnica publica para profissionais da área da saúde sobre a segurança do ômega 3, afirmam que:

“Em geral, os efeitos colaterais foram menores, principalmente de natureza gastrointestinal (como diarreia), e relatados por menos de 7% dos indivíduos. Os suplementos não foram associados a eventos adversos graves como morte, doença com risco de vida, incapacidade significativa ou deficiência”.

Ou seja, não há grandes riscos de modo geral, porém não é uma boa estratégia consumir em jejum. Para evitar esses desconfortos gastrointestinais, consuma sempre associado as grandes refeições como mencionado anteriormente.

Posso tomar ômega 3 em jejum intermitente

Pode, aproveite os momentos de grandes refeições durante o jejum intermitente para suplementar ômega 3 e ter os seus benefícios. Portanto, independente da forma em que realiza o jejum, consuma junto com uma refeição grande.

Como tomar ômega 3

A recomendação atual de ômega 3 varia de 0.6 a 1.2mg por dia, além de consumir com grandes refeições, procure por suplementos com altas concentrações de EPA e DHA. E, quanto menor a quantidade de capsulas por porção menor a chance de ter algum efeito colateral da sua suplementação.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar um ômega 3 de altíssima qualidade?

Para conhecer um ômega 3 de qualidade e com certificação internacional comprovando ser livre de contaminação de metais pesados e diversos laudos técnicos de qualidade, conheça o Ômega 3 da Vhita!

Referências:

National Institute of Health. Omega-3 Fatty Acids and Health. 10/2005 <https://ods.od.nih.gov/factsheets/Omega3FattyAcidsandHealth-HealthProfessional/> Acessado em: 21/06/2019.

BUCKLEY, Jonathan D.; HOWE, P. R. C. Anti‐obesity effects of long‐chain omega‐3 polyunsaturated fatty acids. Obesity reviews, v. 10, n. 6, p. 648-659, 2009.