O ômega 3 é uma gordura essencial, não produzida pelo nosso corpo, por isso, precisamos consumir através da alimentação ou suplementação.

Ele é responsável por coordenar uma série de reações para controlar processos inflamatórios em nosso metabolismo, sendo indispensável para a saúde. Diversos estudos já comprovaram a eficácia desse nutriente para a função cerebral, prevenção de doenças do coração, câncer, tratamento do diabetes tipo 2, depressão, melhora do desempenho físico e outros. 

Por se tratar de uma gordura, uma das perguntas mais frequentes sobre ela é se o “ômega 3 emagrece?”. Se você também gostaria de saber, continue lendo o post, pois vamos esclarecer a relação entre o ômega 3 e o processo de emagrecimento.

Sobrepeso e Obesidade

A alimentação inadequada associada a hábitos de vida sedentários contribuem para o aumento dos índices de sobrepeso e obesidade retratados atualmente na população mundial.

O consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras e açúcares simples, tem se tornado cada vez mais frequente e representa um risco à saúde por originar diversos problemas inflamatórios no metabolismo do indivíduo, e facilitar o desenvolvimento de doenças crônicas como diabetes mellitus tipo 2, aumento dos níveis de triglicerídeos e risco de doenças cardiovasculares.

A projeção segundo a ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e, 700 milhões obesos. Além disso, se estima um número de 75 milhões de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo.

Ômega 3 no organismo

Os primeiros indícios de que o ômega 3 poderia trazer benefícios ao organismo surgiram na década de 70, quando pesquisadores americanos observaram que a população de esquimós que viviam da pesca, apresentavam uma incidência muito menor de doenças cardiovasculares do que aqueles com o estilo de vida diferente. 

O fato é que uma alimentação a base de peixes proporciona uma alta dosagem de ômega 3 no corpo, e há várias evidências que relacionam esse nutriente a uma diminuição da produção de compostos inflamatórios, responsáveis por desencadear as doenças relacionadas a obesidade. 

Uma série de pesquisas foram e ainda são publicadas a respeito do uso do ômega 3 para a perda de peso, e os resultados apresentados oferecem um leque para seu uso como ajudante no tratamento de patologias relacionadas a obesidade. 

Ômega 3 emagrece?

Por si só, consumir ômega 3 não irá te fazer perder peso. Ele auxilia no controle de inflamações causadas pelo excesso de peso, porém ele não é um nutriente termogênico, ou seja, não acelera o metabolismo.

Os estudos mostram que em conjunto a uma alimentação equilibrada e atividade física, o ômega 3  otimiza os mecanismos celulares envolvidos na queima de gordura, proporcionando benefícios para a saúde em relação a perda de peso.

Onde encontrar Ômega 3?

É facilmente encontrado em alguns peixes, como salmão e sardinha, e a parte deles que possui a maior concentração é a capa de gordura presente na pele, por isso é importante que ela não seja retirada na hora do preparo. Além dos peixes, o ômega 3 também pode ser encontrado em alguns alimentos de origem vegetal, como linhaça, chia, nozes e amêndoas.

Outra maneira de ingerir o nutriente, é através da suplementação. Com os costumes da alimentação ocidental, se torna difícil alcançar as necessidades ideais para o corpo, por isso, cada vez mais o mercado oferece produtos com mais qualidade.