Colágeno é uma proteína que compõe 25 a 30% do corpo e é encontrado principalmente nos tendões, ossos, veias, cartilagens, dentes, pele, músculos e córnea dos olhos. Portanto, os alimentos fontes desse nutriente são de origem animal.

A perda do colágeno resulta no aparecimento de rugas, pele flácida, artrose e a perda de músculos.

Com tantas variedades que o mercado oferece, é comum que apareçam algumas dúvidas na hora de comprar o seu suplemento de colágeno. Seja para as unhas, pele, articulações ou por outro motivo, é muito importante conhecer o produto e ter certeza da sua eficácia.

Veja 4 dicas para escolher a melhor marca de colágeno hidrolisado para a sua pele:

Neste texto iremos explicar todos os pontos que você precisa observar antes de comprar o colágeno. Para facilitar a sua leitura, separamos alguns tópicos com as dúvidas mais frequentes:

 

O ponto de partida para definir qual é o suplemento de colágeno ideal para você e suas necessidades é saber o motivo pelo qual você está buscando o produto.

Vamos lá, você está em busca de um suplemento por recomendação de um nutricionista?

Para a manutenção da saúde ou para tratar algum problema específico? Se sim, qual é esse problema: pele ou articulações?

Todas essas questões precisam ficar claras para te direcionar ao produto certo. A princípio, pode parecer exagero, mas existem diversos tipos de colágeno disponíveis no mercado – alguns, inclusive, que são direcionados especificamente para tratar e beneficiar a pele, por exemplo. E neste caso, se o seu problema for nas articulações, você não terá o resultado esperado.

 

 

Por que tomar colágeno

Conhece aquele ditado que diz “tudo nessa vida tem prazo de validade”? Pois bem, ele também faz muito sentido na hora de descrever o interior do nosso corpo. Todas as células e moléculas possuem um certo tempo de vida limitado, e quando chega a hora, são destruídas e substituídas por outras.

Isso acontece a todo instante dentro no nosso corpo, e é fundamental que se tenha uma boa quantidade de proteína disponível para que esse processo ocorra de forma adequada.

O colágeno é uma macromolécula produzida pelas células do nosso corpo e o principal nutriente responsável pela formação e sustentação dos tecidos. Com o processo natural do envelhecimento, as células reduzem o ritmo da produção do colágeno, porém o organismo não reduz o mecanismo de destruição do colágeno velho, fazendo com que essa conta fique negativa.

A longo prazo, essa situação reflete na perda de integridade dos tecidos, evidenciando a aparência envelhecida da pele, nas dores articulares e na perda de massa magra.

Estudos mostram que a suplementação com colágeno melhora a produção em até 65% do colágeno pelas células do corpo, atrasando o processo fisiológico do envelhecimento. Essa é a principal razão pela qual muitos profissionais da saúde têm indicado o uso dos suplementos de colágeno para a manutenção da saúde ou tratamentos específicos.

Não há contraindicação para o consumo dos suplementos de colágeno, portanto, é importante conhecer sobre o produto para exigir um suplemento de qualidade na hora de comprar.

 

 

Suplementação de colágeno

O colágeno é uma proteína produzida pelo corpo humano e animal e que possui vários tipos, ou seja, existem diferentes formas de colágenos. Ainda não há um consenso na literatura sobre a quantidade certa, mas a média se aproxima de 25 a 28 tipos de colágeno.

No entanto, muitos estudos comprovam que eles podem trabalhar sozinhos ou em conjunto e em diversos locais de atuação. Isso quer dizer que pode ser que uma região contenha mais de um tipo de colágeno ou apenas um agindo na formação dos tecidos e órgão do nosso corpo.

Dentre os diversos estudos realizados a respeito da proteína e sua suplementação, foi validado que dois tipos de colágeno, o tipo 1 e o tipo 2, quando oferecidos em forma de peptídeos bioativos, podem proporcionar grandes benefícios para a saúde e estética da pele e reconstrução das cartilagens e articulações, respectivamente.

Como reflexo dessa evidência, inúmeras empresas do ramo da suplementação se interessaram em formular produtos com esses nutrientes em forma isolada.

Processo de fabricação do colágeno

Como mostra na figura abaixo, o primeiro passo do processo de fabricação do suplemento é a extração do colágeno das fontes do nutriente – normalmente suínos ou bovinos, depois a proteína passa por um processo de quebra e passa a ser chamado de colágeno hidrolisado, um tipo de colágeno não específico para nenhuma região do corpo.

Nessa fase, ele já pode ser comercializado em forma de suplemento, mas pode ir além e passar por mais um processo, em que será nomeado de peptídeos bioativos e se tornar específico para as regiões descritas na imagem e ser absorvido com mais rapidez pelo metabolismo de quem ingere.

colágeno hidrolisado melhor marca

Diagrama da origem da produção do colágeno e tipos de suplementos disponíveis.

Ou seja: existem duas categorias de suplementos de colágeno: o hidrolisado e os de peptídeos bioativos. Conheça melhor a diferença entre eles:

 

 

Colágeno Hidrolisado

Um suplemento composto de colágeno hidrolisado contém proteínas de colágeno de origem animal que passou por um processo industrial conhecido como hidrólise térmica, onde as estruturas da proteína são quebradas em pedaços menores, o que facilita a absorção pelo organismo de quem consome.

A decorrência deste suplemento no corpo se assemelha com a do colágeno natural que é consumido através dos alimentos, pois irá estimular a produção de proteínas inespecíficas para qualquer região do corpo que esteja mais necessitada.

Embora não seja a primeira opção, este tipo de suplemento é muito indicado para quem adota dietas com o objetivo de ganhar massa muscular e perder gordura.

Uma boa opção é a combinação com o whey protein, por exemplo, se uma pessoa já toma whey em alguma refeição e precisa incluir mais proteína, o suplemento de colágeno entra nesse cardápio, pois, além de suprir a demanda do nutriente, o colágeno também ajuda a diminuir o custo financeiro da dieta.

 

 

Peptídeos Bioativos de Colágeno

Os peptídeos bioativos são feitos a partir de colágeno extraído da mesma matéria-prima que o colágeno hidrolisado e quebrado em pedaços, só que nesse caso o colágeno passa por mais processos de quebra antes de estar pronto para ser comercializado.

A diferença quando comparado ao colágeno hidrolisado então, é que os peptídeos bioativos são fragmentados em estruturas menores ainda e de baixo peso molecular, são capazes de penetrar na corrente sanguínea de quem os consome sem que haja esforço do metabolismo, além disso, os peptídeos bioativos são específicos para alguma região do corpo.

Veja, a seguir, os principais tipos de peptídeos bioativos de colágeno recomendados para tratamentos específicos:

Peptídeos bioativos de colágeno do tipo 1

  • Encontrado na pele, nos tecidos conjuntivos e até na córnea, esse é o colágeno mais abundante do nosso corpo. A suplementação com o colágeno tipo 1 normalmente é utilizada para fins estéticos e já foi cientificamente comprovado que ele beneficia a elasticidade da pele, diminui as rugas, celulites, melhora a aparência do cabelo e fortifica as unhas.

  • Uma informação relevante é que esse tipo de colágeno foi patenteado por uma empresa que o denominou Verisol, portanto, se for buscar por um colágeno para a pele, procure este nome.

  • Outro suplemento feito à base de peptídeos bioativos do tipo 1 é o Bodybalance, que também foi patenteado e estimula o metabolismo dos músculos.
    A suplementação com Bodybalance ajuda a
    tratar e prevenir a sarcopenia (perda de músculo enfrentada por idosos) e, por isso, é indicado para induzir o ganho de massa magra, principalmente em idosos ou indivíduos com baixa quantidade de proteína na dieta.
    Além disso, também pode ajudar no processo de recuperação e cicatrização de cirurgias.

A diferença entre o Verisol e o Bodybalance consiste, basicamente, no número de quebras enzimáticas da proteína, o que torna um específico para a pele e o outro para os músculos.

Colágeno do tipo 2

O colágeno tipo 2 é a proteína mais presente nas regiões das cartilagens e articulações, portanto, alguns suplementos de colágeno podem ajudar a cuidar da saúde articular. 

Os suplementos estimulam a produção de colágeno para regiões que resistem à grandes pressões, como os olhos, cartilagens, articulações e discos invertebrais. É recomendado para  prevenir ou tratar lesões nas cartilagens e articulações, como artrite e artrose. Sendo assim, o seu uso é indicado, principalmente, para atletas, praticantes de exercício físico e indivíduos com sobrepeso e obesidade.

Há 3 tipos de suplementos de colágeno com alegações de benefícios para as articulações e cartilagens:

  • Peptídeos de colágeno hidrolisado específico para as articulações

O suplemento com alegação funcional de especificidade para as articulações, é feito com peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado tipo 1 e não há um mecanismo biológico celular relacionado a melhora da produção de colágeno tipo 2.

Mesmo sem a presença de peptídeos bioativos de colágeno tipo 2, esse tipo de suplemento oferece substrato para a produção de colágeno geral, o que pode indiretamente influencia a produção de colágeno tipo 2.

Todos os suplementos a base de peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado são feitos 95% de colágeno tipo 1 e 5 % de colágeno tipo 3, ou seja, são predominantemente de colágeno tipo 1.

  • Proteína não desnaturada de colágeno tipo 2

Também conhecida por proteína não hidrolisada de colágeno tipo 2 ou simplesmente colágeno tipo 2, é a única proteína específica para a saúde articular.

Tem ação específica no sistema imunológica evitando a inflamação fisiológica existente nas articulações e cartilagens que são exacerbadas com atividades relacionadas ao estilo de vida.

  • Peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado + proteína não desnaturada de colágeno tipo 2

É a melhor composição para um suplemento de colágeno para as articulações. Os peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado tipo 1  oferecem substratos para a reposição do colágeno naturalmente perdido, e a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2 combate a inflamação prevenindo o desgaste das articulações e cartilagens.

Esse tipo de suplemento estimula a produção de colágeno para regiões que estão expostas a grandes pressões, como os olhos, as cartilagens, articulações e os discos invertebrais.

Ele é recomendado para cuidar da saúde ou tratar lesões nas cartilagens e articulações, como artrite e artrose. Seu uso é indicado, principalmente, para atletas, praticantes de exercício físico, indivíduos com sobrepeso e obesidade ou com lesões articulares.

– 

 

 

Colágeno hidrolisado ou peptídeo bioativo?

Lembra das perguntas do início do texto? Portanto, a escolha vai depender do seu objetivo, podendo até incluir todos os tipos em uma mesma dieta. Os peptídeos bioativos são mais indicados porque são facilmente absorvidos pelo organismo e respondem melhor a desejos específicos. Confira na Figura 2 um resumo sobre as diferenças entre os tipos de colágeno:

colágeno hidrolisado melhor marca

Diferença entre os tipos de colágeno na produção de benefícios para o corpo humano.

 

Além da especificidade, outro aspecto importante para considerar no momento da escolha são os aditivos como carboidratos, corantes, aromatizantes e adoçantes, que podem acompanhar o colágeno nos suplementos, e a longo prazo, podem prejudicar a saúde de quem consome.

Além disso, há certa polêmica entre os profissionais da saúde sobre a necessidade de suplementação de vitamina C junto com colágeno. Entenda como identificar todas essas questões a seguir:

   

 

Aditivos

Para deixar o produto mais agradável, alguns suplementos possuem outros ingredientes adicionados, tais como sabor, aroma, adoçantes e gomas, além do próprio colágeno.

É comum que em pontos de venda de produtos naturais ou lojas de suplementos, você encontre suplementos de colágeno hidrolisado com esses aditivos.

Porém já é comprovado que o consumo contínuo de alguns desses ingredientes pode causar sérios danos ao metabolismo, portanto, o ideal é procurar por suplementos de colágeno isentos de aditivos.

 

 

Suplementação de colágeno com ou sem vitamina C?

Algumas marcas optam por incluir a vitamina C na composição do suplemento de colágeno, você sabe o motivo?

A vitamina C é um micronutriente fundamental para a produção de colágeno em nosso corpo, mas não é sempre que a sua combinação no suplemento é necessária. O primeiro ponto é que sua alimentação precisa ser avaliada por um nutricionista, o profissional mais capacitado para esclarecer essa questão.

Contudo, podemos adiantar que a quantidade recomendada de ingestão diária para a vitamina C não é alta e pode ser facilmente alcançada através da alimentação, com o consumo de frutas, verduras e legumes. O que faz com que, normalmente, não seja necessário suplementar vitamina C.

 _

 

 

Qual colágeno escolher?

Vamos relembrar os 3 pontos mais importantes dos cuidados que você precisa ter na hora de escolher um bom suplemento de colágeno:

  1. OBJETIVO: Defina o seu objetivo, se o seu foco é tratar a pele, articulações, músculo ou apenas reposição proteica;

  2. TIPO: Para uma melhor absorção e resultado, prefira os produtos desenvolvidos com peptídeos bioativos de colágeno do tipo 1 ou 2 (e não o colágeno hidrolisado comum);

  3. MATÉRIA-PRIMA: É fundamental conhecer a matéria-prima usada pelo marca do suplemento e certificar que tenha comprovação científica.

Dica: as marcas que usam produtos de qualidade sempre vão disponibilizar os estudos como um diferencial do produto. 

Produtos de colágeno com estudos científicos e comprovações:

  •  VERISOL: 

Colágeno com foco na saúde da pele, unhas e cabelos com resultado em 8 semanas. Dica de produto: o Collagen Vhita é 100% puro e composto por Verisol, peptídeos bioativos específicos para a pele;

  • BODY BALANCE:

Colágeno focado no ganho de massa magra e prevenção e tratamento de sarcopenia.  Dica de produto: Body Vhita é um suplemento de peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado para quem busca potencializar o ganho de massa muscular e deseja melhorar seu desempenho de força e resistência;

  • Colágeno tipo 2: 

Foco no tratamento e prevenção das articulações. Dica de produto: Agil Plus Vhita é um suplemento feito com peptídeos bioativos de colágeno e proteína não desnaturada de colágeno tipo 2, específico para a manutenção, prevenção e reposição da proteína das articulações, cartilagens e estrutura óssea. 

QUAL MELHOR MARCA DE COLÁGENO HIDROLISADO? 

Existem muitos tipos de colágeno, com diferentes apresentações, benefícios e matéria-prima, no entanto, escolher a melhor marca irá depender primeiramente das suas necessidades.

Se você quer apenas complementar o nutriente, para melhorar a pele, ou para articulações, por exemplo. Por isso é essencial entender como o seu suplemento irá agir.

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor colágeno para a pele?

Colágeno hidrolisado melhor marca - Collagen vhita.