O colágeno é uma proteína importante na constituição do nosso corpo, representando 25% dele. É um nutriente responsável pela firmeza da pele e das cartilagens e também está presente no tecido que sustenta vários órgãos, chamado tecido conjuntivo. O colágeno é uma proteína que pode ser adquirida por meio da alimentação ou suplementação, em que possui diferentes categorias e são direcionadas para uma área/função do corpo específica.

A suplementação com o colágeno é uma tentativa de sobrepor o efeito da queda na produção desta proteína pelo nosso corpo, que pode ter início aos 25 anos. Entre seus benefícios estão desde a prevenção de doenças como artrose, até evitar o envelhecimento precoce da pele. Leia mais a seguir e descubra detalhes sobre o uso de colágeno.

Quando iniciar a suplementação?

A queda na produção endógena de colágeno começa geralmente aos 25 anos, quando começamos a perder cerca de 1% de colágeno por ano. Nessa idade, se a pessoa tiver uma dieta balanceada e rica em proteínas ainda não é necessária a reposição. Por outro lado, se houver abuso de exposição solar, de doces, estresse e cigarro, pode ser necessário iniciá-la. Entre os sintomas da diminuição do colágeno estão inclusos unhas e cabelos mais frágeis, rugas e estrias na pele, e até mesmo ossos e articulações mais fracas.

Além do fator natural da diminuição da produção de colágeno pelo corpo, alguns fatores externos também podem influenciar na suplementação da proteína, como a prática de exercícios físicos e esportes intensos, dores nas articulações e problemas como artrose, em caso de queda, lesão muscular, fratura ou cirurgia, o colágeno pode ser um ótimo aliado no processo de recuperação, pessoas que não possuem uma boa capacidade de absorção proteica, e até mesmo por questões estéticas, para adiar o envelhecimento e manter a beleza da pele, do cabelo e das unhas.

Qual a dose indicada de colágeno?

Colágeno não é tudo igual, além de estarem disponíveis para suplementação na forma de cápsulas, em pó ou em comprimidos, também são diferenciados pelo benefício que realizará ao corpo, por exemplo, existe o colágeno tipo 1, que traz benefícios para a pele, e o tipo 2, indicado para articulações.

O pozinho pode vir em sachês ou num pote com medidor, e a dose diária recomendada depende de cada objetivo e de cada matéria-prima, pois cada uma é baseada em uma literatura científica diferente. O Collagen, por exemplo, que é constituído de Verisol, tem consumo de 3g por dia, mas é importante sempre consultar um profissional responsável para avaliar o melhor tipo de colágeno e a dose ideal para o seu objetivo.

Colágeno qual o melhor

Qual o melhor momento para tomar Colágeno?

O colágeno pode ser ingerido de forma regular em qualquer horário do dia. Entretanto, é bom evitar a ingestão do colágeno próximo ao período de consumo de álcool, pois o efeito da proteína pode ser danificado.

Agora que você já sabe a importância do colágeno para o corpo e as inúmeras vantagens da sua reposição, procure um profissional especializado se achar que necessita repor essa importante proteína.

Quer conhecer um colágeno de altíssima qualidade e aproveitar os melhores benefícios que ele pode entregar para a sua pele? Confira 5 diferenciais do melhor colágeno para a pele! 

Conheça o melhor colágeno para a sua pele