Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Magnésio quelato: o que é, benefícios e onde comprar

Magnésio quelato: o que é, benefícios e onde comprar

diferentes cápsulas de magnésio
6 minutos de leitura

O magnésio quelato é o magnésio ligado a um composto orgânico, como aminoácidos ou ácidos orgânicos, a fim de melhorar a biodisponibilidade do mineral. Com isso, ele é melhor digerido e absorvido pelo organismo, possibilitando que os seus efeitos sejam mais aproveitados.

Acontece que o magnésio desempenha diversos papéis importantes no nosso corpo. Logo, se a ingestão do mineral não for suficiente através da alimentação, a suplementação se faz necessária.

No entanto, é preciso ter atenção com a forma química em que o suplemento de magnésio se encontra. Uma vez que existem algumas opções disponíveis no mercado que não favorecem um bom aproveitamento do mineral no corpo.

Portanto, confira a seguir tudo que você precisa saber sobre o magnésio quelato, e veja onde encontrá-lo com o melhor custo-benefício!

O que é magnésio quelato?

O magnésio quelato nada mais é do que um suplemento no qual o magnésio está ligado a um composto orgânico, como aminoácidos ou ácidos orgânicos. 

Assim, nesta junção, é possível proteger o magnésio de fatores que podem atrapalhar a sua digestão e absorção pelo organismo.

Devido a isso, o magnésio quelato apresenta uma alta biodisponibilidade. Já que ele permite que maiores concentrações de magnésio cheguem à corrente sanguínea. Evitando, então, que haja altas perdas desse mineral no corpo.

Para que serve o magnésio quelato?

O magnésio é um mineral essencial para a sobrevivência humana. Logo, como o nosso corpo não é capaz de produzi-lo, é necessário fazer a ingestão através dos alimentos ou suplementos.

Dentre os benefícios do magnésio quelato, estão:

mulher idosa sofrendo dores no punho

1. Previne a osteoporose

O magnésio atua na prevenção e tratamento da osteoporose por vários motivos! Um deles é que ele melhora a absorção e a atuação do cálcio.

Além disso, o magnésio também estimula a produção de alguns hormônios, como o PTH, o qual é importante para controlar os níveis de cálcio no sangue.

2. Combate a depressão, ansiedade e estresse

Como o magnésio está associado à produção de hormônios, ele também apresenta papel fundamental no combate da depressão, ansiedade e estresse

Uma vez que ele é um dos precursores de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.

3. Diminui os riscos de doenças cardíacas e hipertensão arterial

O magnésio quelato pode ser um grande aliado na prevenção e tratamento de doenças cardíacas e hipertensão arterial.

Isso se dá pelo fato de que o mineral evita o acúmulo de placas de gordura nas artérias. Reduzindo, então, os riscos de doenças cardiovasculares.

4. Favorece o bom funcionamento dos músculos

O magnésio é um mineral importantíssimo para a contração muscular. Com isso, ele ajuda a evitar cãibras, e também contribui para a recuperação muscular e melhora do desempenho físico.

5. Alivia a TPM e cólicas menstruais

Por ter efeito relaxante, o magnésio apresenta efeito positivo na melhora dos sintomas da TPM e na redução das cólicas menstruais.

6. Fortalece a imunidade

Por fim, o magnésio quelato também é bastante eficaz para aumentar a imunidade. Uma vez que o mineral é essencial para a produção de células de defesa e fortalecimento do sistema imunológico.

Como o magnésio quelato funciona no organismo?

Depois de ingerido, o magnésio quelato é digerido pelo estômago e absorvido pelo intestino. Com isso, após chegar na corrente sanguínea, o magnésio pode atuar de diversas maneiras para favorecer o funcionamento adequado dos sistemas.

Em suma, uma das suas principais funções é manter os níveis de nutrientes equilibrados no organismo. Isto é, ele age para equilibrar as proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais que ingerimos no dia a dia.

Além disso, o magnésio participa de várias reações bioquímicas do nosso corpo. Sendo necessário para:

  • síntese de proteínas;
  • produção de energia;
  • desenvolvimento do ossos e dentes;
  • controle do açúcar no sangue;
  • funções cerebrais;
  • regulação da pressão arterial;
  • controle dos batimentos cardíacos;
  • impulsos nervosos;
  • crescimento e fortalecimento das unhas, cabelos e pele;
  • funções musculares.
mulher tomando uma cápsula de suplemento

Como tomar magnésio quelato?

Na maioria das vezes, o magnésio quelato pode ser encontrado em cápsulas. A recomendação diária varia de 200 a 350 mg.

Todavia, no geral, indica-se ingerir 2 cápsulas de magnésio quelato por dia. O melhor horário para tomar magnésio é próximo às refeições.

De todo modo, deve-se sempre consultar um médico ou nutricionista para tomar o magnésio quelato na dose correta e nos horários mais adequados para cada caso.

Quais são os tipos de magnésio quelato?

Os principais tipos de magnésio orgânico são:

  • Magnésio glicinato ou bisglicinato: 
  • Magnésio glicil glutamina;
  • Magnésio treonato;
  • Magnésio taurato;
  • Magnésio citrato;
  • Magnésio malato ou dimalato;
  • Magnésio lactato.

Quem não pode tomar magnésio quelato?

Apesar de seus diversos benefícios para a saúde, o uso de magnésio quelato sem prescrição médica é contraindicado para alguns grupos, como:

  • Pessoas com insuficiência renal e/ou hepática;
  • Indivíduos com úlceras gástricas;
  • Pacientes que apresentam diarréia crônica, diverticulite, apendicite, hemorragia retal ou desidratação severa.

Onde comprar o magnésio quelato com o melhor custo-benefício?

É totalmente possível tomar um excelente suplemento de magnésio quelato sem precisar gastar muito.

Para isso, você pode optar pelo Magnésio Quelato Duo da Vhita, que, além de ter um ótimo custo-benefício, é a combinação de dois magnésios quelatos (dimalato + bisciglinato).

Dessa forma, é possível obter uma absorção potencializada, o que otimiza ainda mais os efeitos do mineral no organismo.

Além disso, ele é uma excelente opção de magnésio orgânico. Sendo totalmente superior ao magnésio inorgânico, pois tem menos riscos de provocar efeitos adversos, como dor de barriga, vômitos e náuseas.

Por fim, ele também vem combinado com a vitamina B6, a qual ajuda a transportar o magnésio para desempenhar as suas funções no organismo.

Quer saber mais?

Referências

BARBAGALLO, M.; VERONESE, N.; DOMINGUEZ, L. J. Magnesium in Aging, Health and Diseases. Nutrients. v. 13, n. 463, p. 1-20, 2021.

CASE, D. R. et al. Synthesis and Chemical and Biological Evaluation of a Glycine Tripeptide Chelate of Magnesium. Molecules. v. 26, n. 2419, p. 1-14, 2021.

FIORENTINI, D. et al. Magnesium: Biochemistry, Nutrition, Detection, and Social Impact of Diseases Linked to Its Deficiency. Nutrients. v. 13, n. 1136, p. 1-44, 2021.

HOUSTON, M. The Role of Magnesium in Hypertension and Cardiovascular Disease.  The Journal of Clinical Hypertension. v. 13, n. 11, p. 843-847, 2011.

UBERTI, F. et al. Study of Magnesium Formulations on Intestinal Cells to Influence Myometrium Cell Relaxation. Nutrients. v. 12, n. 573, p. 1-22, 2020.

4/5 - (2 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − nove =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.