Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Magnésio Dimalato: Para que serve e quais são os benefícios

Magnésio Dimalato: Para que serve e quais são os benefícios

Embalagem de magnésio dimalato
8 minutos de leitura

O magnésio dimalato é um suplemento que se origina da fusão do magnésio com o ácido málico numa mesma fórmula.

Sendo assim, ele é mais utilizado para melhorar o desempenho físico e esportivo, aumentar a energia e disposição e também para auxiliar no tratamento de algumas doenças.

Por sua vez, o magnésio é um micronutriente importante para a saúde do organismo, onde nem sempre as metas de ingestão diárias são atingidas por meio da alimentação.

Nesse sentido, usar o magnésio dimalato é uma forma efetiva de evitar a deficiência de magnésio e impedir que problemas no metabolismo aconteçam.

O que o magnésio dimalato faz no corpo?

Este suplemento contém a fórmula do magnésio ligada ao ácido málico, em uma combinação que aumenta a biodisponibilidade do mineral pelo corpo.

No entanto, a suplementação de magnésio dimalato deve ser feita mediante supervisão e orientação de um profissional de saúde.

A deficiência dele é uma condição rara de acontecer, no entanto, períodos como a fase idosa, menopausa e gestação aumentam as chances da ocorrência.

O corpo humano é incapaz de sintetizar magnésio por conta própria, por isso essa fórmula é essencial em alguns períodos.

Nesse caso, o magnésio dimalato é representado por duas moléculas de ácido málico ligadas a uma molécula de magnésio. 

Dentre os principais benefícios dele comparado a outras fórmulas encontradas no mercado estão a melhor absorção e o baixo risco de desconforto estomacal, muito comum nos demais suplementos de magnésio.

magnesio comparação entre marcas

Quais são os benefícios do magnésio dimalato?

Confira, a seguir, os principais benefícios deste suplemento.

Previne a osteoporose

Manter níveis equilibrados de magnésio desempenha um papel crucial na preservação da saúde óssea, uma vez que favorece a adequada fixação do cálcio nos ossos e dentes.

Esse processo não apenas fortalece essas estruturas, mas também desempenha um papel preventivo contra o desenvolvimento da osteoporose, especialmente em fases mais avançadas da vida..

Melhora a disposição

O ácido málico, presente de forma natural em diversas frutas, emerge como um protagonista essencial na busca por uma disposição renovada e vigor aprimorado.

Seu impacto está ligado à sua participação na produção de energia. Ao desencadear processos metabólicos, o nutriente ajuda a melhorar a vitalidade, proporcionando uma sensação revigorante e estimulante.

Controla o humor e diminui os efeitos da TPM

O magnésio dimalato também pode ser usado pelas mulheres para aliviar sintomas da tensão pré-menstrual, como alterações no humor, cólicas e dores abdominais.

Além disso, ele consegue neutralizar os níveis de ansiedade excessiva e pode atuar sobre a depressão, evitando sintomas clássicos, como tristeza e isolamento.

Diminui as dores musculares e aquelas causadas por doenças 

A fibromialgia é uma doença caracterizada pelo aparecimento de episódios constantes de dores nos músculos.

A partir disso, o magnésio dimalato contribui para diminuir a incidência desses quadros e pode ser utilizado para tratar dores musculares causadas por episódios inflamatórios, como após as atividades físicas.

Regula a pressão alta 

A deficiência de magnésio no organismo pode desencadear um aumento na pressão arterial – e é aqui que o magnésio dimalato se destaca como um aliado eficaz.

Esse composto age exercendo uma influência positiva na saúde do coração e do sistema circulatório, o que ajuda a evitar problemas relacionados.

Eficaz para o controle do diabetes

Outro benefício do magnésio dimalato é que ele consegue melhorar a sensibilidade à insulina, controlando os níveis de açúcar no sangue.

Sendo assim, o suplemento pode ser utilizado para melhorar a saúde de quem possui diabetes, sem abandonar o tratamento convencional.

homem com cãibra na panturrilha

E quais são os sintomas da deficiência de magnésio?

Como já dito, a deficiência de magnésio é uma condição rara, mas não é impossível de acontecer.

Nesse caso, quando ocorre, ela vem acompanhada de sintomas como câimbras, fraqueza muscular, irritabilidade e tremores nas mãos.

Também pode ocorrer hipocalemia, que é a diminuição dos níveis de cálcio em exames e o aumento da pressão arterial, acompanhada de tontura e vertigem.

Evitando a deficiência de magnésio

Ter uma alimentação saudável, rica em alimentos de todos os grupos alimentares e pouca ingestão de alimentos ultraprocessados é o melhor caminho para evitar a deficiência de magnésio. 

Por isso, é muito importante que o magnésio dimalato seja suplementado em conjunto de mudanças alimentares e de estilo de vida, quando um episódio de deficiência acontece. 

Quem pode tomar magnésio dimalato?

As indicações para suplementar magnésio dimalato atingem principalmente:

  • pessoas que não se alimentam corretamente;
  • quem sofre de disfunções no metabolismo;
  • idosos com aporte alimentar insuficiente;
  • presença de sintomas gastrointestinais como dores, azia e má digestão;
  • alcoólatras;
  • portadores de doenças renais;
  • quem sofre de cansaço crônico;
  • pessoas com fibromialgia;
  • hipertensos;
  • diabéticos;
  • pessoas com diagnóstico de depressão e ansiedade;
  • indivíduos com deficiência de cálcio ou osteoporose; 
  • memória e cognição fracas ou insuficientes.

Como tomar magnésio dimalato?

A dose diária recomendada é de 200 a 350 mg ao dia. Sendo assim, indica-se o uso de uma ou duas cápsulas do suplemento diariamente, onde não deve-se ultrapassar a ingestão de 1500 mg em 24 horas.

Para tomar o magnésio dimalato você só precisa de um pouco de água para facilitar a digestão. O melhor horário para tomar é antes das principais refeições, ou seja, antes do almoço e jantar. 

As contraindicações de uso 

As pessoas que possuem hipersensibilidade ao ácido málico não devem tomar magnésio dimalato.

Além disso, não é indicado que crianças, gestantes e lactantes tomem o suplemento sem consultar um especialista da área da saúde.

Outros grupos que não devem tomar incluem:

  1. insuficientes renais;
  2. quem possui úlceras ou gastrite;
  3. presença de episódios de diarreia;
  4. pessoas com alto grau de desidratação;
  5. indivíduos que estão fazendo uso de antibióticos e medicamentos diuréticos. 

O magnésio dimalato apresenta algum efeito colateral?

Quando o magnésio dimalato é consumido de forma segura, em quantidades aceitáveis, dificilmente causa algum efeito colateral.

Entretanto, o excesso de magnésio ocasiona algumas reações adversas, principalmente quando ingere-se mais de 1500 mg do suplemento em um dia.

Dessa forma, o excesso causa sintomas como enjoos, vômitos, fraqueza, diarreia, reações alérgicas, queda na pressão entre outros.

Posso tomar sem supervisão médica ou nutricional?

Apesar de não precisar de prescrição médica, recomenda-se  a supervisão direta de um médico ou nutricionista antes de começar a tomar magnésio dimalato.

Magnésio dimalato engorda?

É bem comum surgirem dúvidas quanto ao potencial do magnésio dimalato, assim como qualquer outro suplemento, de engordar.

No entanto, é importante esclarecer que ele não apresenta calorias nem gorduras em sua composição. Dessa forma, o seu consumo não contribui para o acúmulo de peso corporal.

Ao escolher o magnésio dimalato como parte integrante de sua rotina de suplementação, você pode ficar tranquilo, pois este mineral não adiciona carga calórica à sua dieta.

Então, se sua meta é usufruir dos benefícios do magnésio sem comprometer sua balança, o magnésio dimalato é uma escolha inteligente e segura.

Este texto resolveu suas dúvidas sobre o assunto? Que tal dar uma olhada em nossa loja e fazer o seu pedido? Comece hoje mesmo a aproveitar todas as vantagens da suplementação em sua vida!

Quer saber mais?

Referências

The analgesic efficacy and safety of neuraxial magnesium sulphate: a quantitative review, Anaesthesia. 2013 Feb;68(2):190-202. doi: 10.1111/j.1365-2044.2012.07337.x. Epub 2012 Nov 1.

The effect of magnesium supplementation on blood pressure in individuals with insulin resistance, prediabetes, or noncommunicable chronic diseases: a meta-analysis of randomized controlled trials, The American Journal of Clinical Nutrition, 2017; 106(3): 921-929.

Ferreira I, Ortigoza Á, Moore P. Magnesium and malic acid supplement for fibromyalgia. Medwave. 2019 May 28;19(4):e7633. Spanish, English. 

Uysal N, Kizildag S, Yuce Z, Guvendi G, Kandis S, Koc B, Karakilic A, Camsari UM, Ates M. Timeline (Bioavailability) of Magnesium Compounds in Hours: Which Magnesium Compound Works Best? Biol Trace Elem Res. 2019 Jan;187(1):128-136. 

Volpe SL. Magnesium in disease prevention and overall health. Adv Nutr. 2013 May 1;4(3):378S-83S.

4.1/5 - (38 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 9 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.