Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Para que serve o ômega 9? Conheça os benefícios

Para que serve o ômega 9? Conheça os benefícios

cápsulas de ômega 9 em fundo rosa
7 minutos de leitura

Quando se trata das gorduras boas, é comum ouvir falar dos ômegas. Assim como os ômegas 3 e 6, o ômega 9 também tem funções importantes em nosso corpo. Portanto, continue a sua leitura para saber para que serve o ômega 9!

Em síntese, o ômega 9 é um tipo de gordura monoinsaturada produzida naturalmente pelo corpo através dos ômegas 3 e 6.

Ou seja, é preciso que os ômegas 3 e 6 estejam em níveis equilibrados para que haja a devida síntese do ômega 9.

Mas, diferente do ômega 9, os ômegas 3 e 6 não são produzidos pelo corpo. Por isso, precisam ser ingeridos através da alimentação ou suplementação.

A seguir, você verá tudo que precisa saber sobre o ômega 9 e porque ele é tão importante para o nosso bem-estar. Confira!

O que é ômega 9?

O ômega 9 é um tipo de gordura boa que faz parte do grupo dos ômegas. Ele se trata de uma gordura monoinsaturada, ou seja, que tem apenas uma dupla ligação de carbono, a qual está situada no carbono 9.

Um tipo de ômega 9 bastante conhecido é o ácido oleico, um ácido graxo extremamente importante para a produção de hormônios sexuais e a absorção adequada de vitaminas pelo organismo.

No geral, o ômega 9 é produzido pelo próprio corpo, a partir dos ômegas 3 e 6. Mas, também é possível ingeri-lo por meio de alguns alimentos, como a azeitona e os óleos vegetais.

Para que serve o ômega 9?

Veja a seguir os principais benefícios do ômega 9 para a saúde:

Mantém bons níveis de colesterol

O ômega 9 contribui para o aumento dos níveis de HDL, conhecido como “colesterol bom“, e reduz os níveis de LDL, conhecido como “colesterol ruim”.

Isso gera um impacto positivo na saúde cardiovascular, prevenindo complicações como infartos e AVCs.

Combate inflamações

O ômega 9 possui propriedades anti-inflamatórias, que ajudam a reduzir a inflamação nas artérias. Dessa forma, ele previne problemas como aterosclerose, trombose e pressão alta.

Isso se deve pois a inflamação crônica pode levar ao estreitamento das artérias e provocar maior resistência ao fluxo sanguíneo.

médico medindo a pressão arterial

Regula a pressão arterial

Por atuar no controle do colesterol, dos triglicérides e combater inflamações nas artérias, muitos estudos demonstram que o ômega 9 é um poderoso aliado para regular a pressão arterial e prevenir hipertensão.

Diminui os triglicerídeos

Por ser anti-inflamatório e contribuir diretamente para a regulação do perfil lipídico, o ômega 9 é capaz de reduzir triglicerídeos elevados e mantê-los em níveis adequados.

Melhora a libido

O ômega 9 está envolvido na produção de hormônios sexuais, como o estrogênio (nas mulheres) e a testosterona (nos homens). Por essa razão, ele é associado a melhora da libido, do desempenho sexual e da fertilidade.

Preserva a saúde cerebral

O ômega 9 melhora a circulação sanguínea no cérebro, permitindo que oxigênio e nutrientes cheguem à região com mais facilidade.

Dessa maneira, o nutriente contribui para a função cognitiva, melhora a saúde mental e previne doenças neurodegenerativas, como demência, Alzheimer e Parkinson.

Melhora a absorção de vitaminas

O ômega 9 melhora a absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Isso acontece porque as suas propriedades lipídicas tornam essas vitaminas mais solúveis.

Assim, elas são transportadas e utilizadas pelo organismo com mais facilidade. Consequentemente, é possível garantir a manutenção da saúde de todo corpo.

ômega 3

Qual a diferença entre ômega 3, 6 e 9?

No grupo dos ômegas, os ômegas 3, 6 e 9 são os três principais que atuam em conjunto para garantir o bom funcionamento do nosso organismo.

Veja a seguir quais são as diferenças entre eles e os benefícios de cada um!

Ômega 3

O ômega 3, mais conhecido, é uma gordura essencial porque o nosso corpo não é capaz de produzi-lo naturalmente. Por isso, precisamos obtê-lo por meio de alimentos ou suplementos.

Existem três tipos de ômega 3: o EPA, conhecido por ser anti-inflamatório; o DHA, antioxidante e bom para o cérebro; e o ALA, que o organismo converte-o em EPA ou DHA conforme a necessidade.

Nos alimentos, podemos encontrar ômega 3 no salmão, sardinha, atum e nas sementes de linhaça e chia.

Mas, no geral, os suplementos de ômega 3 são altamente recomendados, já que o nutriente costuma ser insuficiente na alimentação ocidental.

O ômega 3 ajuda a reter a hidratação, reduz inflamações cutâneas e previne a secura da pele.

Ômega 6

Assim como o ômega 3, o ômega 6 é uma gordura essencial que o nosso corpo não produz. Ele atua na regulação da produção de sebo, mantendo a pele equilibrada, viçosa e iluminada.

O ácido graxo mais conhecido deste grupo é o ácido linoleico, que ajuda no crescimento e na regeneração celular. Por isso, ele traz grandes benefícios para a pele, músculos e cérebro.

Por outro lado, diferente do ômega 3, a dieta ocidental costuma ser alta em ômega 6, encontrado em óleos vegetais, azeite, maionese e nozes.

Ômega 9

Ao contrário dos ômegas 3 e 6, o ômega 9 não é uma gordura essencial, porque o nosso corpo pode produzi-lo sozinho.

Ele oferece propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, protegendo a pele contra os danos causados pelos radicais livres.

O ácido oleico é o principal ácido graxo desse grupo, sendo essencial para a produção de hormônios sexuais e absorção de vitaminas lipossolúveis.

No entanto, para ter uma boa produção de ômega 9, é importante ter ômegas 3 e 6 na dieta em quantidades adequadas e de forma proporcional.

Por isso, o ideal é consultar um nutricionista para ajustar a dieta conforme as suas necessidades individuais de gorduras saudáveis.

Quais alimentos contêm ômega 9?

O ômega 9 é um ácido graxo monoinsaturado, e embora não seja classificado como um ácido graxo essencial, como o ômega 3 e o ômega 6, ele ainda desempenha um papel importante na saúde geral.

  • Castanhas e nozes: essas são excelentes fontes de ácidos graxos monoinsaturados, incluindo o ômega 9 – consumir amêndoas e castanhas-do-pará, assim como as nozes comuns ou pecãs, pode contribuir para a ingestão desse tipo de gordura saudável.
  • Azeite de oliva: esse é um dos óleos mais conhecidos e utilizados, especialmente na culinária mediterrânea – o azeite de oliva extra virgem é uma excelente fonte de ômega 9 e é conhecido pelos seus benefícios para a saúde cardiovascular.
  • Óleos vegetais: alguns óleos vegetais também contêm ômega 9 – óleos de amendoim, castanha de caju e abacate são bons exemplos.
  • Abacate: além de ser uma fonte de ômega 9, o abacate também fornece outros nutrientes essenciais, como potássio, vitaminas e fibras – ele é versátil e pode ser consumido de várias maneiras, desde guacamole até saladas.

É importante ressaltar que, como parte de uma dieta equilibrada, a diversidade é fundamental. Consumir uma variedade de ácidos graxos, incluindo ômega 3, ômega 6 e ômega 9, é um hábito essencial para garantir que o corpo receba todos os nutrientes necessários para funcionar bem.

Gostou deste texto e quer saber como melhorar ainda mais a sua qualidade de vida? Então continue por aqui e dê uma olhada em nosso conteúdo que explica por que o ômega 3 é um dos melhores suplementos!

Quer saber mais?

black friday vhita

Referências

ARRIERO, I. G. et al. The role of Omega-3 and Omega-9 fatty acids for the treatment of neuropathic pain after neurotrauma. Biochimica et Biophysica Acta, v. 1859, p. 1629-1635, 2017.

JOHNSON, M.; BRADFORD, C. Omega-3, Omega-6 and Omega-9 Fatty Acids: Implications for Cardiovascular and Other Diseases. Journal of Glycomics & Lipidomics, v. 4, n. 4, p. 1-8, 2014.

VALENÇA, S. E. O. et al. Prevalência de dislipidemias e consumo alimentar: um estudo de base populacional. Ciência & Saúde Coletiva, v. 26, n. 11, p. 5765-5776, 2021.

5/5 - (1 voto(s))

Nutricionista pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e pós graduada em Comportamento Alimentar pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).

Experiência acadêmica em pesquisa científica e produção de conteúdos com embasamento científico. Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.