O que são os remédios de vitamina D?

| | ,

Você já deve ter ouvido falar da importância de se consumir um remédio de vitamina D. A procura pelo remédio de vitamina D tem se tornado cada vez mais frequente. Isso porque atualmente, muitas pessoas tem apresentado deficiência dessa vitamina, a qual desempenha funções importantíssimas para o metabolismo humano.

 A baixa exposição solar, ou a poluição que impede o contato dos raios solares com a nossa pele, além de uma dieta cada vez mais desequilibrada de nutrientes como as vitaminas, são os principais fatores que colaboram para que as opções de ingestão de vitamina D através de remédios ou suplementos, sejam recomendados por médicos e nutricionistas.

 

Veja, a seguir, quais são os diferentes remédios de vitamina D, suplementos e doses disponíveis:

Vitamina D

A vitamina D é classificada como um micronutriente com função de pré hormônio, devido sua função e estrutura química. É uma vitamina relacionada principalmente com a absorção de minerais nos ossos como o cálcio e o fósforo, ou seja, atua na saúde óssea e também no músculo esquelético. 

Dependendo da origem ou em qual parte do metabolismo a vitamina D se encontra, ela pode ser classificada com 5 nomes diferentes. 

A vitamina D pode ser classificada como: 

  • Vitamina D ou calciferol: Nome da sua forma química, nome genérico,  pode se referir tanto a vitamina D2 quanto a D3;
  • Vitamina D2 ou ergocalciferol: Essa nomenclatura é destinada a vitamina D de origem vegetal;
  • Vitamina D3 ou colecalciferol: Vitamina D de origem animal;
  • Calcidiol: Esse é o nome da vitamina D após ser absorvida pelo fígado e encontrada na corrente sanguínea. Com a nomenclatura química 25-hidroxivitamina D ou 25-(OH)D.
  • Calcitriol: Essa é a forma de vitamina D que irá promover benefícios ao organismo. Após passar por todo o processo de metabolização, será o calcitriol que irá exercer a função da vitamina D. Representada pela nomenclatura química 1,25-dii-hidroxivitamina D ou 1,25 (OH)2D.

Medicamentos para reposição de vitamina D

Os medicamentos são prescritos apenas por médicos, e para fazer a prescrição desse medicamento, são feitos exames laboratoriais simples, como um exame de sangue de rotina com o pedido da análise do calcidiol ou calcitriol.

Após a avaliação do resultado, a prescrição leva em consideração o nível da deficiência para recomendar a melhor forma de tratamento. Sendo as principais dosagens de medicamentos:

  • Vitamina D 50.000 UI
  • Vitamina D 20.000 UI
  • vitamina D 7000 UI
  • vitamina D 5000 UI

Toda vitamina D com concentração superior a 2000 ui já se refere a um medicamento, portanto, devem ser consumido apenas com orientação médica. Além disso, também é preciso analisar as concentrações de cálcio porque é um mineral diretamente relacionado ao metabolismo da vitamina D.

Quando a vitamina D está baixa, geralmente o cálcio também esta. Sendo assim, na maioria dos casos, o mais recomendado pelo médico é uma receita de um medicamento combinado de vitamina D + cálcio.

Não consuma remédio de vitamina D sem orientação médica, pois o excesso do nutriente pode resultar em problemas graves à saúde ainda não bem esclarecidos, como por exemplo, a calcificação de órgãos.

Após o uso do medicamento pelo tempo determinado pelo médico, quando a concentração de vitamina D no sangue volta aos valores normais para a saúde, ou seja, a deficiência é curada, um suplemento com concentração de 2000 ui é recomendado para a manutenção dos níveis sanguíneos de vitamina D.

Diferente dos medicamentos, os suplementos não precisam de prescrição médica, e são uma excelente estratégia de consumo diário que não traz riscos à saúde e ainda ajuda a prevenir novos episódios de falta de vitamina D no sangue.

Vitamina D infantil

A vitamina D para uma criança ou para um bebê costuma ser na dosagem de suplemento, por ser uma necessidade nutricional menor que dos adultos. Com exceção de casos específicos como o uso da vitamina D durante o tratamento do câncer, obesidade e doenças autoimunes. 

Suplementos de vitamina D

Enquanto os medicamentos possuem dosagens de vitamina D mais altas, o suplemento de vitamina D contam com no máximo 2000 UI. Que além de ser o máximo, é considerada o mais adequada para o consumo continuo focando na prevenção da deficiência em indivíduos saudáveis. 

Além da dosagem existem vários formatos, a vitamina D em cápsulas, vitamina D comprimidos e vitamina D em gotas. Não existe um melhor ou pior, existe aquele que você sente mais facilidade em consumir todos os dias.  

Lembrando que é fundamental a realização de exames e prescrição médica para adequado consumo do medicamento de vitamina D. Caso você já tenha feito o exame e não tenha detectado deficiência, o recomendado pelos médicos e nutricionistas é o consumo do suplemento de vitamina D. 

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar a melhor vitamina D do mercado?

Referências bibliográficas:

SOUZA, Hevelyn Noemberg de et al. Níveis baixos de 25-hidroxivitamina D (25OHD) em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua correlação com a densidade mineral óssea. Arq. bras. endocrinol. metab, v. 52, n. 4, p. 684-691, 2008.

 
Anterior

O que o preço da vitamina C diz sobre ela? Dra. Raquel Campos

Benefícios do suplemento de vitamina D 2000 UI

Próximo

Deixe um comentário