Vitamina D dose diária: Bebês, crianças, adultos e idosos

| | ,

Além das recomendações diárias de consumo de vitamina D por idade, você sabia que o local onde você mora, a estação do ano, sua alimentação e algumas doenças também podem influenciar a quantidade de vitamina D que você precisa ingerir diariamente?

Veja aqui quais são as recomendações de doses diárias de vitamina D para cada faixa etária: bebês, crianças, adultos e idosos. E também entenda o que pode influenciar na quantidade de vitamina D que você deve consumir no dia, com exemplos de alimentos e dosagens de suplementação.

Vitamina D dose diária

A recomendação de consumo para a Vitamina D segue uma diretriz, que são as recomendações de ingestão de acordo com as necessidades, hábitos alimentares e estilo de vida de uma população.

No caso da vitamina D, a diretriz que os médicos brasileiros utilizam são a dos Estados Unidos e do Canadá. Pois ainda não existe uma específica para a nossa população.

Essa diretriz é chamada de DRIs (Diretrizes para recomendação de ingestão de nutrientes). Além da recomendação de vitamina D, essa diretriz apresenta as recomendações diárias para todos os nutrientes de acordo com as diferentes faixas etárias. 

Veja a seguir, quais são as recomendações de dose diária de vitamina D, de acordo com essa diretriz para bebês, crianças, adultos e idosos.

Vitamina D dose diária: Bebês

Apesar do leite materno ser considerado o único alimento que um bebê precisa ingerir até os 6 meses de idade, a suplementação de vitamina D pode ser necessária durante esse período.

Porque o leite materno supre a demanda de vitamina D apenas para bebês saudáveis, ele não consegue atender a demanda do organismo de um bebê que esteja com uma insuficiência ou deficiência da vitamina D.

E, infelizmente, há uma alta prevalência de deficiência de vitamina D em bebês, pois até 6 meses de idade é sugerido que eles não sejam expostos diretamente a luz solar. Por esse motivo, diversas organizações internacionais de saúde recomendam a suplementação de, em média, 400 UI de vitamina D ao dia até o bebê completar 1 ano (1).

A dose de 400 UI diária é recomendada principalmente para crianças que não se alimentam exclusivamente de leite materno até os 6 meses. Além disso, é indicada também para crianças que não tiveram uma introdução alimentar equilibrada ou que moram em casas com pouca entrada da luz do sol. 

Mas antes de qualquer coisa, consulte o pediatra e o nutricionista para saber qual a dose recomendada.

Vitamina D dose diária: Crianças

para crianças a recomendação mínima de vitamina D é de 200 UI para uma boa saúde de acordo com as DRIs. Para atingir esses valores, pode ser ou pela alimentação ou pelo uso da suplementação. Mas para ambos é necessário, também, a exposição solar.

Alimentos fontes de vitamina D são principalmente peixes ricos em gordura, como salmão, sardinha, cavala e atum. Porém, sabemos que normalmente esses alimentos não são bem aceitos por crianças, e também não são alimentos que consumimos diariamente, aqui no Brasil. 

A alternativa mais uma vez é a suplementação, apesar da recomendação ser de 200 UI ao dia, doses maiores, como a de 400 UI, pode ser utilizada sem riscos a saúde para crianças e adolescentes (2).

Vitamina D dose diária: Adultos

Para adultos, saudáveis, a recomendação varia de 200 a 400 UI dia de vitamina D. Diferente das crianças, que ainda brincam ao ar livre, a deficiência de vitamina D chega a atingir mais da metade da população adulta do nosso país. 

Além de consumir esses alimentos diariamente: 

Alimentos fontes de Vitamina D

AlimentoPorçãoQuantidade de Vit D por porção
Salmão selvagem100 g600 - 1000 UI de D3
Salmão de criação100 g100 - 250 UI D3
Sardinha em conserva100 g300 UI de D3
Cavala em conserva100 g250 UI de D3
Atum em conserva100 g230 UI de D3
Óleo de fígado de bacalhau5 mL400 - 1000 UI de D3
Gema de ovo1 unidade20 UI de D3
Cogumelos frescos100 g100 UI de D2
Cogumelos secos ao sol100 g1600 UI de D2

Você também pode consumir um suplemento de vitamina D de 2000 UI, maior dosagem do suplemento, sem a necessidade de tomar medicamentos e de ter riscos à saúde.

Vitamina D dose diária: Idosos

Já para idosos, além da recomendação habitual, é necessário avaliar o seu estado de saúde. A recomendação para essa faixa etária é entre 400- 600 UI ao dia. 

Mas caso você se enquadre em alguma das seguintes situações: diabetes, obesidade, doenças ósseas, doenças imunes, esteja na menopausa ou já saiba que está com deficiência de vitamina D, a sua ingestão desse suplemento  deve ser maior. 

Além dos alimentos que mencionamos como fonte de vitamina D e a exposição solar, para idosos é muito comum a suplementação com 2000 UI ou até mesmo o uso de medicamentos de vitamina D, que possuem doses maiores que a do suplemento, devido maiores chances de deficiência. 

A última atualização da DRIs, diretriz utilizada para a população brasileira, é de 2006, e após esse período, com o avanço das pesquisas, alguns novos valores já foram estipulados.

No caso da vitamina D a quantidade recomendada atualmente varia de 200 a 50.000 UI, ao dia, para atingir concentrações de 50 a 140 nmol/l de vitamina D no sangue.

Essa concentração de 50 a 140 nmol/l é a quantidade ideal de vitamina D no sangue para manter uma boa saúde. Para saber se você se enquadra nesse valor, basta fazer um exame de sangue. 

Além do seu estado de saúde, a estação do ano também influencia bastante. Por exemplo, no verão é comum estarmos com mais vitamina D e no inverno com menos vitamina D. 

Portanto, avalie todos esses fatores, sua saúde, sua rotina, se você fica no sol ou não e se consome alimentos fontes. E se você acreditar que está com uma deficiência de vitamina D, não deixe de consultar um médico e um nutricionista para adequação. 

Quer saber mais sobre a vitamina D?

Que tal um desconto especial para experimentar a melhor vitamina D do mercado?

Referências:

1- DALLE CARBONARE, Luca et al. Vitamin D: Daily vs. monthly use in children and elderly—What is going on?Nutrients, v. 9, n. 7, p. 652, 2017.

2- Existe benefício para suplementação de vitamina D em crianças e adolescentes?

 
Anterior

Ômega 3 é remédio? Saiba mais sobre esse nutriente aqui

Vitamina C bula | Veja recomendações e como tomar

Próximo

Deixe um comentário