7 sintomas da falta de colágeno no seu corpo

| | ,

7 sintomas da falta de colágeno no corpo

Qual é o momento certo para começar a tomar colágeno? A indicação do consumo do colágeno depende de vários fatores que envolvem desde a alimentação até cuidados como o uso diário de protetor solar. Porém, o nosso corpo pode nos dar algumas dicas que nos ajudam a entender quando devemos começar a tomar o colágeno.

Veja à seguir, qual é a importância do colágeno para o nosso corpo e quais são os principais sinais e sintomas da falta do colágeno no nosso organismo.

Para que serve o colágeno? Quando tomar?

Atualmente o colágeno está muito associado à estética, por conta dos benefícios que oferece para a pele. Só que o colágeno não é importante apenas para a pele. É a proteína mais importante para a formação adequada da  estrutura de TODOS os órgãos e tecidos. Logo, sua deficiência pode ser sentida no corpo todo, desde a pele, unhas e cabelos, até nas articulações, músculos, veias e olhos. 

Dessa forma, o consumo do colágeno é indicado sempre que há necessidade de melhorar o estímulo da produção do colágeno natural do corpo, de acordo com alguns sinais ou sintomas observados em diferentes situações, por exemplo: 

  1. Envelhecimento da pele;
  2. Pele seca, áspera e desidratada;
  3. Cabelos quebradiços e unhas fracas;
  4. Flacidez após emagrecimento, gravidez ou cirurgias;
  5. Perda de força e massa muscular, que pode se agravar em doenças como sarcopenia;
  6. Dores frequente ou lesões nas articulações após a prática de exercícios físicos;
  7. Dificuldade de cicatrizar cortes ou machucados. 

Geralmente, esses sinais podem começar a aparecer após os 25 anos de idade, momento em que o nosso corpo deixa de produzir 1% de colágeno ao ano.

Mas isso pode variar de acordo com cada organismo, para algumas pessoas os sinais começam aparecer após 30 ou 35 anos, e para outras, antes mesmo dos 25 anos quando se pratica esportes de alto impacto desde muito cedo.

Sintomas da falta de colágeno na pele

Na pele, a falta do colágeno se manifesta com os sinais típicos do envelhecimento, como as linhas de expressão, rugas, pele desidratada, flácida e áspera.

Porém, existem sintomas que não estão necessariamente ligados a idade como as unhas e cabelos fracos e quebradiços e o excesso de celulite.

Então, se sua intenção é atrasar o aparecimento das rugas, quando começar a aparecer as linhas de expressão, é o momento certo para começar a tomar o colágeno além de se atentar a outros cuidados com a alimentação, como evitar  o consumo excessivo de doces, álcool, cigarro e exposição frequente ao sol. 

O melhor suplemento de colágeno para a pele é aquele feito com peptídeos bioativos de colágeno tipo 1 como o Verisol.

Pode ser consumido por homens e mulheres a partir dos 25 anos para prevenção do envelhecimento da pele, fortalecimento de unhas e cabelos.

O tempo que o colágeno leva para fazer efeito pode variar de 2 a 6 meses a depender do benefício desejado. E pode ser tomado por tempo indeterminado, pois não traz nenhum risco à saúde.

Sintomas da falta de colágeno nas articulações e cartilagens

As dores nas articulações, principalmente para quem pratica exercícios físicos com regularidade ou está acima do peso adequado, é um clássico sinal da falta de colágeno nas cartilagens.

Porque essa dor geralmente está associada a uma inflamação que acelera a destruição do colágeno presente nas cartilagens e articulações. 

O colágeno tipo 2 é o mais indicado para fortalecer ou recuperar cartilagens e articulações, ele é recomendado para quem pratica exercícios físicos de alto impacto, pessoas obesas ou que, por qualquer outro motivo já sofrem com dores nas articulações.

Além disso, o colágeno tipo 2 também pode ser indicado para a prevenção de doenças como artrite reumatoide e artrose.

O melhor suplemento para essas situações é aquele feito com peptídeos bioativos de colágeno tipo 1 + a proteína não desnaturada de colágeno tipo 2.  

Os estudos indicam que o alívio da dor pode aparecer após 1 mês do consumo diário do suplemento, porém isso depende de cada organismo e, lesões graves características de quando a cartilagem está bem desgastada, pode levar até 1 ano de consumo do suplemento para ser melhorada.

Sintomas da falta de colágeno nos músculos

Sintomas como fraqueza muscular e aumento do percentual de gordura sinalizam a falta de colágeno nos músculos.

Isso pode resultar na perda de massa magra e até em doenças como a sarcopenia (perda grave força e massa muscular). 

O uso do colágeno específicos para os músculos, o Bodybalance, é indicado para prevenir ou tratar a perda muscular.

Os resultados podem ser observados após 3 meses de consumo diário de 15g do Bodybalance, associado à rotina de exercícios. 

O colágeno Bodybalance pode ser indicado para homens e mulheres de todas as idades, sem restrição. E pode ser consumido por tempo indeterminado pois não traz nenhum risco à saúde.

Segundo os estudos, os resultados esperados no aumento da força e massa muscular podem aparecer a partir de 3 meses de consumo diário do suplemento.

Problemas de saúde associados à falta de colágeno

A dificuldade de cicatrizar feridas ou formar cicatrizes também pode ser um forte indício de falta de colágeno no organismo

Estudos mostram que o consumo de 5 a 20g diárias de colágenos específicos podem acelerar a cicatrização e reduzir o risco de queloide em cortes feitos em cirurgias estéticas ou bariátricas.

Tanto o colágeno Verisol quanto o colágeno Bodybalance podem ser utilizados para essas situações. Podem ser consumidos separados ou juntos. 

Novamente o consumo do colágeno pode ser feito por homens e mulheres sem restrição de idade por tempo indeterminado. Os resultados podem aparecer após 2 meses de consumo diário dos suplementos.  

Quanto tempo o colágeno leva para fazer efeito?

O tempo que o colágeno leva para fazer efeito depende de vários fatores, os principais são:

  1. Qual é seu objetivo, isto é, qual é o benefício que você deseja alcançar através do consumo do colágeno; 
  2. Qualidade do suplemento. Se o produto não tiver uma boa composição, dificilmente vai gerar resultado. 

Com a clareza do que você espera do colágeno, você consegue encontrar o produto mais adequado para seu objetivo. O colágeno pode levar de 1 a 12 meses para fazer efeito. Veja o tempo de consumo pra cada resultado:

  • 1 mês: Alivio de dores articulares;
  • 2 meses: Redução da profundidade de rugas e linhas de expressão; Melhora da cicatrização;
  • 3 meses: Aumento de força e massa muscular;
  • 4 meses: Fortalecimento e crescimento de unhas e cabelos;
  • 6 meses: Diminuição de estrias e celulite;
  • 12 meses: Recuperação em até 80% da cartilagem danificada.

Quanto tempo devo tomar colágeno hidrolisado?

O colágeno é um nutriente que não tem restrição de tempo de consumo, portanto, pode ser tomado por tempo indeterminado. Mas, como todo suplemento, é importante se atentar a composição do produto para não prejudicar sua saúde tomando outras substâncias além do colágeno.

Quer saber mais?

Que tal um desconto especial para experimentar o melhor colágeno para a pele?

Referências:

Choi FD, Sung CT, Juhasz ML, Mesinkovsk NA. Oral Collagen Supplementation: A Systematic Review of Dermatological Applications. J Drugs Dermatol. 2019;18(1):9-16.

Hexsel D, Zague V, Schunck M, Siega C, Camozzato FO, Oesser S. Oral supplementation with specific bioactive collagen peptides improves nail growth and reduces symptoms of brittle nails. J Cosmet Dermatol. 2017;16(4):520‐526. doi:10.1111/jocd.12393

Proksch E, Segger D, Degwert J, Schunck M, Zague V, Oesser S. Oral supplementation of specific collagen peptides has beneficial effects on human skin physiology: a double-blind, placebo-controlled study. Skin Pharmacol Physiol. 2014;27(1):47‐55. doi:10.1159/000351376

Oesser S. The oral intake of specific Bioactive Collagen Peptides has a positive effect on hair thickness. Nutrafoods (2020) 1:134-138. DOI 10.17470/NF-020-0019

Schunck M, Zague V, Oesser S, Proksch E. Dietary Supplementation with Specific Collagen Peptides Has a Body Mass Index-Dependent Beneficial Effect on Cellulite Morphology. J Med Food. 2015;18(12):1340‐1348. doi:10.1089/jmf.2015.0022

Bodybalance

Articulação.

 
Anterior

Efeitos colaterais do ômega 3

Alimentos ricos em colágeno tipo 2

Próximo

Deixe um comentário