Pular para o conteúdo
Home » Todos os posts » Vitaminas que aumentam a imunidade: conheça as 9 principais

Vitaminas que aumentam a imunidade: conheça as 9 principais

Vitaminas que aumentam a imunidade. Mulher correndo com o pôr do sol ao fundo.
6 minutos de leitura

O sistema imunológico compreende o conjunto de órgãos do nosso corpo responsáveis por combater doenças. Esse processo depende de diversas células que precisam de nutrientes específicos para desempenhar a sua função.

As vitaminas que aumentam a imunidade são esses nutrientes essenciais para o metabolismo do sistema imune na proteção e recuperação de doenças. Estão incluídos nessa categoria minerais, vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis.

Como as vitaminas não são produzidas pelo nosso corpo, o seu consumo precisa vir da alimentação ou através da suplementação. Em alguns momentos da vida onde estamos mais propensos a doenças, é importante redobrar a atenção para a ingestão adequada desses nutrientes.

Entre crianças, idosos e gestantes, após cirurgias ou em estações do ano como o inverno, são exemplos desses momentos. Conheça as 6 principais vitaminas que aumentam a imunidade abaixo para ficar atento e evitar deficiências.

1. Vitamina D

Os alimentos fontes de vitamina D são poucos e em sua maioria de origem animal. Isso ocorre porque a sua principal fonte é a produção realizada pelo nosso próprio corpo após a ativação pela exposição solar.

No entanto, para a maioria das pessoas, a rotina de vida atual não inclui períodos livres para tomar sol. Como consequência, cerca de xx% da população brasileira apresenta inadequação da vitamina D no organismo.

Isso é preocupante pois a vitamina D desempenha diversos papéis importantes no sistema imunológico, como estimular a produção de células de defesa e citocinas. Além de produzir proteínas que auxiliam no combate de bactérias em nosso corpo.

2. Vitamina C

A atuação da vitamina C no estímulo à produção de colágeno é conhecida pelos seus benefícios para pele e cabelos, principalmente estéticos. No entanto, esse estímulo a produção da proteína mais importante para a estrutura da pele, o colágeno, também auxilia o sistema imune.

A pele atua como uma barreira contra a invasão de patógenos ao nosso organismo. Garantir a saúde da pele, mantém sua integridade e consequentemente sua função de proteção.

A vitamina C também é importante pelo seu papel como antioxidante, neutralizando radicais livres produzidos pelo sistema imune na destruição de vírus e bactérias, e por atuar na produção de anticorpos.

3. Vitamina A

A vitamina A também contribui para o fortalecimento das barreiras naturais que temos contra a invasão de patógenos, como pele e vias respiratórias. Porém, diferente da vitamina C que age na produção de colágeno, a vitamina A atua na estrutura e funcionalidade das células.

As outras funções importantes da vitamina A no sistema imunológico também estão relacionadas com a saúde e bom funcionamento das células, desde a adequada multiplicação celular até a produção de anticorpos.

4. Ferro

O ferro é essencial para a resposta de defesa adequada do nosso corpo contra organismos invasores. Sua importância ganha destaque em fases da vida onde a deficiência é mais comum, como na infância e na gestação.

Esse mineral atua na produção e ação de citocinas, substâncias que atuam contra bactérias e espécies reativas de oxigênio (os famosos radicais livres). No entanto, nesse caso a produção de radicais livres é benéfica, pois atua contra organismos invasores.

Vitaminas que aumentam a imunidade. Pai e filho se alimentando de forma saudável, em rente a uma mesa com frutas e legumes.

5. Vitamina B6

A vitamina B6, também conhecida como piridoxina, é de extrema importância para a produção e regulação de aminoácidos, o principal componente da proteínas. Órgãos que têm uma necessidade de renovação celular muito alta dependem muito dessa vitamina, como é o caso do sistema imunológico.

Portanto, a vitamina está envolvida na multiplicação celular. Além disso, a vitamina B6 regula o processo de inflamação, que ocorre quando nosso corpo detecta um patógeno invasor e se prepara para combatê-lo 

6. Cobre

O cobre em nosso corpo tem propriedade microbicidas, atuando contra a invasão de bactérias, vírus e fungos agressores. Devido a essa função, esse mineral se acumula em locais onde ocorre inflamação.

A presença de cobre nesses locais auxilia na resposta do sistema imunológico, principalmente no combate de bactérias. Outra função é a remoção de radicais livres produzidos naturalmente na ação contra patógenos.

7. Vitamina E

A vitamina E é um poderoso antioxidante, que atua na neutralização de radicais livres produzidos pelo sistema imune. Porém, diferente da vitamina C, que é solúvel em água, a vitamina E é solúvel em gorduras. Assim a ação de ambas se complementam, pois atuam em diferentes tecidos do corpo.

O seu papel como antioxidante também promove a manutenção da estrutura das células, principalmente as que compõem as barreiras naturais do corpo.

8. Zinco

A presença do zinco é importante para órgão com uma renovação celular alta, como é o caso dos que fazem parte do sistema imune. As células de defesa aumentam em número quando existe uma infecção e podem ser destruídas rapidamente dependendo da gravidade da doença.

O zinco auxilia na regulação da multiplicação celular, e principalmente na diferenciação celular, momento no qual a célula ganha características específicas para a função que precisa desempenhar.

Pela sua presença no processo de renovação celular, o zinco também contribui para a manutenção da estrutura da pele e outras barreiras do nosso corpo, que comumente sofrem maior número de agressões diárias.

9. Selênio

Apesar de não ser tão lembrado em nossa alimentação, o selênio tem destaque nas funções do sistema imunológico. Existem algumas enzimas dependentes de selênio, que agem exclusivamente na presença desse mineral.

Essas enzimas estão relacionadas principalmente à neutralização de espécies reativas de oxigênio, utilizadas para combater patógenos invasores, mas que depois precisam ser removidas no organismo para não ocasionarem danos para nossas próprias células.

Fique atento a sua alimentação para incluir todas as vitaminas e minerais que seu sistema imune precisa. Em casos de deficiências e inadequações, faça a suplementação correta. Assim, o seu corpo estará preparado para lidar com organismo estranhos mais rapidamente, evitando doenças e desfechos mais graves.

Quer saber mais?

Referência

Maggini S, Pierre A, Calder PC. Immune Function and Micronutrient Requirements Change over the Life Course. Nutrients. 2018 Oct 17;10(10):1531.

5/5 - (1 voto(s))

Nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP).

Experiência acadêmica em pesquisa científica, trabalhando com projeto sobre tratamento de epilepsia com dieta cetogênica. Atuação em educação alimentar, desenvolvendo curso de capacitação para professores da rede pública sobre nutrição.

Trabalha com marketing de conteúdo, com foco na divulgação de informação de qualidade baseada em ciência sobre alimentação e suplementação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 17 =


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.