Os cuidados com a alimentação têm ganhado cada vez mais espaço no dia a dia das pessoas, graças ao reconhecimento de que a escolha dos alimentos é fundamental para a qualidade de vida. De olho no crescimento das tendências de nutrição, vejam as novidades que prometem destaque nos próximos meses! 

1. Orgânicos e caseiros

Estamos, no geral, mais conscientes dos processos de industrialização e do uso de conservantes. Isso fez com que a busca pelos alimentos orgânicos ou por aqueles de preparo caseiro aumentasse significativamente.

A escolha pela preservação da composição natural dos alimentos deve ser feita desde carnes até cervejas. 

2. Refeição bowl

O termo se refere a refeições em recipientes menores e que já podem ser adquiridas em restaurantes. Elas se mostram uma estratégia conveniente para quem deseja controlar as porções ingeridas, ou para os que buscam manter alimentação saudável mesmo com a rotina atribulada. Vale ressaltar que — mesmo em quantidade reduzida— as refeições devem conter a combinação adequada dos nutrientes importantes para a saúde e bem-estar.

3. Antioxidantes

Se você busca alimentos que contribuam com a redução do estresse do cotidiano, saiba que as tendências da nutrição incluem plantas conhecidas como adaptógenas, antioxidantes naturais que previnem a fadiga e fortalecem o corpo para que ele se comporte melhor diante do desgaste do dia a dia. Dentre esses superalimentos, podemos destacar a moringa, a maçã, e até mesmo o Ginseng.

4. Proteínas vegetais

Com todas as polêmicas envolvendo a qualidade das carnes e com a ascensão da dieta vegetariana ou estilo de vida vegano, o investimento em proteínas vegetais tem aumentado significativamente.

É dito que optar pelos vegetais pode contribuir com longevidade e qualidade de vida, além de deixar os cardápios mais versáteis. As lentilhas, o grão de bico e as ervilhas são os principais destaques proteicos.

5. Gorduras boas

Em contrapartida a toda a reputação tradicional, as gorduras não só podem — como devem — estar presentes nas dietas. As tendências de nutrição incluem as gorduras boas nas refeições, já que possuem seu lado benéfico ao fornecer energia e auxiliar na absorção de nutrientes.

Dentre as gorduras saudáveis, podemos destacar as monoinsaturadas e o ômega 3, importantíssimas para o bom funcionamento neurológico e cardíaco.

6. Dieta do DNA

É evidente que cada organismo se comporte de uma forma, e isso é exatamente a proposta da dieta do DNA. Essa dieta só é possível ser feita com acompanhamento nutricional ou médica após exame específico que permite analisar a expressão dos genes. O objetivo é criar um cardápio através do perfil do mapeamento genético de cada paciente.

Dentre as tendências de nutrição, essa é um dos principais destaques, pois respeita as características individuais de cada um. Além disso, a dieta do DNA  previne deficiências nutricionais e permite que o cardápio personalizado agrade o paciente e o motive a alcançar os objetivos.

7. Congelados

A rotina do dia a dia é um dos fatores que dificultam a preservação da alimentação saudável. Entretanto, apesar dos industrializados prejudiciais à saúde, devemos destacar que agora é possível encontrar congelados que são saudáveis.

A principal orientação é ter atenção às informações nutricionais e rótulos. A combinação entre praticidade e saúde pode ser a chave para os pacientes ficarem mais próximos de seus objetivos.