A área de nutrição está em constante transformação. Os próprios pacientes têm exigido dos profissionais um atendimento diferenciado e o desenvolvimento de dietas cada vez mais personalizadas. Nesse sentido, algumas tendências nutricionais têm ganhado destaque recentemente, com novos adeptos a cada dia.

E não é por acaso. Felizmente, as pessoas estão procurando se alimentar de maneira mais saudável, a partir do entendimento de que uma boa saúde começa pela alimentação.

Se você é uma delas ou quer oferecer mais qualidade de vida aos seus pacientes, continue a leitura do texto e descubra quais tendências nutricionais estão despontando no momento. Acompanhe!

Alimentação orgânica e vegana

Começamos por uma das tendências mais fortes da atualidade e que deve crescer ainda mais nos próximos anos, tanto por questões ideológicas, de proteção aos animais, quanto pela saúde de modo geral.

O fato é que a procura por alimentos orgânicos e veganos só aumenta, criando um mercado consumidor exigente. Com ele, cresce também a busca por profissionais de nutrição especializados em atender a esse perfil de cliente.

Probióticos à base de plantas

Há muito tempo se fala nos benefícios dos alimentos probióticos. Eles contêm microrganismos vivos que contribuem para a saúde e a imunidade do sistema gastrointestinal. Geralmente, são de origem animal, como o leite fermentado e o iogurte.

No entanto, com o crescimento da procura por alternativas veganas, estão sendo consumidos alguns probióticos à base de plantas. É o caso dos fermentados de leite de soja e do Kombuchá.

Não se trata necessariamente de uma novidade, uma vez que o próprio kombuchá é utilizado há séculos pelos orientais, mas essa é uma das tendências nutricionais relacionadas à busca por alimentos mais saudáveis e naturais.

Consumo de colágeno

O colágeno é uma substância fundamental para retardar o envelhecimento, mantendo a elasticidade e firmeza da pele, sendo indicado também para combater a celulite. Além disso, é importante para a saúde dos músculos, ossos e tendões, ajudando a evitar doenças como a artrite.

Costuma ser produzido de maneira natural no nosso organismo. Porém, com o avanço da idade a produção cai, sendo necessário fazer uma reposição por alimentos ou suplementos. As principais fontes de colágeno são as carnes vermelhas e brancas e os frutos do mar.

Maior consumo de fibras

Diferentemente do colágeno, as fibras não são produzidas e nem digeridas no organismo humano. Mas elas são muito importantes como prebióticas, ou seja, para ajudar no funcionamento do trato intestinal. Além disso, ajudam a reduzir o “colesterol ruim”, o índice glicêmico e a aumentar a saciedade.

Portanto, as fibras devem ser ingeridas com regularidade, por meio do consumo de frutas, legumes, verduras e cereais. O papel do nutricionista consiste em não apenas preparar dietas que incluam esse nutriente, mas também procurar alternativas mais condizentes com as preferências dos pacientes.

Saúde do microbioma

O microbioma é o conjunto de bactérias que habitam naturalmente o nosso organismo. As mais conhecidas são as que ficam localizadas no intestino. Porém, estão espalhadas por todo o corpo, influenciando de forma direta na nossa saúde.

Nos últimos anos, tem se destacado, uma vez que diversos estudos relacionam o microbioma à imunidade, ao preparo físico, à prevenção e ao tratamento de doenças. É bom ficar de olho nessa tendência!

Personal diet

Por fim, uma das tendências mais fortes é o personal diet, em que o nutricionista faz um atendimento completo e voltado para as necessidades específicas de cada cliente. Para isso, ele visita a casa, o trabalho e outros ambientes da rotina da pessoa, estuda gostos, preferências e todos os aspectos que podem influenciar na saúde e nutrição.

Essas são apenas algumas tendências nutricionais que estão começando a despontar e devem seguir crescendo nos últimos anos. Elas devem demandar nutricionistas cada vez mais capacitados. Por isso, é bom pesquisar e estudar bastante para se atualizar.

O que achou dessas tendências nutricionais? Ficou interessado em ler mais sobre assuntos relacionados? Então, assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!